DEU NO JORNAL

EMPRESAS NO VERMÊIO FUGINDO DO VERMÊIO

Nas últimas duas semanas, ao menos três empresas do setor automotivo anunciaram o fechamento de fábricas na Argentina e a migração das operações para o Brasil.

A princípio foram as empresas Basf e Axalta, que produziam tintas e resinas para automóveis, a anunciar a migração na semana passada para o país.

Agora, no inicio desta semana, a Saint-Gobain Sekurity, de origem francesa, fechou um acordo de demissão para seus 150 funcionários e a especializada na produção de vidros para para-brisa será incorporada pela subsidiária do Brasil.

As decisões colocam em dúvida e contestação, a suposta “política industrial” do atual presidente da Argentina, Alberto Fernandez.

A Saint-Gobain montou a fábrica em 2016 ao custo de 200 milhões de dólares, num acordo com o ex-presidente do país, Mauricio Macri.

* * *

A Argentina tem um governo que está nas mãos das zisquerdas progressistas.

E as empresas querem vir pro Brasil, um país cujo governo está nas mãos da direita atrasada.

Bando de empresários burros que só a porra…

O canhoto presidente argentino, Alberto Fernandez, é irmão-camarada do ex-presidiário Lula aqui no Brasil.

Uma parelha especializada na arte de fazer um país crescer e progredir.

Podes crer!

A PALAVRA DO EDITOR

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

SONETO MONOSSILÁBICO 7 – Ciro Di Verbena

O Sol, no céu, me dá o tom da luz,
da cor, do som que me vem nu, que traz
na luz do Sol, no céu a cor da cruz
e sem ter dó em luz de dor me faz!

A dor que vem é dom que não faz jus
à cor, ao tom, à luz que tem na paz
e nu me faz à luz do Sol que pus
no céu de dor, e cor, e luz… não mais!

No céu de dor de um Sol sem par, na fé
eu vou, de luz em luz, na dor e sei
que a cor e o tom da luz de dor me vem…

E traz a mão que faz a cor da lei
da dor que vem, e sei que luz não é;
No céu de dor, meu Sol a luz não tem!

Ciro di Verbena, Pilar do Sul-SP (1962)

MAURÍCIO ASSUERO - PARE, OLHE E ESCUTE

O PERDÃO

Esse texto é dedicado a Goiano e Ceguinho Teimoso, dois grandes diáconos da Igreja daqueles que trabalham muito e roubam pouco.

No esteio do que foi publicado aqui no JBF sobre o texto do jornalista Ascânio Seleme, sobre já ser tempo de perdoar do PT, teci alguns comentários por ai falando sobre o contexto e a extensão do perdão. Eu acho que todos nós, independente de credo, sabemos que o perdão é um ponto fundamental na base da doutrina cristã. Difícil de ser adotado. Eu, particularmente, conheço pessoas que diziam não rezar o Pai Nosso por conta daquele “perdoai as nossas ofensas assim como nos perdoamos a quem nos tem ofendido”.

Mas, fiquei intrigado com a matéria. Eu não tenho muita disposição pra ler ou ver o que o Grupo Globo produz, então um colega compartilhou e por atenção, a ele, li o texto. Fiquei deveras intrigado e sem entender bulhufas do que o cara estava falando. Como pode se conceder o perdão a quem não fez nada? A quem é inocente? Como se sabe o PT, numa manobra da força tarefa da Lava Jato, mais atualmente, teve seu nome envolvido em desvios de recursos públicos e até o momento nem o Ministério Público e nem a Polícia Federal conseguiram entender como o dinheiro saiu, por encanto, dos cofres públicos e foi parar em contas pessoais de José Dirceu ou em obras promovidas pelo IGD – Instituto das Graças Divinas, presidido pelo Sr. Gilberto Carvalho, que reformou apartamentos no Guarujá, em São Bernardo do Campo, com alugueis pagos no dia 31 de junho, que reformou um sítio em Atibaia, etc.

Anteriormente, o PT tinha sido vítima de um movimento promovido pelas elites com o interesse de sufocar a vida dos trabalhadores brasileiros, que se transformou na ação 470 no STF, relatada pelo Ministro Joaquim Barbosa. Pessoas maldosas, tentando manchar a estrela vermelha da decência, da moral e das boas práticas administrativas passaram a chamar esse movimento elitista de mensalão e Lula, então presidente, indignado ocupou o horário nobre da TV, em cadeia nacional, e pediu desculpas ao povo brasileiro. Meses depois, Paris, perguntaram a ele sobre o “mensalão” e ele disse que nunca existiu e que foram apenas recursos de campanha não contabilizados. Gostei do “apenas”. Campanha cara da peste.

O PT não tem culpa nenhuma. O que se praticou no Brasil foi uma injustiça inominável com esse partido. Dallagnol com seu maldito PowerPoint, enlameou a imagem de um partido probo, idôneo, com dirigentes de caráter ilibado. Três tesoureiros presos, dirigentes como Lula, Palocci, José Dirceu, também presos pela insanidade dessa justiça brasileira e outros tantos enrolados com a justiça como Paulo Bernardo, Gleisi Hoffman, João Paulo Cunha, Guido Mantega, Marco Maia, Jacques Wagner, Humberto Costa, etc. pessoas que nunca derrubaram uma folha de uma árvore, que dirá botaram a mão em dinheiro público. Todos ostentam uma aureola milagrosa, não vê quem nçao quer. Multiplicaram seus patrimônios como Jesus multiplicou pães e peixes. Assim, do nada.

Um fato que surpreendeu na matéria foi que estamos apenas a uma eleição da derrocada do PT. Saiu do poder em 2016 e já devemos pensar em perdoar o PT, ou seja, esse perdoar significa dar uma chance para o PT voltar ao poder. São 30% do eleitorado que não pode ser desprezado, mas, de acordo com dados do IBGE, 31% da população brasileira são evangélicos e estão sendo humilhados, menosprezados, ironizados, tratados como imbecis porque pagam dizimo, obedecendo a Bíblia, porque não votam na esquerda.

Lula, na cadeia, deu ordens para que a gerente do cabaré desenvolvesse ações para atrair evangélicos. Não sei como vai se colocar evangélicos num puteiro, mas o cara é santo e tudo pode. Então, para isso os evangélicos são importantes, são fundamentais e fora disso são “gado, boiada, alienados”.

Lula, fora da cadeia, disse na Bahia, em novembro de 2019, que o PT não tinha que fazer autocrítica. Lembro de entrevistas nas páginas amarelas de Veja, do senador Humberto Costa, falando nos erros cometidos e nessa necessidade de dizer que erraram. José Dirceu confessou em entrevista que foi “confundindo” as coisas, que começou a gostar das facilidades e vai por ai. Rui Costa, salvo engano, foi o último a dizer que era necessário fazer autocrítica. Todos foram devidamente repreendidos pelo dono do cabaré. Puta não tem preferência, tem que atender o freguês.

Então, vem esse “Lascânio” da vida, numa matéria tendenciosa, falar de perdão para um partido que não reconhece que errou, que não se arrepende do que fez e que, de acordo com o que disse o presidente do diretório do PT em Laje de Muriaé, Sr.Liedo Luiz da Silva, deve “fazer muito e roubar pouco”. O sr. Lascânio tem um sobrenome interessante: SELEME, que é um anagrama de MELE-SE outro é SE MELE. Então, peço encarecidamente ao Sr. Lascânio que Se Mele sozinho nisso. Chega.

O PT já foi devidamente perdoado. Os condenados no mensalão foram indultados por Dilma. Ninguém mais está preso. O aliado do PT, “o homem de R$ 51 milhões” foi solto ontem. Na verdade, usando a poesia de Chico Buarque – cara visionário, pois escreveu Meu Guri sem saber que Lula ia se encaixava nos versos – eu chego a conclusão de que eu devo pedir perdão ao PT. Eu traí o PT quando acreditei nessas mentiras que foram propaladas, quando achei interessante aquele maldito powerpoint. Como diz Chico, “te perdoo por te trair.”

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

VIVALDO ROCHA – JOÃO PESSOA-PB

Caro Berto, bom dia.

Mais uma Assombração que só aparecerá no JBF.

Veja esta pérola da Assembléia Legislativa da Paraíba.

Já não bastavam as Notas Funerárias diárias nos meios de comunicação, os “puliticus” inovaram.

Criaram um MEMORIAL DO COVID!

(Até pensei em sugeri-los reivindicar um espaço lá naquele instituto do Molusco. Ficaria bem adequado.)

Ah, sim, será que eles vão identificar os “Nossos Gestores Públicos” e quantificar os seus-nossos mortos por:

Na Gestão do Infeliz:

Governador Fulano de Tal – $xxx Mortos por COVID
Prefeito Ciclano de Tal – $yyy Mortos por COVID
Vereador Beltrano de Tal – $zzz Mortos por COVID
Deputado Federal “FuCiBe” de Tal – $xxx Mortos por COVID
Deputado Estadual “BeCiFu” de Tal – $yyy Mortos por COVID
Juiz da Comarca “Fu” de Tal – $ww Mortos por COVID
Reverendo da Paróquia “Ci” de Tal – $uuu Mortos por COVID

Como será Digital, esperaremos para ver.

Oi, ia me esquecendo, a aprovação foi por UNANIMIDADE.

Dá até para acreditar no Nelson Rodrigues…

PS: FuCiBe = Mistura de Fulano, Ciclano e Beltrano !!!

PS1: BeCiFu = Mistura de Beltrano, Ciclano e Fulano !!!

PS2: Entra o Reverendo, porque ele é da ala da “Teoria da Libertação”.

DEU NO JORNAL

ÍNDICES SURREAIS

Levantamento nacional realizado pelo instituto Paraná Pesquisa apurou que a credibilidade do Supremo Tribunal Federal está perto do fundo do poço.

Quase 60% dos brasileiros (59,9%) consideram que os ministros da Corte decidem politicamente, ignorando aspectos técnicos dos processos que julgam.

O Paraná Pesquisa consultou 2.395 eleitores em 170 municípios dos 26 estados e do DF, entre 11 e 15 deste mês.

Apenas 31% dos entrevistados atribuem credibilidade técnica ou jurídica às decisões do STF, enquanto 9,1% não sabem ou não quiseram opinar.

O campo da pesquisa se deu durante os dias em que repercutiu o ataque do ministro Gilmar Mendes ao Exército, associando-o a “genocídio”.

Especialistas em pesquisas acham que a reputação do STF está ruim mesmo, mas “a última do Gilmar” contribuiu para piorar essa situação.

* * *

Eu fiquei besta, bestinha mesmo, com os dois números dessa pesquisa.

Apenas 60% dos brasileiros consideram o STF uma desgraça banânica.

Pelo merda em que esta instituição veio a se tornar nos últimos anos, este índice deveria ser de 99,99%.

Enquanto isto, um índice alto, altíssimo, de 31% atribue “credibilidade técnica ou jurídica” às cagadas supremas.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!!

A cachorra Xolinha, mascote desta gazeta escrota, de tabaca arrombada com os números da pesquisa sobre o STF

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

TIA DO ZAP – MANAUS-AM

Amigão editor,

Como pode este seu Gilmar falar em genocídio???

Um idiota provocando os nossos militares.

O ministro se meteu onde não lhe cabia agir, como faz de costume.

E, por falar em Gilmar, o soltador de bandidos, veja duas matérias horríveis clicando nos títulos abaixo:

COLUNA DO BERNARDO

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ROMILDO PEREIRA – JOÃO PESSOA-PB

Por curiosidade pesquisei e achei o rótulo do remédio.

O nobre editor já deve ter mas mesmo assim estou remetendo.

R. Nossa estimado Romildo está se referindo a uma postagem que foi feita ontem.

Um vídeo que gravei e no qual eu falo sobre o remédio Salsa, Caroba e Cabacinho.

Quem ainda não viu, é só clicar aqui.

Não, meu caro leitor: não conhecia esta preciosidade que você me mandou.

Este rótulo que você descobriu está ótimo!

Acabei de remetê-lo para o Poeta Jessier Quirino, colunista do JBF e colecionador destas preciosidades.

Abraços e uma excelente quinta-feira!

DEU NO JORNAL

SANTOS PADROEIROS

O ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima foi para casa.

Vai cumprir prisão domiciliar.

A decisão é do STF.

O STF não suporta ver político preso.

* * *

Essa notícia aí de cima traz uma verdade inescondível no seu último parágrafo: o STF não suporta mesmo ver ladrão, corrupto, bandido ou político safado preso.

Talvez vocês não se lembrem.

Então, não custa nada recordar:

O STF é aquela pensão instalada na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Uma pensão gerenciada por Toffoli e que tem Gilmar como hóspede.

Entre outros.

Segundo apurou a Editoria desta gazeta escrota, Geddel orou bastante quando chegou em casa.

A casa onde ele guardava as malas com a módica quantia de 51 milhões de reais.

Em dinheiro vivo!!!

Geddel orou em agradecimento aos santos do STF.

Santos padroeiros da ladroagem corruptiva banânica.