DEU NO JORNAL

Em nota assinada por Gleisi Hoffmann, o PT rebateu as acusações feitas por Antonio Palocci no acordo de delação fechado com a PF e homologado pelo ministro Edson Fachin, do STF.

Para o partido, nada do que o ex-ministro de Lula e Dilma “diga sobre o PT e seus dirigentes tem qualquer resquício de credibilidade”.

Na delação, o ex-ministro afirmou que o PT recebeu R$ 270,5 milhões em propina entre 2002 e 2014.

Também sobrou para Gleisi, que, segundo Palocci, recebeu recebeu R$ 3,8 milhões na campanha de 2010.

* * *

É foda!!!

A gerenta do PT, o estabelecimento de propriedade do prisioneiro Lula, falando em “resquício de credibilidade”.

É pra gente se mijar-se de tanto se-rir-se-mos.

Cara de pau da porra.

“Tua cara tá mais lisa do que tua tabaca. O Óleo de Peroba tá sendo bem aplicado, cumpanhera”

Deixe uma resposta