DEU NO TWITTER

AUGUSTO NUNES

DOUTOR EM VÍRUS CHINÊS

Ricardo Lewandowski sabe que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, ainda não aprovou nenhuma vacina contra a COVID-19. O ministro do Supremo Tribunal Federal sabe também que, sem a aprovação da Anvisa, nenhum medicamento pode ser utilizado no Brasil.

Mas não deu um pio quando o governador João Dória anunciou, semanas atrás, que começaria a utilizar em 25 de janeiro uma vacina ainda à espera da autorização indispensável.

Neste domingo, Lewandowski interrompeu o descanso dos fins de semana para dar um ultimato ao governo federal: o Ministério da Saúde tem 48 horas para informar em que datas os brasileiros serão vacinados. Claro que o plano de vacinação requer ajustes, acréscimos e aperfeiçoamentos. Fazer o impossível é mais complicado.

O tom da cobrança e o prazo exíguo – vence na terça-feira à meia-noite – permitem que o ministro Eduardo Pazuelo replique com outro ultimato: o STF tem 12 horas para revelar onde podem ser encontradas vacinas com a aprovação da Anvisa.

Ou o Supremo faz isso ou decide que, para combater o vírus chinês, o governo federal está obrigado a fixar a data em que vai usar um medicamento que ainda não está pronto.

A PALAVRA DO EDITOR

A FRASE DA SEMANA

“O panfletismo contra o STF anda insuportável.”

Colunista fubânico Goiano

* * *

Este Editor concorda plenamente com nosso confrade fubânico.

O STF da atualidade, impoluto, isento, ético, honesto, virtuoso, imparcial, apolítico, de notável saber jurídico e ilibada reputação, não merece a chuva de impropérios que vem sendo despejada ultimamente sobre ele.

Como bem diz o sensato colunista Goiano, este panfletismo é “insuportável”.

A Casa que já abrigou Adauto Lúcio Cardoso e Paulo Brossard está sendo vítima de uma saraivada de infâmias.

Ninguém suporta mais não apenas o panfletismo, mas também o cartazismo que vem sendo levado a efeito contra a nossa digna corte suprema.

Estes cartazes que não param de circular na Praça dos Três Poderes são de uma infâmia repugnante.

Eu chego fico com raiva e triste quando leio as frases neles contidas.

RODRIGO CONSTANTINO

BOULOS INOVOU

A sequência é conhecida: um esquerdista radical se fantasia de moderado, usa uma mensagem demagógica para atrair a elite culpada e ignorante, consegue chegar ao poder, e uma vez lá, faz de tudo para se perpetuar no poder, incluindo conchavos com os fisiológicos e abandonando as “minorias” que prometeu ajudar. No processo, por adotar um mapa de voo totalmente equivocado e falacioso, acaba destruindo a economia do país, produzindo rombos fiscais enormes, inflação e desemprego.

Não foi assim somente com Lula e Dilma; foi assim em todo experimento socialista! Guilherme Boulos, do PSOL, era o nome da vez. Disputava no segundo turno o comando da capital mais importante do Brasil, o que já é sintoma da gravidade da situação. Seguiu passo a passo o script. Amansou a fala, deixou de lado as invasões e os quebra-quebras que promovia como líder do MTST, seduziu (sem muito esforço) os jornalistas.

Contou com uma ajudinha dos institutos de pesquisa, que inflaram suas intenções de voto. Não obstante, o bom senso prevaleceu, o paulistano demonstrou algum juízo, e a despeito da revolta legítima com o prefeito tucano que disputava sua reeleição, não permitiu a chegadan de Boulos “caviar” ao comando de São Paulo. Menos mal.

Boulos não teve, então, como destruir de vez com as finanças da cidade mais rica do país. Mas ele inovou. Ele conseguiu quebrar a própria campanha! Isso mesmo: a demonstração de irresponsabilidade no trato com o dinheiro já veio logo no começo, e isso mesmo com o milionário fundo partidário e as doações de herdeiros entediados. O candidato do PSOL lançou uma campanha para arrecadar fundos para “cobrir os custos pendentes da campanha”. Tem otário para tudo nesse mundo…

Se o maior problema da extrema esquerda fosse sua completa falta de habilidade ao lidar com o dinheiro (dos outros), a coisa seria quase tolerável. Conseguimos trabalhar mais para sustentar parasitas. Mas o grande mal do socialismo é mesmo a total perda de liberdades. Boulos defende as ditaduras de Cuba e da Venezuela, e mesmo assim tinha veículo de comunicação o chamando de moderado e repetindo que o comunismo morreu.

Essa semana mesmo vimos que, depois de protestos, o regime cubano bloqueou redes sociais e colocou ativistas em prisão domiciliar. Já na China, outro país comandado por uma ditadura comunista, um repórter da Bloomberg foi preso e um magnata de Hong Kong foi enquadrado na lei de segurança nacional por defenderem liberdade de expressão e democracia.

Mas nossos “jornalistas” não querem criticar a China, nosso maior parceiro comercial, por “pragmatismo”. Essa gente demonstra ter pouquíssimo apreço pelas liberdades mais básicas…

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

OCORRÊNCIAS BANÂNICAS PRA COMEÇAR A SEMANA

A PF cumpre na manhã desta segunda-feira mandados de prisão, além de 36 mandados de busca e apreensão, contra duas desembargadoras do TJ da Bahia e até o secretário da Segurança, Maurício Barbosa.

As duas mulheres são acusadas de envolvimento no esquema de venda de sentenças judiciais investigado na Operação Faroeste.

O secretário foi afastado do cargo por ordem do STJ.

* * *

Polícia Federal cumprindo mandado de busca e apreensão contra duas desembargadoras, comedoras de acarajé e de propinas.

E também cumprindo mandado de busca e apreensão contra o Secretário de Segurança do estado.

Se a gente contar isso lá no Burundi, ninguém vai acreditar.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Pra completar, agora só falta dizer que o estado é governado pelo PT.

Vou até pesquisar esta informação pra ver quem o  partido que administra e dá as ordens lá naquele pedaço atualmente.

Você sabem qual é???

Xolinha de tabaca arrombada com as acontecências banânico baianíferas

JESUS DE RITINHA DE MIÚDO

À MARGEM

Versos desta colunista, revoltado por ainda existirem cenas como essa da foto abaixo:

A humanidade inteira
Perdeu de tudo a razão
O homem não evolui
Se não possui compaixão
Se lhe falta caridade
Se não enxerga a verdade
Na dor do seu próprio irmão.

Do que vale ter à mão
Tanta tecnologia
Discursar sobre direitos
Usando de hipocrisia?
Estamos todos doentes
De males nunca aparentes
Sofremos de “alma fria”.

Dia e noite, noite e dia
Há pessoas padecendo
De fome, sede e desprezo
Alguns vegetam vivendo
À margem da existência
E o deus homem (deus ciência)
Passa e finge não estar vendo.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

NETO FEITOSA – FORTALEZA-CE

Prezado Berto,

Como já é do vosso conhecimento, sou Professor de Finanças na Universidade Federal do Tocantins – Campus de Araguaína.

E hoje vim aqui fazer um honroso (para mim) convite a todos os fubânicos: Danielle Aguiar foi minha aluna na primeira turma que ministrei aula, em 2015.

Esforçada, mãe solteira aos 16 anos, é um exemplo de mulher que luta pelo que quer e não espera nada de ninguém.

Pois bem, hoje ela é Executiva Senior de RH do Novo Banco de Desenvolvimento (O banco dos BRICS).

Por coincidência hoje faz exatamente 1 ano que ela lá chegou.

E ela vai fazer uma apresentação aos meus alunos da Universidade e eu queria contar com a ilustre presença de todos vocês.

Será as 20 horas (horário de Brasília).

Para acessar basta clicar aqui.

Agradeço a você e a todos da nossa comunidade.

R. Caro Neto Feitosa, você é mais uma prova daquilo que eu vivo repetindo: neste antro de escrotidão só tem cabra malassombrado!

Só gente de primeira linha assim feito você.

Será um prazer participar da apresentação de Danielle, sua vitoriosa ex-aluna, logo mais às oito da noite.

Toda comunidade fubânica já está convidada.

Sucesso!!!

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

SUPREMO REDUTO DE DOUTOS QUE ACERTAM MAIS DO QUE ERRAM

O ministro do STF Ricardo Lewandowski determinou, neste domingo, que o ministério da Saúde informe, em até 48 horas, a previsão de início e de término da vacinação contra a covid-19 no Brasil.

A decisão de Lewandowski é inconstitucional porque invade competência exclusiva do Executivo.

É absurda, kafkiana, não tem sentido algum e chega a ser uma provocação de gênero oposicionista destrutivo, porque sequer a Anvisa autorizou qualquer vacina, o que torna impossível determinar datas de início e fim de vacinação, o que significa que é algo impossível de ser atendido.

O ministro teve coragem de colocar em letra de forma este ultimado ridículo:

– Intime-se o Senhor Ministro de Estado da Saúde para que esclareça, em 48 (quarenta e oito) horas, qual a previsão de início e término do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, inclusive de suas distintas fases. 2 – Intime-se também o Senhor Advogado-Geral da União

A decisão consta do andamento de ação em que partidos de oposição pedem que o governo seja obrigado apresentar um cronograma.

* * *

Todas as grosserias e calúnias desta notícia aí de cima, assacadas contra o douto e isento Ministro Lewandowski, serão duramente rebatidas pelo nosso estimado colunista Goiano Braga Horta, atento e isento analista dos 11 togados do STF.

Aguardem que a cacetada rebatetória virá ainda hoje.

Goiano, entre suas várias especialidades, é doutor em suprema ministragem brasileiraica, conhecendo a fundo o caráter de cada uma dos nossos ministros.

Fecho a postagem com uma frase marcante que Goiano fez num comentário postado sábado passado:

“Resta esclarecer que Gilmar Mendes não é bandido, não é comunista, nem petralha, sequer esquerdopata, é um Ministro do STF que julga processos que são submetidos por alguma parte ao Tribunal, como qualquer juiz, pode errar, mas sem dúvida acerta mais do que erra.”

“É por isso que adoro esta gazeta: tão escrota quanto eu”