DEU NO JORNAL

PERCIVAL PUGGINA

A POLÍTICA NO RESPIRADOR ARTIFICIAL

Tendo recebido aviso de que estava aberta no site e-Cidadania do Senado Federal enquete sobre a PEC 33, fui imediatamente dar meu voto contra. Essa proposta de emenda à Constituição tem por objetivo atender os anseios de uma banda não muito perfumada do nosso Congresso. Encaminhada por uma senadora, a medida pretende instituir a possibilidade de reeleição das mesas do Senado (Davi Alcolumbre) e da Câmara (Rodrigo Maia). Ou seja, é uma emenda casuísta que só irá estimular, no comando dos poderes, o clientelismo que os constituintes quiseram evitar. A informação que recebi dava conta de a rejeição estar em 99%.

Coincidentemente, no exato momento em que uma enquete que visa a informar sobre a adesão ou rejeição popular a proposições legislativas batia todos os recordes de reprovação, deparei-me com o aviso de que “A ferramenta de Consulta Pública está em manutenção para correção da exibição da ementa e autoria das proposições”. Existem coincidências que derrubam todas as probabilidades e mandam o desvio padrão para outra galáxia.

Não sei se, como, ou quando a enquete retornará. Tenho aí, porém, mais uma evidência dos inestimáveis serviços que a pandemia vem prestando aos abusados e aos abusadores da República. Com a falta de plenário, com sessões virtuais, com os canais da Câmara, do Senado e do STF dedicados a morféticos déjà vus, a política foi para o home office.

Na falta do contraditório, do debate, do aparte, a atividade política sai das mãos de quem recebeu apoio popular nos entrechoques eleitorais e vai para os meios de comunicação, que fazem a “política” deles mesmos, organizando programas em conformidade com suas conveniências. Assim tem sido ao longo deste quase inteiro ano de 2020, ano em que a política foi para o respirador artificial.

O que mais se vê, nestes muitos meses, no Congresso e no STF, são irreais sessões virtuais transmitidas em quadrinhos. Nelas, os intervenientes falam desde o aconchego de seus lares em ambientes blindados à reação alheia. Maia e Alcolumbre não contavam com ambiente tão propício! Em quase impotente contraposição, políticos, movimentos, cidadãos, organizam Lives para fornecer algum oxigênio aos pulmões da política, promovendo um mínimo de contraditório sem o qual tudo fica com jeito cubano.

O silêncio tem sido o som da política nas ruas, nos plenários. Silêncio do povo e seus representantes. Para sua reflexão, estimado leitor:

Dentre os poderes constitucionais – legislativo, executivo e judiciário – quais os que se estão beneficiando desse silêncio de UTI para visíveis exercícios de autoritarismo e manipulação?

DEU NO JORNAL

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JULIANA PINHEIRO – RECIFE-PE

Imaginemos o Sopro da vida; quanto vale?

Em meio à pandemia, quando o mundo inteiro marca o dia 10 de setembro com uma campanha de combate ao suicídio, sutilmente proponho pararmos para pensar: a vida tem valor?

Será que cabem esses questionamentos, agora? Afinal de contas os noticiários da mídia tradicional e redes sociais, todos os dias contabilizam números de mortos pelo Corona Vírus, e agora, no mês de setembro, por Suicídios.

E quanto tempo de vida, temos mesmo?

Por mais que a ciência se esforce para prolongar nossas vidas, será difícil predizer e controlar. Estamos constatando isto diariamente.

No momento muitos países investem pesado na busca de uma vacina contra o Covid-19; mas e o Suicídio, a Depressão e outras doenças de ordem mental permanecem sem se dar a menor atenção.

Bem, sabemos que há muito tempo a comunidade cientifica se envolve no esforço de buscar formas e formulas de tratamento para essas doenças. Foram criadas até campanhas de saúde mental, colorindo e destacando o mês de setembro como: Amarelo.

Podemos observar que essa questão vai mais além do dinheiro ou do conhecimento cientifico. Talvez, a solução seja tão simples que não percebemos. Recordo-me do dilatado popular “Só damos valor quando perdemos”.

Nos atendimentos psicoterápicos sempre nos vem a pergunta: “Como está sua qualidade de vida?” Isto ganha espaço fundamental no processo de cuidados à saúde mental.

E aí? Qualificar a vida depende do quê e de quem? Afirmo, como profissional da área de saúde mental, que uma das comprovações para está pergunta seja simplesmente, da pessoa que a possui.

Deixo aqui esta reflexão, que bem sei, é complexa, mas muito pertinente no momento atual.

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

VITOR MIRANDA – SÃO PAULO-SP

MARGARIDÁRIDAS lança novo trabalho em videoclipe e nas plataformas de música: EXÁTOMOS

A exatidão dos átomos está no Jornal da Besta Fubana

Link no spotify clicando aqui

Assista nosso videoclipe e compartilhe com amigos.

DEU NO TWITTER

CÍCERO TAVARES - CRÔNICA E COMENTÁRIOS

“O TEMPO DAQUELE LADRÃO JÁ PASSOU!”

Esse foi o “estadista” que saqueou o Brasil por 14 anos!

Duas balzaquianas rabudas caminhavam pela avenida principal do bairro de Cajueiro, Recife (PE), à noite, quando a primeira começou a puxar conversa sobre política:

– Mulher, como seria bom se Lula voltasse novamente a presidir esse país desgovernado por um presidente doido que só pensa em armar o povo a todo custo para sair matando gente inocente a troco de caixa por aí, não achas?

A segunda não perdeu a deixa e foi logo questionando a primeira:

– Não acredito que estás desejando essa blasfêmia contra o povo brasileiro! Mulher, o tempo daquele ladrão já passou! Não é possível que tu ainda apoies um bandido que destruiu o Brasil com aquela quadrilha sórdida presa pela Lava Jato, que assumiu o poder durante quatorze anos para saquear o país? Aquele bandido que, junto com seus comparsas saquearam o Brasil, iludiram o povo, roubaram o povo, deseducaram o povo, alienaram o povo, imbecilizaram o povo, promiscuíram o povo. Deram esmolas para o povo como “bolsa família”, “tarifas sociais” e outros psicotrópicos, sem as contrapartidas. E por trás dessa “bondade”, saquearam o país em benefício próprio, da família e dos comparsas. Lula é mais bandido do que Fernandinho Beira-Mar, Marcola e outros sanguinários psicopatas porque destruiu um país inteiro! Tu tens certeza que estás sabendo o que estás dizendo? Não fumasse nenhum baseado estragado antes de caminhar não? O que a Lava Jato descobriu da roubalheira que fizeram no Brasil com a ascensão de Lula ao poder não significa nada para ti? Meu Deus do Céu! Não estou te reconhecendo? Quem foi o imbecil que andou fazendo tua cabeça? Que te comas, tudo bem, desde que teu marido não saiba! Mas fazer tua cabeça para acreditar em bandidolatria? Aí é foda!

Aí foi quando a primeira insistiu no seu argumento cagatório:

– Mas mulher, foi Lula que tirou o povo da miséria. Deu escola, educação, saúde, renda mínima, pão na mesa, farinha no feijão. Antes pobre não andava de avião. Só andava a pé, de jegue, ou de ônibus da Itapemirim para São Paulo, Rio de Janeiro e outros estados. Tu não enxergas esse progresso não?

– Só estou enxergando uma coisa – rebateu a segunda – tu estás ficando é doida, abilolada, viajando na maionese! Onde Lula tirou o povo da miséria? Deu escola, educação, renda mínima, saúde, transporte coletivo, faculdade profissionalizante, se o país está numa fossa pública dessa e o povo na miséria, sem rumo? Se não fosse o novo presidente, minha filha, o país e nós estávamos fudidos. A Venezuela estava toda aqui dentro!

Quando estava chegando em casa, a primeira, antes de fechar o portão, confessou à segunda:

– Tu achas mesmo que eu estou defendendo meu ponto de vista é pensando no outro? Que vão à puta que pariu! Eu estou defendendo é a mamata que o PT me deu durante o tempo em que governou o país. E estou cagando para qualquer um que acha que Lula não foi o pai dos pobres!

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

É IMPORTANTE QUE SÓ A PORRA: UM MARCO ÍMPAR!!!

Comentário sobre a postagem VELHINHOS DE PROGRAMA FOR LADY OR FOR LORD

Marcos André:

Vocês não fazem ideia da satisfação que eu sinto em ler e escrever para o JBF.

Contatar com verdadeiros mestres do bem escrever e dar o recado assim, direto, sem filigranas, sem vergonha de ser feliz.

Ver a satisfação no rosto de todos os participantes nos encontros das quintas-feiras.

Parafraseando Berto:

Fico ancho que só a peste em poder assistir tantos mestres da cultura, sem a mínima soberba… repletos de humildade.

Saibam que isto é um marco ímpar nos anais da comunicação brasileira.

A simbiose entre vários colunistas de diversas vertentes e de várias partes do pais, respeitosos, trocando idéias, contando piadas, expondo pontos de vista, sem vaidades ou soberbas.

A confraria do Berto vai longe e mais uma vez, faz história.

Um, não, três fraternos abraços em todos vocês, colunistas, colaboradores e leitores.

* * *

ARISTEU BEZERRA - CULTURA POPULAR

FRASES ANÔNIMAS BEM-HUMORADAS

“A felicidade é uma lazanha, quanto mais você abre o forno, mais ela demora em ficar pronta. Desista da ansiedade e deixe cozinhar.”

“Estava tudo indo bem no nosso relacionamento, até a gente ver que a comida não ia se fazer sozinha.”

“Não é porque eu me envolvo com uma pessoa diferente por semana, que eu não tenho sentimentos. Eu tenho tantos, que os espalho.”

“Um panda come durante 12 horas por dia. Uma pessoa na quarentena come igual a um panda por isso se chama pandemia.”

“Quando você está em um lugar pensando em outro lugar, você não está em lugar nenhum.”

“Talvez, o interessante da vida, seja saber que não sabemos absolutamente nada, e que muito provavelmente, nem tenhamos tempo para entender tudo.”

“Final de semana perfeito: dormir, dormir, acordar para ir ao banheiro e comer algo, dormir, redormir, em seguida dormir de novo e assim que der mudar de posição na cama para voltar a dormir novamente.”

“O amor não é aquilo que arde sem se ver, ferida que dói e não se sente. O nome disso é gastrite, o amor é outra coisa.”

“A gente toma leite que não é leite, toma cerveja que não é cerveja, usa gasolina que não é gasolina, come carne que não é carne, daqui a pouco… vamos ficar sabendo que o papel não é papel.”

“O transporte da minha cidade é tão precário, que o meteoro passou antes do ônibus e eu fui nele mesmo.”

“A maior prova que existe vida inteligente em outros planetas é que eles ainda não entraram em contato conosco…”

“Nunca faça algo permanentemente estúpido… só porque você está temporariamente desapontado.”

“Se algum dia eu for bem rico, não vou querer ver meus amigos passando dificuldades. Vou embora para bem longe.”

“Criança de hoje ganha celular, tablet e vídeo game. Na minha época, eu ganhava uma havaianas e uma surra com o próprio presente.”

“Primeiro disseram que o vírus não chega a 1 metro, depois 4 metros e agora flutua no ar. Daqui a pouco, ele chama no portão.”

“Se decepcionar com comida que você achou que ia ser boa, mas veio ruim, é pior que decepção amorosa.”

“Vocês perceberam que, depois de todo mundo passar a possuir celular de qualidade de imagem melhor, nunca mais apareceram Discos Voadores em fotos?”

“Pessoas maravilhosas vão entrar e sair da sua vida, mas a pessoa você vê no espelho estará lá para sempre. Seja sempre o melhor que você conseguir para você mesmo, seja sua melhor versão!”

“Se você é uma dessas pessoas que não tem sorte, quando vir a luz no fim do túnel… corra, pois é um trem.”

“Alguns reclalmam da segunda-feira. Se achamos um saco, estamos certo. Se achamos que é outra oportunidade, também estamos certos. Somos movidos por nossos modelos mentais, depende do ponto de vista.”