GUSTAVO GAYER

DEU NO TWITTER

ALEXANDRE GARCIA

NOVO MARCO CORRIGE APAGÃO FERROVIÁRIO

Uma grande notícia chega do Senado para esse país que passou por uma escuridão de inteligência estratégica, sem trens e ferrovias, que praticamente abandonou seus trilhos. Em uma vitória do governo, os senadores aprovaram projeto que institui um novo marco regulatório para as ferrovias. O relator foi o senador Jean Paul Prates, do PT do Rio Grande do Norte. O projeto segue agora para a Câmara.

Pelo novo marco, a iniciativa privada poderá fazer a ferrovia que quiser sem precisar entrar em licitação, oferecer proposta de menor preço, etc. A empresa pode fazer o que quiser, desde que assuma o risco. O governo só precisa autorizar e mais nada.

E o interesse é grande. Assim que o governo publicou uma medida provisória sobre o assunto – que será deixada de lado assim que o novo marco virar lei – apareceram projetos para 14 novas ferrovias financiadas por empresas. Em um total de mais de 5 mil quilômetros e R$ 80 bilhões de investimento.

A notícia chega em boa hora, ao mesmo tempo em que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, está em Nova York tentando atrair investidores para o Brasil. Até aqueles trilhos, linhas e ramais ferroviários abandonados poderão ser reativados ou reformados simplesmente entrando no programa.

Concessões que já foram feitas também poderão mudar para o novo sistema. É um grande estímulo num país com 8,5 milhões de km² que não tinha trilhos.

* * *

Grande partido

Um grande partido foi formado nesta quarta-feira (6), com a fusão do PSL, que tem a maior bancada na Câmara federal, com o DEM, que tem 458 prefeitos, inclusive em quatro capitais. A legenda se chamará União Brasil. O novo partido ainda precisa fazer um pedido de registro na Justiça Eleitoral.

* * *

Bolsonaro surpreende

O presidente Jair Bolsonaro surpreendeu o Supremo Tribunal Federal (STF) naquele inquérito sobre “interferência na Polícia Federal”, provocado pelo ex-ministro Sergio Moro, que depois disse que não queria acusar Bolsonaro de nada – ele está é preocupado que pode ser enquadrado em denunciação criminosa. O presidente disse ao STF o seguinte: “eu vou depor pessoalmente, não precisa depoimento por escrito”.

Pois bem, terá que ficar demonstrado que Bolsonaro interferiu em alguma investigação da Polícia Federal. Porque nem sequer permitiram que o presidente nomeasse o diretor da PF que ele queria nomear. Foi uma interferência do Supremo que rasgou o artigo segundo da Constituição, que versa sobre a independência dos poderes. Por isso, vai ser interessante ver o presidente ir depor no STF.

* * *

Boa iniciativa

Treze integrantes do Ministério Público de Santa Catarina criaram o Núcleo de Defesa das Liberdades e Enfrentamento da Censura, para chamar atenção das pessoas sobre o quanto a mãe de todas as leis, a Constituição, tem sido desrespeitada nos direitos e garantias fundamentais, na liberdade de expressão e na censura, que é vedada. É uma ótima iniciativa!

* * *

Lei de Improbidade

A Câmara dos Deputados votou e aprovou definitivamente a nova Lei de Improbidade Administrativa, que torna mais fácil a vida do político corrupto. Por exemplo: o prefeito pode nomear a mulher dele para um cargo público. Aí, se ela participa de alguma falcatrua, tem que se provar que o prefeito tinha intenção de fazer a falcatrua e por isso nomeou a mulher. Se ele não teve a intenção, se apenas “deu na telha” da mulher fazer a falcatrua de uma hora para outra, aí o prefeito não tem culpa, é um caso culposo, não tem dolo, ou seja, ele não tinha essa intenção. É um absurdo!

Agora o novo texto da Lei de Improbidade está nas mãos do presidente da República para decidir se sanciona tudo ou faz alguns vetos.

DEU NO TWITTER

DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

A CAVEIRA E A CAMBAXIRRA

Fotos deste colunista

Garanto faz muito tempo
Que o boi malhado morreu,
Era um animal bonito!
Mas a desdita o venceu.
E foi só falta de sorte,
Recordo bem essa morte,
Uma serpente o mordeu.

Lá no alpendre do meu rancho,
Na coluna de madeira,
Só para recordação,
Penduramos a caveira.
Hoje é lar de passarinho,
Cambaxirra fez seu ninho,
Ave engenhosa e Matreira.

Andei vendo um movimento,
Na caveira pendurada,
Cheguei perto para ver,
E fiquei admirada!
A ave saiu voando,
Eu fiquei de longe olhando,
A cambaxirra assustada.

Logo, logo descobri
Que havia ali um casal.
Os dois muito parecidos,
Levando material,
Para o ninho reforçar,
E os ovinhos abrigar,
De maneira especial.

Não tem chuva, não tem vento,
Para o ninho derrubar.
A escolha foi divina,
Eu posso até apostar!
Tem ciência e tem beleza,
As tramas da natureza,
Engenho a nos encantar.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

SPOCK LEE – NEW CASTLE, DELAWARE – USA

Bom Dia, Caríssimo Luiz Berto,

Notícia do Dia – Fique em Casa!!!

A deputada (não seria vereadora?) Talíria Petrone (PSOL) acaba de informar (06/10/21), no plenário da Câmara Municipal de Belém, que o seu correligionário e prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, foi internado com Covid nesta quarta-feira (6).

Segundo ela, o prefeito, que tem 64 anos e havia sido vacinado (sério?!), está bem, mas o quadro requer cuidados.

Clique aqui e veja a fonte (uiii)

Ora-pro-nóbis

RODRIGO CONSTANTINO

JORNALISTA TEM FONTE, BLOGUEIRO TEM INFORMANTE?

“Blogueiro bolsonarista investigado pelo STF usou estagiária de Lewandowski como informante”, diz manchete em destaque na Folha de SP hoje. O jornal conseguiu acesso às conversas trocadas entre o jornalista e a funcionária do ministro, usando alguma fonte. Mas eis o interessante: só quem tem fonte é jornalista de esquerda!

A tática da velha imprensa é tão manjada que falta sutileza. Todos percebem o truque. Para começo de conversa, o uso do rótulo blogueiro, que os militantes disfarçados de jornalistas usam para se referir a qualquer jornalista que não seja de esquerda.

Mesmo alguém que atua e atuou nos principais veículos de comunicação do país, como no meu caso, continua chamado de blogueiro se não for da patota corporativista, dominada pelo esquerdismo. Jornalista é termo reservado só para quem é do clubinho, gente que leva a sério Renan Calheiros.

É a mesma tática do uso da expressão “empresário bolsonarista”. Ora, nunca vimos a imprensa falar em empresário tucano ou empresário lulista, mesmo quando o empresário em questão é ligado umbilicalmente ao PT ou ao PSDB. Mas bastou enxergar virtudes no presidente ou em seu governo para virar um empresário bolsonarista, em tom depreciativo.

Voltando ao caso de Allan dos Santos, do Terça Livre, eu poderia jurar que a mídia chamasse esse tipo de contato de “fonte”. Algo inclusive preservado pela Constituição Federal, com direito ao sigilo e tudo. Mas como se trata de um “blogueiro bolsonarista”, a fonte virou “informante”, e o panfleto esquerdista disfarçado de jornal faz de tudo para criar ares golpistas e criminosos na relação entre fonte e jornalista.

A ponto de passar batido pelo que realmente importa nessas trocas de mensagens! “O que vi de mais espantoso é que realmente eles decidem como querem e o que querem. Algumas decisões são modificadas porque alguém importante liga para o ministro”, diz a funcionário do ministro Lewandowski.

Barbara, a mineira do popular canal TeAtualizei, comentou sobre isso: “Invés da galera comentar o absurdo da informação dada pela estagiária do Lewandowski, d q as coisas mudavam qdo alguém importante ligava, os jornalistis estão chocados pq ela foi a fonte de alguém. Ninguém tá ligando para a gravidade da informação sobre a justiSSa desse país!

O jornalismo morreu? Esses militantes perderam a capacidade de identificar o essencial numa notícia? Vale tudo para atingir jornalistas independentes ou simpáticos ao governo Bolsonaro? Carolina Brígido, colunista do UOL e que escreve sobre o STF, tirou disso tudo que Allan dos Santos tentou “espionar o Supremo”. Leandro Ruschel rebateu:

Quando você recebe uma informação das suas fontes no Supremo é “jornalismo”, e quando o Allan faz o mesmo é “espionagem”? Alem disso, sobre a grave acusação de mudança de sentenças a pedido de autoridades, é mentira? Fake news? Nunca aconteceu?

Essa postura da velha imprensa tem sido responsável por sua acelerada perda de credibilidade. Enquanto os jornalistas deveriam estar debruçados sobre os esquemas absurdos que existem em nosso Poder Judiciário e ameaçam nosso Estado de Direito, preferem fazer picuinha e atacar “blogueiros bolsonaristas”, gente que, aliás, costuma ter muito mais engajamento do que esses jornalistas.

A prioridade dessa turma é lutar com unhas e dentes para resgatar uma era de hegemonia e monopólio das narrativas, uma época que não volta mais após o advento das redes sociais. Não há mais espírito público, compromisso com os fatos, a busca da verdade. Restou apenas a militância ideológica e a tentativa de assassinato de reputação dos novos concorrentes. São os blogueiros socialistas, que comandam o espetáculo da velha imprensa decadente…

COLUNA DO BERNARDO

DEU NO JORNAL

UMA CARECA QUE VIVE BRILHANDO

Na tarde desta quarta-feira (06), o jornalista Allan dos Santos anunciou que vai denunciar o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, após a divulgação de uma matéria do jornal Folha de S. Paulo que acusa uma ex-estagiário do ministro do STF, Ricardo Lewandowski, de ser informante do dono do Terça Livre.

Moraes determinou que a Polícia Federal ouça a ex-estagiária “imediatamente”.

Ela será ouvida no âmbito do inquérito ilegal das fake news, no qual Allan é investigado.

A ex-estagiária trabalhou no gabinete de Lewandowski de 19 de julho de 2017 a 20 de janeiro de 2019.

Segundo Allan, a decisão de Moraes fere o direito ao sigilo da fonte: “abominável” e “inaceitável”.

O jornalista também citou um trecho do artigo 220 da Constituição Federal de 1988 sobre a liberdade de expressão: “A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição”.

* * *

Allan disse que vai denunciar Cabeça de Ovo na Organização Internacional de Jornalistas e na Federação Internacional de Jornalistas

Poderia também denunciá-lo à Organização Mundial de Saúde, pela insalubridade e poluição ambiental que o togado banânico provoca nos ares pátrios com suas decisões e canetadas arbitrárias e inconstitucionais.

A denúncia também poderia ser feita à importantíssima e respeitada Comissão de Apurações de Escrotidões do JBF.

Tive conhecimento, por fonte bem colocada em Brasília, que Cabeça de Ovo irá apelar aos índios para fazer uma nova dança e se livrar dessa mais recente encrenca, dentre as muitas que vive aprontando impunemente.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PE

Bom dia, caro Berto

Aproximando-se o Dia das Crianças, passo a suas mãos minha participação na festa que fará a alegria da Chupicleide, com muito chocolate e bolo.

A mandioca fica por conta do Polodoro.

Abraços

R. Meu caro, vossa generosa doação já está na conta desta gazeta escrota.

Chupicleide está aqui relinchando de felicidade com a ligação que você fez entre ele e o Dia das Crianças.

Não apenas de felicidade, mas também de muita malícia, pois ele ficou na maior alegria quando você se referiu à “mandioca de Polodoro”.

Ô sujeitinha safada…

Aproveito a oportunidade para também agradecer as doações feitas esta semana pelos leitores Oswaldo M. Soares, Áurea Regina, Márcia Portela e M.S.C.

Vocês são a força que mantém esta gazeta escrota nos ares e que cobrem as despesas com hospedagem e manutenção técnica feita pela empresa Bartolomeu Silva.

Vai voltar tudo em dobro na forma de paz, saúde, tranquilidade, harmonia e longa vida!!!