DEU NO JORNAL

É DE LASCAR !!!!

* * *

Falou nessa viadagem de “apologia ao trabalho infantil”, me lembrei dos felizes e risonhos tempos quando eu, menino, trabalhava vendendo caixas de fósforo na feira de Palmares.

Eu e a molecada todinha da minha rua.

A feira semanal era aos domingos.

O pregão era esse:

– Uma é dois e três é cinco!!!

Uma caixa de fósforos Marca Olho a gente vendia por dois cruzeiros.

Mas se o matuto comprasse três, pagava apenas cinco cruzeiros.

Da venda de fósforos, evoluí para a venda de mercadorias diversas numa banca.

Mercadorias que eu pegava em consignação na bodega do meu pai e prestava contas a ele no final do dia.

Sempre sobrava um dinheiro pra pagar a entrada do Cine Apolo ou tomar caldo de cana no pavilhão de Seu Tertuliano.

Um trabalho que embasou minha formação e que me fez um cidadão de bem para batalhar e vencer na vida.

Aí, hoje em dia, eu escuto uma porra duma notícia dessas e fico completamente emputecido com as canetadas desses burocratas sentados atrás de uma mesa e que passam o dia caçando alguma coisa útil pra fazer.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Esse nosso país é mesmo uma terra surrealista povoada de otoridades fazendo pose de sérias.

Quando tomei conhecimento do que este “procurador” fez com o honrado, honesto e bondoso comerciante, me deu uma vontade da porra de vomitar.

Eu fui eu que virei “procurador”: tive que sair correndo pra procurar meu pinico.

É de lascar!!!

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

FRANCISCO SOBREIRA – NATAL-RN

ARREPENDIDO? É?

Fernando Henrique Cardoso confessou-se arrependido pela ideia da implantação da reeleição de governantes, quando, em 1997, era presidente.

Foi preciso se passarem 23 anos para esse senhor empavonado e ambicioso reconhecer esse malefício causado à nação e ao povo brasileiros, que teve como leal e eficiente ajudante de feiticeiro o seu Ministro das Comunicações, cujo nome ora me foge (e, aliás, não faço o mínimo esforço para identificá-lo), a quem coube a missão de persuadir aqueles parlamentares resistentes à vontade do mais poderoso inquilino do país, muitos dos quais só se curvaram diante da garantia de que a caneta presidencial e a chave do cofre do Tesouro lhes recompensariam pelos votos para a aprovação da emenda à Constituição.

Pois é, agora o senhor FHC lança o seu mea culpa pela má ideia, mas, na época, só pensou em conseguir mais quatro anos como o todo poderoso chefe da Nação, para seguir gozando dos privilégios e regalias inerentes ao cargo, inclusive os de calçar as botas de sete léguas para percorrer o mundo.

De nada vale agora seu arrependimento.

O mal está feito e consolidado, quem sabe para sempre.

Que ele, ao menos, pudesse apagar dos lábios aquele sorriso com o qual parece zombar de todos nós.

ALTAMIR PINHEIRO - SEGUNDA SEM LEI

ENCANTOU-SE RENATO BARROS, ÍCONE DA BANDA RENATO E SEUS BLUE CAPS

Em razão da pandemia que assola o país, passou despercebida no último dia 28 de agosto, a morte do cantor e guitarrista Renato Barros que estava com 76 anos. O lamentável falecimento se deu no Hospital das Clínicas de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, após uma cirurgia cardíaca quando ele teve complicações pulmonares. Nos anos 1960, Renato fez nome na época da Jovem Guarda com versões em português de sucessos do rock inglês de conjuntos como Beatles e The Mammas and the Papas, a banda se projetou com hits como “Até o fim”, “Não te esquecerei”, “Feche os Olhos” e Menina Linda(o primeiro grande sucesso da versão de 1964. O nome “Renato e Seus Blue Caps” foi inspirado em uma banda americana. A banda de rock era a que estava há mais tempo em atividade no Brasil.

O artista fundou a banda no início dos anos 60, com seus irmãos Ed Wilson e Paulo César Barros, e com os músicos Euclides de Paula e Gelson. O grupo lançou seu primeiro disco em 1962 e logo se tornou um sucesso no movimento musical da Jovem Guarda. Desde então, vários músicos passaram pela banda, entre eles Erasmo Carlos, que substituiu Ed Wilson quando ele deixou o grupo em 1963 para tentar carreira solo. Erika Barros, filha do roqueiro, homenageou o pai publicando em seu perfil, na rede social Facebook, a letra da música NÃO TE ESQUECEREI, versão de Renato e seus Blue Caps para a música California Dreaming, do grupo The Mamas and the Papas.

A jornalista e pesquisadora Clara Menezes, nos afirma que durante a década de 1960, ele teve papel significativo na Jovem Guarda, movimento cultural que trazia referências do rock britânico e estadunidense para o Brasil. A música, apesar de ser considerada “ALIENADA” para os jovens engajados politicamente do período, tinha grande popularidade. As temáticas tratavam, principalmente, de amor, de adolescência e de exaltação de bens materiais, como carros e roupas. Diversos artistas já integraram o grupo, incluindo Erasmo Carlos. Há mais de 20 anos, porém, participavam Renato Barros, Cid, Gelson, Darcy Velasco, Amadeu Signorelli. Na discografia da banda, constam “Twist” (1962), “Viva a Juventude” (1964), “Um Embalo com Renato e Seus Blue Caps” (1966), “Suco de Laranja” (1979) e “Batom Vermelho” (1987).

Os amigos de banda se despediram de Renato com uma declaração na rede social: “Nosso amado e muito querido cantor, compositor e guitarrista não suportou tanto sofrimento e descansou! Foi tocar sua guitarra no plano superior, onde está agora ao lado de seus pais e de sua amada esposa Lúcia Helena”. Toque direito aí no céu, viu meu amigo Renato Barros?…Tenho orgulho de ter sido um Blue Cap em 1962… Meu Rock’n’roll está triste;, escreveu Erasmo Carlos…

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

HÉLIO FONTES – VIDEIRA-SC

Berto,

Vamos homenagear os fubânicos gaúchos, publicando esse vídeo na nossa querida gazeta escrota?

R. Vamos homenageá-los sim, meu caro.

Aqui no nosso recanto fubânico  cabem todas as lindas manifestações deste imenso país.

De norte a sul, de leste a oeste.

O JBF está aberto para o Brasil inteiro!

E vamos a este maravilhoso vídeo que você nos mandou.

Um vídeo que me fez ganhar o dia e que me trouxe à lembrança os muitos momentos mágicos e felizes que vivi lá na Nação Gaúcha.

DEU NO JORNAL

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LUIZ CARLOS – RIO DE JANEIRO-RJ

Caro Berto.

Publique aí na Gazeta Escrota, por gentileza.

Um vídeo, comentado pelo Sr. Gustavo Gayer.

Em tempo: de acordo com pesquisa, o Sr. Gustavo tem 3% de intenção de votos nestas eleições para Prefeito de Goiânia-Go.

Sem ter lançado seu nome e nem ter falado nada à respeito. Acho que deve formalizar sua candidatura.

O vídeo diz respeito a uma escrotidão escrotíssima, que não tem nada a ver com a nossa respeitada Gazeta.

É um produto daqueles muito bem produzidos, cheio de enxôfre e fezes, pelos desgovernos zisquerdóides e comunistóides de três décadas.

DEU NO JORNAL

UMA NOVA BUNDA NA CADEIRA SUPREMA

Marco Aurélio Mello confessa que Toffoli deu “conotação política” ao STF.

Ministro afirmou que a posse de Luiz Fux, sucedendo Toffoli na presidência do STF, será uma “mudança substancial” na Corte.

* * *

Eu gostei do verbo “confessar” usado pelo redator da notícia.

Uma confissão com o solene fundo latino do mea culpa.

De fato, o militante petralha Tofinho, vassalo e lambe-botas do ex-presidiário Lula, conseguiu um feito que eu achava impossível: botou o STF num nível de bosta mais fundo ainda do que aquele onde a esculachada corte já estava atolada.

Já o fato do ministro Marco Aurélio ter dito que Luiz Fux será uma “mudança substancial”, eu tenho minhas dúvidas.

Sérias dúvidas.

A menos que seja mudança pra pior.

Aí eu acredito.

Para análise dos especialistas fubânicos, fecho a postagem transcrevendo a íntegra desta notícia aí de cima:

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello admitiu que a presidência da Corte sob Dias Toffoli teve conotação política.

“Temos que reconhecer: ele deu uma conotação política muito grande à presidência, o que não havia em minha época. Fui presidente de 2001 a 2003, e a austeridade prevalecia muito mais. O ministro Fux será mais cerimonioso no contato com os chefes dos Poderes”, afirmou Mello em entrevista à rádio Band News, na terça-feira 8, ao mencionar que a posse de Fux será uma “modificação substancial” no STF.

Além disso, Mello condenou declarações de ministros do Supremo que já se pronunciaram fazendo críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

“Bolsonaro foi eleito com quase 58 milhões de votos. E é hoje o presidente dos 211 milhões de brasileiros. Ele tem um mandato que tem de ser cumprido”.

COLUNA DO BERNARDO

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

DESAFIO “ENIGMA SCRAMBLEX” 9

O desafio chamado “ENIGMA SCRAMBLEX “ foi criado com o objetivo de melhorar o QI dos seus usuários. É simples , atrativo, desafiante e seu maior benefício é divertir com educação. Enfatizo que a concentração utilizada na sua prática diária, vai nos distanciar da doença de Alzheimer.

Veja como é o enigma :

Uma palavra lhe é apresentada com as letras embaralhadas e o desafio consiste em descobrir qual é a palavra.

O desafio de hoje está abaixo e a resposta você conhecerá em mais alguns dias.

1 – E , S , I , N , F , A , M , O , T

2 – A , G , R , S , O , S , S

3 – T , Ó , S , P , A , M , U

4 – B , I , Ó , R , R , O , O , P

5 – A , A , E , U , C , F , M

E aqui estão as respostas para o último desafio, postado no dia 2 de setembro, quarta-feira passada, o de número 8:

1 – M , O , R , C , E , O , N , F – CONFORME

2 – R , A , M , O , I , N , I – MINORIA

3 – B , A , I , C , D , O – CABIDO

4 – T , A , G , N , E , E – AGENTE

5 – É , R , A , S , A , T , V – ATRAVÉS

FALA, BÁRBARA!