COMENTÁRIOS SELECIONADOS

ÁGUA NO SERTÃO

Comentário sobre a postagem DEUS PÔS AS MÃOS NA TRANSPOSIÇÃO DO VELHO CHICO

Hipólito Vasconcelos:

Mestre José Ramos,

Ao terminar a leitura do texto me veio à mente versos da música Vozes da Seca, de autoria de Luiz Gonzaga e Zé Dantas:

Seu doutô os nordestino
temos muita gratidão
pelo auxílio dos sulistas
nessa seca do sertão.
Mas doutô uma esmola
a um homem que é são
ou lhe mata de vergonha
ou vicia o cidadão…”

DEU NO TWITTER

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

DESENGANOS – Padre Antônio Tomás de Sales

Muitas vezes sonhei nos tempos idos
Acalentando sonhos de ventura,
Então a voz da lira suave e pura
Era-me um gozo d’alma e dos sentidos.

Hoje, vejo meus sonhos convertidos
Num acervo de dores e de amargura
E percorro da vida a estrada escura
Recalcando no peito os meus gemidos

E se tento cantar como remédio
Minhas mágoas ao sombrio tédio
Que lentamente as forças me quebranta

Os sons que ira que arranco agora
Mais parecem soluços de quem chora
Do que a doce toada de quem canta.

Padre Antônio Tomás de Sales, Acaraú-CE (1868-1941)

DEU NO TWITTER

RODRIGO CONSTANTINO

OS IMBECIS E OS MALANDROS

Em seu suposto momento Umberto Eco, o ministro Alexandre de Moraes afirmou que a internet deu voz a muitos imbecis. Sem a inteligência do escritor italiano, porém, Moraes estava não só repetindo uma platitude, mas tentando alfinetar seus críticos. Para o ministro, essa turma de “extrema direita” não passa de uma cambada de idiotas. Como, afinal, uma pessoa inteligente poderia criticar um STF tão zeloso de seu papel constitucional, não é mesmo?

Moraes acabou acertando o alvo, mas sem querer. Devemos mesmo ser uns imbecis. Afinal, apenas um imbecil pode ser tão pacato diante de tanto abuso de poder! Foi a linha de raciocínio do meu colega Paulo Polzonoff, aqui no JBF: “Somos mesmo uns imbecis. Uns parvos, uns pascácios, uns lerdos, uns palermas, uns tontos, uns bobos, uns néscios, uns idiotas. Uns mansos que, apalermados, assistimos aos arbítrios de autoridades calvas de bom-senso.”

É óbvio que há muito idiota nas redes sociais. Tem gente que fica até milionária explorando isso, imitando foca, falando bobagem sexual, e depois acaba convidado por ministro supremo para debater política! Mas imagino que não era desse tipo de imbecil que Moraes falava. É preciso ser muito imbecil para considerar um embusteiro feito João de Deus alguém com um poder “transcendente”, não é mesmo? É preciso ser mais do que imbecil para julgar um terrorista assassino feito Cesare Battisti um inocente!

Somente imbecis podem levar a sério uma narrativa midiática que fala incansavelmente de um suposto golpe eleitoral de Bolsonaro, enquanto o presidente apenas pede mais transparência no processo, assim como as Forças Armadas e boa parte do povo brasileiro, que não gosta muito de ficar na companhia de Butão e Bangladesh, em vez de Alemanha, Itália, França, Estados Unidos, Inglaterra ou Japão, todos eles com materialização do voto e possibilidade de aferição pública na contagem.

Que tipo de imbecil pode aceitar passivamente uma Corte Suprema que age como partido político de oposição, tentando derrubar o presidente eleito, considerado alguém “do mal”? Só imbecil pode repetir por aí que nossa democracia está funcionando perfeitamente dentro das regras do jogo, não é mesmo? É preciso ser um jumento em forma humana para achar normal jornalista preso pelo crime de opinião, ou deputado com sua imunidade parlamentar rasgada por uma vendeta particular.

Enfim, Moraes está certo sim: tem muito imbecil nas redes sociais. Mas para os outros “imbecis”, aqueles que se preocupam com essas coisas chatas de instituições republicanas, o que realmente preocupa não é a quantidade de idiotas nas redes sociais, e sim a de malandros oportunistas e autoritários vestindo toga suprema…

DEU NO TWITTER

GUSTAVO GAYER

DEU NO TWITTER

BERNARDO - DIRETO DO PINGO NOS Is

DEU NO TWITTER