SEVERINO SOUTO - SE SOU SERTÃO

DEU NO JORNAL

DESCONDENADO NOMEIA CONDENADO

Em edição extra do Diário Oficial da União, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nomeou o deputado federal Enio Verri (PT-PR) como diretor-geral da Itaipu Binacional.

Enio Verri (PT) e outros 14 réus, entre eles o falecido ex-prefeito de Maringá José Cláudio Pereira Neto (PT), foram condenados por improbidade administrativa pelo juiz da 4ª Vara Cível de Maringá, Alberto Marques dos Santos. A decisão foi divulgada em janeiro de 2013.

DEU NO X

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

O SOL DE DEUS – Ariano Suassuna

Mas eu enfrentarei o Sol divino,
o Olhar sagrado em que a Pantera arde.
Saberei porque a teia do Destino
não houve quem cortasse ou desatasse.

Não serei orgulhoso nem covarde,
que o sangue se rebela ao som do Sino.
Verei o Jaguapardo e a luz da Tarde,
Pedra do Sonho e cetro do Divino.

Ela virá-Mulher- aflando as asas,
com o mosto da Romã, o sono, a Casa,
e há de sagrar-me a vista o Gavião.

Mas sei, também, que só assim verei
a coroa da Chama e Deus, meu Rei,
assentado em seu trono do Sertão.

Ariano Vilar Suassuna, João Pessoa-PB (1927-2014)

DEU NO X

DEU NO JORNAL

ROUBA E MENTE

Lula usa dos seus ataques ao antecessor para não ter de explicar o descumprimento de promessas de campanha.

A prometida reformulação do imposto de renda, por exemplo, “deve ficar” para o fim do ano.

* * *

Lapa de Ladrão mente mais do que a Cega Dedé lá de Palmares.

Essa ceguinha dizia que uma vez soltou um peido tão forte que rasgou as calçolas e o vestido.

E ainda derrubou um tamborete que estava com um pote bem grande cheio d’água.

Ela dizia que o estrondo foi tão grande que uma sobrinha dela ficou mouca.

Um peido da porra!!!

Esperar que Lula cumpra promessas é igual dar conselho a doido: pura perda de tempo.

Ele mente mais do que a Cega Dedé!

CARLOS EDUARDO SANTOS - CRÔNICAS CHEIAS DE GRAÇA

LAPADA DE ACADÊMICO

Ao ler sobre acadêmicos e fardões, em notas contidas numa crônica de Ariano Suassuna, lembrei-me de um fato singular.

Ao receber uma ata para revisar, membro de uma confraria de letrados assinalou a necessidade apenas de completar com um simples circunflexo, a palavra “Antônio”, que várias vezes ali estava citada.

E lhe respondeu:

– Diante de tamanha magnitude redacional contida em ata tão bem escrita, quem sou eu – reles escriba – para me dirigir ao insigne mestre do Direito, membro-mor de nossa Academia, alertando-o que o “sistema corretor do computador” está lembrando que: “Antônio tem circunflexo”. Deus me defenda!…

O presidente da não referida Academia, considerado excelente dominador do vernáculo pátrio, ao receber o que lhe pareceu um “insulto ortográfico” contido na ata em revisão, que assinalava a necessidade de acrescentar um circunflexo nos nomes de Antônio, ali várias vezes citado, devolveu esta lapada:

– Qual dos Antonios? Dos que conheço, Antônio Pacheco Feitosa tem circunflexo, mas Antonio Porfírio da Silva não tem. São nomes próprios e o acento depende do tabelião que lavrou as notas do Registro Civil de cada um deles.

Agora lascou-me!… pensou o revisor, devolvendo o petardo:

– Terei que indagar junto aos “proprietários” dos nomes. Porém, tenho a certeza de que Antônio, com ou sem circunflexo, é Antônio, tanto aqui quanto na Baixa da Égua.

DEU NO X

BERNARDO - AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DEU NO X