A PALAVRA DO EDITOR

Na sexta feira, 28 de junho passado, a Amazon parou de vender livros que descreviam métodos para curar homossexualismo e desejos inconvenientes por pessoas do mesmo sexo.

Entre os títulos censurados pela Amazon estão:

•Heterosexuality: True Stories, (Heterossexualidade: Histórias reais) pelo psicologista mexicano Everardo Martínez Macías

•A Parent’s Guide to Preventing Homosexuality, (Guia dos pais para prevenir o homossexualismo) por Joseph Nicolosi

•Healing Homosexuality,(Curando o homossexualismo) também por Joseph Nicolosi

•How a Gay Boy Became a Straight Man, the testimony of American David Robinson (Como um rapaz gay tornou-se hetero, o testemunho do americano David Robinson)

•The Battle for Normality: A Guide for (self-) Therapy for Homosexuality, (A batalha pela normalidade: um guia para a auto-terapia para o homossexualismo) por Gerard van den Aardweg

Em todos os casos os autores receberam um curto e-mail dizendo que eles violaram a política de conteúdo da Amazon.

Essa política (normas da empresa) proíbe expressamente a pornografia ou outro material com “conteúdo impróprio”. Os autores não foram informados sobre qualquer outro detalhe sobre a suposta violação das normas da empresa.

Everardo Martínez escreveu um e-mail pedindo explicações sobre como ele poderia ter infringido as normas da empresa, mas a resposta que recebeu foi vaga e não específica.

O curioso é que a Amazon vende livros sobre como cometer suicídio, livros do Marquês de Sade apresentando todos os padres como assassinos e estupradores, livros de Hitler, mas recusa-se a vender de livros de auto-ajuda sobre como evitar atrações sexuais indesejadas.

O filho de Joseph Nicolosi declarou: “Na Amazon pode-se comprar qualquer livro escrito no mundo – desde a Bíblia até Minha Luta de Adolf Hitler ou, até mesmo um livro glorificando a pedofilia. Desde a semana passada, porém, ninguém mais pode comprar um livro de meu pai sobre como deixar o homossexualismo porque a Amazon baniu todos eles.”

Porque a Amazon subitamente implementou essa censura injustificável?

Aparentemente foi por causa de uma campanha do site Change.org que pediu a censura destes livros. 

(Fonte: CitizenGo)

Particularmente eu não acredito em “cura gay”. Mas daí a impedir que as pessoas tentem se modificar vai uma grande distância.

O apavorante dessa notícia é o poder que a minoria LGBT possui hoje em dia nas sociedades ocidentais – uma verdadeira ditadura.

Saudações heterossexuais do Dinossauro.

Deixe uma resposta