DEU NO TWITTER

INVOCANDO A TORTURA

DEU NO JORNAL

É COMO TER A MÃE NA ZONA E TER MINISTRO NO SUPREMO

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, determina soltura do traficante André do Rap em SP

André do Rap foi preso em setembro do ano passado, em uma operação feita pela Polícia Civil de São Paulo em um condomínio de luxo em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro.

Ligado a facção criminosa, André Oliveira Macedo é investigado por ter função de liderança dentro do PCC e por gerenciar o envio de grandes remessas de cocaína à Europa.

O pedido que resultou na decisão de Marco Aurélio Mello de libertar o traficante André do Rap foi apresentado pelo escritório de um advogado que era assessor do gabinete do ministro do STF até o começo do ano.

É o que diz a revista Crusoé, em reportagem exclusiva.

O ex-assessor de Marco Aurélio, Eduardo Ubaldo Barbosa, não aparece assinando o pedido.

Quem assina é a sócia dele, Ana Luísa Gonçalves Rocha.

Os dois são sócios do escritório Ubaldo Barbosa Advogados, com sede em Brasília.

Em fevereiro, Eduardo postou em suas redes sociais uma mensagem de despedida e agradecimento pelos dois anos de experiência no gabinete de Marco Aurélio.

* * *

Para celebrar esta fantástica notícia, aqui vai uma música.

Uma composição que retrata muito bem a surrealista República Federativa de Banânia.

* * *

Complementando a postagem:

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, foi humilhado pelo presidente da Corte, Luiz Fux, que suspendeu a inaceitável liminar que soltou André de Oliveira Macedo, o André do Rap, considerado pela Justiça um dos principais traficantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Marco Aurélio foi criticado em todo o País.

Em sua decisão, Fux afirmou que a liminar de Marco Aurélio “viola a ordem pública”.

O bandido já teria fugido para o Paraguai.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

Bom dia, caro Berto

Cumprindo o agradável desiderato de contribuir para a ração do Polodoro e a caninha de Chupicleide.

Pois hoje já é quinta e véspera de sexta, dia de assombração.

Abraços, 

R. Meu estimado leitor, sua generosa doação já está na conta desta gazeta escrota.

Polodoro e Chupicleide estão relinchando de alegria desde ontem.

Chega fiquei com os zouvidos ardendo com a zuada dos dois.

Muito grato a você e a todos os demais fubânicos que também fizeram generosas doações nos últimos dias.

Leitores e colunistas é que estão pagando a nossa taxa mensal de hospedagem e assistência técnica.

Pode anotar aí:

Vai voltar tudo em dobro pra vocês!!! 

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ILMA PAIVA – DIVINÓPOLIS-MG

Meu querido Editor!!!

Com a proximidade das eleições no mês que vem, acho que vale a pena publicar esta charge no nosso jornal.

Um grande abraço pra você junto com os votos de muito sucesso.

Também um abraço para todos o time de leitores!!!

DEU NO TWITTER

J.R. GUZZO

NÃO TEM PREÇO

O desembargador Kassio Marques, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar vaga no Supremo

A reação mais notável à decisão do presidente Jair Bolsonaro de indicar para a vaga ora aberta no STF um advogado do Piauí que foi nomeado para a magistratura federal por Dilma Rousseff, é contra a prisão de criminosos depois de condenados em segunda instância e teve a torcida pública de um senador do seu Estado oficialmente denunciado pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro foi um silêncio de cemitério do Oiapoque ao Chuí. É verdade que ninguém teve a coragem de elogiar – a não ser o próprio Bolsonaro, é claro, e as gangues que fazem do Congresso brasileiro um dos mais desprezados corpos legislativos do planeta. Mas onde foram parar os protestos, a ira e a indignação que se levantam quase automaticamente, desde o primeiro dia do seu governo, a cada vez que o presidente abre a boca ou decide alguma coisa? Não houve nem protesto nem ira nem indignação.

Por que será? É provável que Bolsonaro nunca tenha criado uma calamidade tão maligna quanto essa – nem tão duradoura, visto que o seu preferido vai ficar decidindo o que é certo e o que é errado para o Brasil pelos próximos 27 anos. Mas o que houve, de Lula e da extrema esquerda até a bancada “da bala” e a extrema direita, foi um dos mais intensos movimentos que já se viu neste país em matéria de olhar para o outro lado e fazer de conta que não aconteceu nada demais. Nem a constatação de que o novo ministro copiou e colou na sua “tese” trechos inteiros escritos por um advogado amigo – incluindo os erros de português – sem dar um pio sobre o nome do verdadeiro autor, provocou maiores objeções. Para um presidente que é diariamente acusado de genocídio para baixo, fora o pouco-caso com os quilombolas, os incêndios no Pantanal e a sua participação em milícias do crime organizado, trata-se de uma vitória e tanto.

A passividade com que os inimigos de Bolsonaro receberam a indicação do dr. Kássio para o STF, para não ficar enrolando a questão com considerações superiores de ciência política, tem uma explicação bem simples: ninguém falou nada porque todo mundo gostou – ou, se não gostou, engoliu com casca e tudo. O novo ministro, quando se pensa um pouco, é o homem dos sonhos do mundo político brasileiro de hoje – agrada ao PT, ao “Centrão”, à OAB, ao ministro Gilmar Mendes, aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, às empreiteiras de obras públicas, aos refugiados da Lava Jato, aos escritórios “top de linha” da advocacia criminal, aos defensores das “instituições democráticas”, à classe intelectual, ao presidente Bolsonaro, à família do presidente Bolsonaro e por aí vamos. O leitor se lembrou de alguém mais? Pode colocar na lista.

O fato é que ninguém que viaja nesse bonde pode admitir, de jeito nenhum, que o STF melhore, por pouco que seja. Pode tudo – mas melhorar, não. Eis aí o maior risco que todos eles podem correr hoje em dia. Um Supremo menos ruim que esse é uma ameaça direta ao seu bem-estar; é ali que os “garantistas” garantem que os acusados de corrupção sejam deixados em paz, e a garantia dessa impunidade não tem preço para os proprietários da vida pública do Brasil. Uma Justiça mais decente obrigaria a classe política e o resto da massa que hoje vive à custas da máquina do Estado a se comportarem melhor do que se comportam. E quem está querendo se comportar melhor nesse povo? Bolsonaro teve a sua primeira grande chance de piorar o Supremo. Não perdeu a viagem.

É a “governabilidade” – todo o mundo se ajeita, a “resistência” continua fazendo discurso, mas deixa Bolsonaro em paz nas coisas que de fato importam, e o público pagante fica no papel de otário.

DEU NO TWITTER

AUGUSTO NUNES

POLÍTICO NATO

Boulos informa que o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto nada tem a ver com as invasões feitas pelo MTST

“Nunca invadi a casa de ninguém”.

Guilherme Boulos, candidato a prefeito de São Paulo, no Twitter, informando que as invasões promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto são feitas sem que o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto fique sabendo que os liderados fizeram o que ele vive mandando fazer.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JOÃO ARAÚJO – MUNIQUE – ALEMANHA

Saudações meu caro Berto e valentes marujos dessa Gazeta Arretada,

Eita que agora o negócio esquentou!

Episódio especial sobre o compositor, letrista e poeta Xico Bizerra, colunista do Jornal da Besta Fubana, autor de uma produção rica, diversificada e grande, versando sobre a variedade da cultura nordestina.

Vale a pena conferir!

E para os leitores que quiserem acessar o link de inscrição no meu canal é só clicar aqui

Saúde a todos e até a próxima!