DEU NO TWITTER

ALEXANDRE GARCIA

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ZILDA CARLONI – PALHOÇA-SC

Oi, Berto!

Recebi teus livros e amei.

Lerei-os com muito carinho.

Muito, muito obrigada!

R. Espero que goste da leitura, linda e querida amiga.

Você é uma mulher inteligente, uma leitora exigente e cuidadosa, de modo que sua opinião será muito importante.

Aproveito a oportunidade para fazer um comercial.

Quem quiser adquirir qualquer um dos meus títulos pode fazê-lo através da página da Editora Bagaço.

Inclusive a última edição d’O Romance da Besta Fubana, a quarta, que foi lançada em outubro passado.

Com toda segurança e tranquilidade.

Os volumes serão entregues pelo correio.

Para acessar a página da editora Bagaço, basta clicar aqui.

Faço uma convocação aos nossos leitores:

Ajudem um pobre escritor brasileiro e comprem logo um monte de volumes pra dar de presente pros vossos amigos!!!

Virei banco de praça em Palmares: ainda bem que o nome foi colocado no encosto, e não na parte onde se assentam as bundas dos visitantes

DEU NO TWITTER

PEDRO MALTA - REPENTES, MOTES E GLOSAS

UM FOLHETO DE CANGAÇO

ANTONIO SILVINO, O REI DOS CANGACEIROS – Leandro Gomes de Barros

Antonio Silvino (1875 – 1944)

O povo me chama grande
E como de fato eu sou
Nunca governo venceu-me
Nunca civil me ganhou
Atrás de minha existência
Não foi um só que cansou.

Já fazem 18 anos
Que não posso descansar
Tenho por profissão o crime
Lucro aquilo que tomar,
O governo às vezes dana-se
Porém que jeito há de dar?!

O governo diz que paga
Ao homem que me der fim,
Porém por todo dinheiro
Quem se atreve a vir a mim?
Não há um só que se atreva
A ganhar dinheiro assim.

Há homens na nossa terra
Mais ligeiros do que gato,
Porém conhece meu rifle
E sabe como eu me bato,
Puxa uma onça da furna,
Mas não me tira do mato.

Telegrafei ao governo
E ele lá recebeu,
Mandei-lhe dizer: doutor,
Cuide lá no que for seu,
A capital lhe pertence
Porém o estado é meu.

O padre José Paulino
Sabe o que ele agora fez?
Prendeu-me dois cangaceiros,
Tinha outro preso fez três,
O governo precisou
Matou tudo de uma vez.

Porém deixe estar o padre,
Eu hei de lhe perguntar
Ele nunca cortou cana
Onde aprendeu a amarrar?
Os cangaceiros morreram
Mas ele tem que os pagar.

Depois ele não se queixe,
Dizendo que eu lhe fiz mal,
Eu chego na casa dele,
Levo-lhe até o missal,
Faço da batina dele
Três mochilas para sal.

Continue lendo

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

XICO BIZERRA – JABOATÃO DOS GUARARAPES-PE

Meu Papa,

este o nosso Frevo (meu e de João Neto, guitarrista preferido de Dominguinhos) vencedor do recente FESTIVAL NACIONAL DO FREVO, na categoria Frevo-Canção.

Que teve Getúlio Cavalcanti em 2º e Jota Michiles em 3° lugares.

Aí está O ÚLTIMO RAIO DA LUA, com interpretação de João Neto.

R. É como eu vivo a repetir pra me amostrar: só tem cabra malassombrado nesta gazeta escrota.

Parabéns, meu caro amigo.

Um sujeito talentoso feito você tem que estar sempre no primeiro lugar.

Sucesso!!!

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

AUGUSTO NUNES

CONVERSÃO CONVENIENTE

“Botafogo” aconselhou Rodrigo a enxergar um herói da imprensa livre no receptador de mensagens roubadas

“A denúncia contra o jornalista Glenn Greenwald é uma ameaça à liberdade de imprensa. Jornalismo não é crime. Sem jornalismo livre não há democracia”.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, conhecido pelo codinome Botafogo no Departamento de Propinas da Odebrecht, no Twitter, confirmando que todo político que sonha ver Sergio Moro fora de circulação virou um feroz defensor da liberdade de imprensa.

CHARGE DO SPONHOLZ

ALEXANDRE GARCIA