ALEXANDRE GARCIA

CHARGE DO SPONHOLZ

PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

MOTIVO – Cecília Meireles

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

AIRTON – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

Caro editor

Voltando à “ofensa” do Bolsonaro a jornalistas.

Recebi um trecho de vídeo no Whatsapp, que no Jornal Nacional os dois ancoras chamam o agente da PF que mais atuava como o Japonês da Federal.

Na época eles não achavam ofensa chamar um brasileiro com traços orientais de Japonês .

CHARGE DO SPONHOLZ

A PALAVRA DO EDITOR

UM CANALHA INVEJOSO, INCONFORMADO E IRRECUPERÁVEL

Alma Penada cagou de novo pela boca.

Coisa que sempre acontece toda vez que ele inventa de falar.

Desde que tomou uma pica enorme no cu, na última eleição presidencial, que ele está cada dia mais desnorteado.

Puto de raiva por ter sido riscado do mapa e condenado a penar nos ares, feito um lobisomem enrabado e desnorteado.

O sumiço da prática de ladroagem e de grossa corrupção no governo federal tem deixado Alma Penada cada dia mais desesperado.

Ceguinho Teimoso, seu porta-voz aqui no JBF, todos os dias esculhamba os burros, os fascistas, os ignorantes, os analfabetos, os comedores de capim que botaram no poder um governo retrógrado de extrema direita, mas não consegue citar um único caso de ladroagem, tipo Mensalão ou Petrolão, só pra dar dois exemplos, acontecido na atual administração.

E fica mais furioso a cada dia que passa, babando ódio pelos cantos dos beiços, para grande alegria e divertimento das criaturas normais que enxergam tudo e não tem qualquer problema nos olhos.

Pergunto aos doutos juristas fubânicos:

Qual é o enquadramento legal para o tipo de incitação criminosa contida no vídeo abaixo?

Em que código, em que lei, em que texto, pode ser enquadrada a caganeira fedorenta que ele despejou nos ares, gravou e divulgou na internet?

Respostas, sabe, sabe, aqui na área de comentários.

DEU NO JORNAL

UM CRÉDULO NO MEIO DO MUNDO

Bomba nas redes o vídeo de entrevista em que Lula mente a um jornalista estrangeiro afirmando que, quando presidente, salvou a Globo da falência.

O abestado estrangeiro pareceu acreditar.

* * *

Não foi só o abestado estrangeiro que acreditou.

Teve um fubânico que também acreditou no que Lula disse na tal entrevista.

Foi o Ceguinho Teimoso.

Ceguinho acredita em tudo que Lula diz.

Tudo mesmo.

Tudinho, tudinho, tudinho.

Ele acreditou até quando Lula disse que já fazia 45 anos que não bebia e 70 anos que não mentia.

CHARGE DO SPONHOLZ

DEU NO JORNAL

SUPREMA PUTARIA

A decisão do Luiz Fux, anulando outra do próprio presidente da Corte, Dias Toffoli, reafirma a “tutela” que o Supremo Tribunal Federal acha que o direito de exercer sobre Legislativo e Executivo.

Não basta aprovar e sancionar leis; agora, precisa a “segunda sanção” do STF.

Como a moda é invadir competências, se um ministro do STF tem o poder de anular a vigência de uma lei, logo o Congresso vai achar uma boa ideia votar decretos legislativos anulando decisões do Supremo.

* * *

As atividades putáricas no cabaré togado continuam a pleno vapor.

Um lupanar presidido por um militante petista, ex-funcionário de Zé Dirceu e pau-mandado de Lula, não poderia atuar de outra forma.

Que o digam Gilmar, Lewan, Marco Aurélio.. etc… etc… etc…