DEU NO JORNAL

DEU NO X

DEU NO X

SEVERINO SOUTO - SE SOU SERTÃO

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

ATOS DE ARREPENDIMENTO E SUSPIROS DE AMOR – Gregório de Matos

Ofendi-vos, meu Deus, é bem verdade,
É verdade, Senhor, que hei delinquido,
Delinquido vos tenho, e ofendido,
Ofendido vos tem minha maldade.

Maldade, que encaminha a vaidade,
Vaidade, que todo me há vencido,
Vencido quero ver-me e arrependido,
Arrependido a tanta enormidade.

Arrependido estou de coração,
De coração vos busco, dai-me os braços,
Abraços, que me rendem vossa luz.

Luz, que claro me mostra a salvação,
A salvação pretendo em tais abraços,
Misericórdia, amor, Jesus, Jesus!

Gregório de Matos, Salvador-BA, (1636-1696)

DEU NO JORNAL

SOLIDÁRIO COM A PATOTA

Governo Lula publica aumento ao Auxílio Reclusão, que passará a ser de R$ 1.754,18, maior que o salário mínimo que não teve aumento

O Auxílio-reclusão teve reajuste pelo Ministério da Economia. Beneficiários que antes recebiam até R$ 1.212 por mês, agora o salário de contribuição terá como limite o valor de R$ 1.754,18.

Os novos valores foram oficializados pela Portaria Interministerial MPS/MF nº 26, publicada na quarta-feira (11), no Diário Oficial da União (DOU). O reajuste vale desde 1º de janeiro de 2023.

A medida foi publicada pelo Ministério do Trabalho e Previdência do governo Lula.

O auxílio-reclusão é pago a presidiários que estejam presos em regime fechado ou em regime semiaberto.

Enquanto isso o salário mínimo não terá aumento.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que não consegue dar aumento do salário-mínimo porque tudo consideram “gasto”.

* * *

Excelente notícia pra começar a semana!

Lapa de Ladrão mostrou uma tocante solidariedade pra com a sua cumpanherada.

Amigo é coisa pra se guardar no fundo do coração.

Esta novidade é magnífica e merece ser comemorada com uma canção.

DEU NO X

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

NACINHA – CUIABÁ-MT

Minha gente querida!

Vejam só:

Prendem pessoas sem condenação;

Pessoas morrem presas;

Mandam prender um comandante da PM;

Prendem um Delegado Federal Secretário de segurança pública;

Afastam um Governador, bloqueiam bens;

Deletam contas de parlamentares eleitos.

Mas, ditador era o Bolsonaro.

Meu Deus do céu!!!

DEU NO X

J.R. GUZZO

LULA PRECISA COMEÇAR A GOVERNAR O BRASIL

O governo Lula precisa começar a governar o Brasil. O presidente e o seu sistema de apoio agem como se o país não tivesse nenhuma outra questão além da invasão e depredação das sedes dos três Poderes, no domingo passado. Estão encantados com a repressão que fazem contra os acusados pelos crimes cometidos em Brasília, com as prisões em massa, com os processos, com as multas de R$ 100 mil reais por hora, com a polícia. Descobriram o gosto de ter o chicote na mão. Falam em expurgos, castigo, cadeia. Não conseguem mudar de assunto, e nem de rumo. Mas existe aí um país com 215 milhões de pessoas que precisam continuar a trabalhar e a cuidar da vida; existe um Brasil que vai além da Esplanada dos Ministérios. Essa população, esse Brasil e o seu caminhão de problemas reais parecem ser a última preocupação do presidente e do seu entorno. Dão a impressão, a cada dia, que não têm um projeto de governo, e sim um projeto de vingança.

A Bolsa de Valores, desde o dia 1˚ de janeiro, perdeu R$ 500 bilhões. Não é, como Lula diz, uma bobagem que só afeta meia dúzia de meninos na Avenida Faria Lima, e sim um óbvio aviso de que o Brasil real não confia na competência da equipe econômica para manter a recuperação pós-covid-19 – e menos ainda nas suas intenções. A primeira notícia de destaque na área industrial é a demissão de 2 mil trabalhadores de uma das maiores empresas têxteis do Brasil. O Banco Itaú, por meio do seu braço de gestão de recursos, alerta para a demolição da âncora fiscal, o silencio sobre a reforma tributária e um possível aumento de impostos. A expectativa é de “baixo crescimento, inflação alta, juros elevados e aumento da dívida pública”. É um balanço miserável para 15 dias de governo. Mas a obsessão do Sistema Lula é fazer política 25 horas por dia – só se pensa em eliminar os adversários, ocupar empregos na máquina do Estado e proibir o povo de ir para a rua.

O principal número que o governo tem a apresentar como realização, até agora, são os 1,5 mil presos que trancou num ginásio da polícia em Brasília. Que tal, para quem propunha “devolver a paz” ao Brasil? O que o presidente faz é o contrário: com um megafone na mão, dedica-se todos os dias a criar tensão e sabotar qualquer esforço para uma situação de normalidade. Sua última obra é dizer que “perdeu a confiança” em parte das Forças Armadas – para demonstrar o quando está zangado e desconfiado, não admitiu que o seu ajudante de ordens seja um militar, como é a praxe. Para que fazer isso? Lula, ainda há pouco tempo, se orgulhava de ter começado a governar “antes da posse”. O que ele precisa, mesmo, é começar a governar depois da posse.