CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JOÃO ARAÚJO – MUNIQUE – ALEMANHA

Bom dia com Poesia, caro amigo Luiz Berto,

Saudações! 😊

Segue o “Terceiro” Episódio sobre o poeta Louro do Pajeú, onde eu mostro como ele foi capaz de “empacotar” 52 cartas do Baralho, numa curta estrofe de apenas 7 linhas 😲

Poeta Genial!

Vídeo pertencente à Série Mestres da Poesia: grandes repentistas, poetas, violeiros.

E para os leitores que quiserem acessar gratuitamente o link de inscrição no meu canal é só clicar aqui

Desejo um ótimo dia com muita saúde a todos! 🌹

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JESSIER QUIRINO – ITABAIANA-BA

Cumpade,

isso faz parte de minha memória afetiva mais viva.

Nilo Amaro e Seus Cantores de Ébano.

Tinham vários sucessos, inclusive, o clássico “O Irapuru”, de autoria do meu amigo Jacobina, com quem falo sempre pelo Zap, e mora lá em Jacobina-BA.

Salve! esse cantar 🎵

R. Pois fique sabendo, meu cumpade e colunista desta gazeta escrota, que nós temos o mesmo gosto em relação a Nilo Amaro e essa patota ebânica.

Uma turma talentosa e fantástica!

Nos Zistados Zunidos, The Platters. E, cá entre nós, esse grupo danado da porra de bom.

Em homenagem ao seu amigo Jacobina, citado na mensagem, além do vídeo que você nos mandou, o primeiro aí embaixo, vou acrescentar “O Irapuru“, essa magnífica composição da autoria dele, o Jacobina.

Vamos embelezar a nossa quinta-feira!

DEU NO JORNAL

MBL E A ASSESSORA DO VEREADOR

Rodrigo Constantino

Está circulando nas redes sociais o vídeo de uma “apoiadora” de Bolsonaro reclamando com o presidente de “traição” na já famosa “saidinha” do Planalto.

O presidente, solícito, parou para escutar, e quando percebeu se tratar de uma possível farsa, simplesmente ignorou a mulher e seguiu adiante.

Ela reclamava da aproximação com o centrão e das mortes no país.

Pois bem: o faro do presidente está aguçado. Era tudo uma farsa, promovida pelos garotos esquerdistas do MBL, que andam de mãos dadas ao PSOL para tentar derrubar o governo (risos).

Quem confessou foi o próprio líder do movimento:

A megalomania arrogante do rapaz é tanta que ele se entrega voluntariamente, para parecer mais importante do que é.

Mal sabe que é só motivo de chacota por aí, por quem não leva a sério Greta e Felipe Neto.

Eis a nota da contratação da moça pelo vereador Fernando Holiday, ligado ao MBL:

Em suma, é o dinheiro do pagador de imposto sendo usado para “lacrar” perante a turma da esquerda.

O presidente, imagino, nem vai dormir de tanto medo do MBL.

A cena patética serviu só para desmoralizar de vez um movimento que já foi sério e liberal, mas se revelou algo histérico, golpista e de esquerda.

Hoje, a grande dificuldade é encontrar alguma diferença entre MBL e PSOL.

Parabéns aos envolvidos!

* * *

MARCOS MAIRTON - CONTOS, CRÔNICAS E CORDEIS

AOS NAMORADOS

Amanhã é Dia dos Namorados. Uma data boa para se celebrar. E simples. Um jantar, um vinho, uma música que lembra o começo da história… o resto fica por conta da criatividade de cada um…

Neste ano de 2020, alguns namorados estão com dificuldade para ficarem juntos. Já não são os pais que proíbem o namoro. Esse tempo (felizmente) já passou. É um tal coronavírus que está trazendo dificuldades para as pessoas saírem de casa. E, se na casa da namorada ou do namorado tem alguém infectado, talvez seja melhor mesmo não ir até lá.

Mas também tem namorados com problemas, por estarem juntos demais. Dias e dias compartilhando o mesmo espaço faz emergirem problemas de relacionamento que normalmente não se tem.

Nesse ponto, sinto-me privilegiado. Depois de quase 90 dias de isolamento social, ter Natália ao meu lado praticamente o tempo todo é um prazer que se renova.

Esse será mais um de muitos Dias dos Namorados.

Foi pensando nessa turma que está namorando há algum tempo que eu e meu amigo Ricardo Morais fizemos o vídeo a seguir.

Um pouco de poesia, um pouco de música e o reconhecimento àqueles que estão ficando com os sapatos velhos de tanto caminharem juntos.

Com muito amor.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LEVI ALBERNAZ – ANÁPOLIS-GO

Caríssimo Editor:

O Brasil é o único país do mundo onde o coronavírus tem torcida organizada:

Imprensa
Esquerdistas
Isentões
Lacradores
Artistas
Governadores

Torcem para o Covid-19 matar muita gente.

Isso para ter pretexto de derrubar o governo federal, retomar o poder e voltar a roubar em paz!

Como costuma dizer o nobre editor desta gazeta, eles arrombam a tabaca de Xolinha!!!

Saudações,

Xolinha de tabaca arrombada com a torcida organizada do coronavírus

JOSÉ PAULO CAVALCANTI - PENSO, LOGO INSISTO

A ARTE DA PRUDÊNCIA

Simão Bacamarte, renomado cientista em Portugal e alhures, internou quase toda população de Itaguaí no seu manicômio – a Casa Verde. Por sofrer, assim pensava, de distúrbios mentais. Segundo Machado de Assis (O Alienista). Já longe da literatura, nosso destrambelhado Ministro da Educação chama os Ministros do Supremo de “vagabundos”. E o Ministro Celso de Melo, do Supremo, ofende Bolsonaro o comparando a Hitler – que trata, intimamente, por seu cargo de “Reichskanzler” (Primeiro Ministro). Agressões desnecessárias. Nenhum dos dois leu o jesuíta aragonês Baltasar Gracián (A arte da Prudência).

Em suas defesas, as autoridades brasileiras estão usando o mesmo argumento. De que seriam falas privadas. A do Min. da Educação, proferida em reunião classificada como Secreta – o que lhe garantiria 25 anos de reserva. Com publicidade determinada, em decisão monocrática, pelo próprio Min. Celso. Num processo que discute o eventual uso político da Polícia Federal. Sem que se possa entender razões para entregar, às TVs, gravações que nada tinham a ver com o processo sob seus cuidados. No caso do Min. Celso, tratava-se de conversa entre amigos. Por celular. E seu vazamento foi um descuido. A rigor, dois casos rigorosamente semelhantes. Ocorre que “todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que outros”, dizia Orwell (Animal Farm). E as consequências acabaram distintas. O Min. da Educação está sendo processado por Injúria. Enquanto o Ministro Celso, em palavras de Millor (A Bíblia do Caos), continua “livre como um taxi”. É razoável?

Simão Bacamarte, na novela, muda seu entendimento. Passando a considerar doentes mentais só aqueles que têm “comportamento regular e caráter reto”. E, nas cercanias de Itaguaí, o único homem assim era ele próprio. Razão pela qual decide se enclausurar na Casa Verde. Onde morre, 17 meses depois. Já em Brasília, os dois ministros deveriam ser processados. Ou nenhum. Apenas um deles, não é justo. O mais engraçado é ver um agressor, o Min. Celso, processando o outro, da Educação. Caso se pretenda mínimos de coerência, vai ter que escolher. Ou aceitar seus próprios argumentos e inocentar logo o da Educação. Ou não, e se autodenunciar. Imitando Simão Bacamarte. Para ser julgado por colega. Tudo se resume a só um enredo de Opera Buffa, que nem Machado de Assis seria capaz de inventar.

DEU NO JORNAL

ESTA GAZETA ESTÁ ÀS ORDENS

Durante operação nesta quarta-feira (10) em Belém do Pará, no cumprimento de 23 mandados de busca e apreensão, agentes da Polícia Federal encontraram R$ 748 mil na casa do secretário-adjunto de Gestão Administrativa da Secretaria de Saúde do Pará, Peter Cassol.

Após “achado”, o governo do Pará exonerou Cassol do cargo.

Porém, mais dinheiro foi encontrado na casa de um assessor de gabinete do governador Helder Barbalho.

A Polícia Federal encontrou R$ 60 mil em poder de Leonardo Nascimento.

Cassol caçoando dos contribuintes

* * *

Chega fiquei se babando-se-me todinho olhando pra essa tuia de notas cem.

R$ 748 mil…

E mais R$ 60 mil…

Suspirei e fiquei sonhando…

Aviso aos senhores corruptos que o espaço desta gazeta escrota está inteiramente às ordens pra vossa defesa.

Estamos prontos pra defender sobrenomes ilustres como Cabral, Silva, Cunha, Barbalho, Witzel, Calheiros, Neves, e tantos e tantos outros.

É só pagar a propina fubânica (antes da chegada da PF…) que nos desmentiremos todas as acusações.

* * *

Complementando a postagem com nota publicada na página Diário do Poder:

A operação da PF no Pará foi noticiada na TV como “a segunda contra governadores críticos de Bolsonaro”.

É como se isso fosse atenuante e fossem só detalhes a corrupção na pandemia e a grana apreendida.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

SANCHO PANÇA – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

AGRO É VIDA

Duzentos milhões em ação, pra frente Brasil, do meu coração… (quem lembra da música, quando éramos noventa milhões apenas!?) E lá vai o AGRO carregando o Brasil nas costas. A projeção para a safra de 2019/20 prevê produção de 250,5 milhões de toneladas de grãos, 3,5% acima da última safra, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento.

Da roupa que cobiçamos nas vitrines do shopping à comida que ingerimos, o agro é parte viva, fornecendo principalmente, insumos e commodities para a produção de bens e manutenção de pecuárias. A tropicalidade climática do Brasil somadas ao alto e progressivo investimento do governo e dos produtores rurais (saudade lacrimosa de meu velho pai, Nelson Pança, agricultor de mãos cheia em minha Desengano querida) resultaram no status de “fronteira agrícola do mundo” ou “o celeiro do mundo”, com projeção de ultrapassar os Estados Unidos em BREVE.

E nunca é bom esquecer que cultura tem tudo a ver com ciclos lunares (por exemplificando, é na lua-de-mel a melhor época para plantio da mandioca).

O Brasil ocupa a posição de 2º maior produtor de alimentos do planeta, depois dos Estados Unidos (se cuida, Mr Trump), e com potencial para, em pouco tempo, se tornar o 1º nesse ranking. Como o agronegócio brasileiro se tornou tão forte? Com a palavras os “especialistas”.

O que a comunidade fubânica pode dizer à “turma do campo” e à ministra da da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias?

Que tal “agradecido”!?