CHARGE DO SPONHOLZ

DEU NO JORNAL

DEU NO JORNAL

UM DROGA DEFENDENDO DROGAS

O ex-presidente e atual senador do Uruguai, Pepe Mujica, defendeu a legalização da cocaína no país.

A declaração foi dada em entrevista à emissora mexicana Televisa.

Sob seu mandato, o Uruguai legalizou o consumo da maconha, em 2013.

* * *

Legalizar drogas é plataforma governamental de todo zisquerdóide.

Um time de canalhas coerentes.

Esta meta é compatível com a bosta que trazem no lugar do cérebro.

“Eu gosto de cachaça, Mujica; mas minha militança adora maconha e cocaína. Além dos viciado, os traficante tombém são meus eleitô”

AUGUSTO NUNES

CADEIA NÃO CURA DELINQUENTES VOCACIONAIS

José Dirceu de Oliveira e Silva foi o camisa 10 e capitão da seleção do Mensalão, campeã brasileira de ladroagem em 2005 e em 2012. Em 2017, de novo convocado e dirigido por Lula, conquistou com o timaço do Petrolão o título de campeão mundial da roubalheira. As proezas lhe custaram três temporadas na cadeia, que escancararam a alma bipolar desse mineiro de Passa Quatro. O atacante em liberdade é atrevido, insolente, presunçoso, falastrão. O presidiário é um modelo de humildade e disciplina, economiza palavras, jamais comenta as jogadas que arquitetou.

A primeira versão de Dirceu disfarça com a discurseira de guerreiro do povo brasileiro o facilitador de negociatas que deixariam ruborizado o mais selvagem dos capitalistas ianques. A segunda versão exibe um meliante que se adapta à vida no cárcere com a naturalidade dos veteranos inquilinos de xilindrós. “Ele é de uma arrogância insuportável”, concordam os que conviveram com Dirceu nos dias de glória. “É de uma simplicidade impressionante”, divergem os que com ele dividiram uma cela.

Desde que foi solto por seis ministros do Supremo, quem exerce o direito de ir e vir — e falar o que lhe dá na telha — é o modelo número 1. Só essa versão de Dirceu produziria o falatório reproduzido no parágrafo abaixo:

“O grave em nosso país é que a nossa elite, que deu apoio ou compactuou com o golpe, a condenação e a prisão de Lula, fechou os olhos para as ilegalidades de Moro, e Dallagnol agora se opõe à agenda de extrema-direita de Bolsonaro, mas apoia suas ‘reformas’ liberais de desmonte do Estado Nacional e das conquistas sociais e políticas da Constituição de 1988”.

Haja cinismo. Dirceu foi um dos fiadores dos acasalamentos tão promíscuos quanto lucrativos entre Lula e empreiteiros gananciosos, entre Lula e banqueiros espertalhões, entre o PT e a parte mais podre da elite. Sergio Moro e Deltan Dallagnol se limitaram a conduzir a dedetização das catacumbas em que se moviam os beneficiários do maior esquema corrupto de todos os tempos. Mas nada no palavrório oportunista é mais repulsivo que a menção a “conquistas sociais e políticas da Constituição de 1988”.

No dia em que a nova Carta foi aprovada, o deputado Lula subiu à tribuna para avisar que a bancada do PT votaria contra uma Constituinte concebida “para beneficiar a elite e prejudicar os trabalhadores”. Os parlamentares que liderava, ressalvou, assinariam o documento apenas para registrar que, nos meses anteriores, haviam feito o diabo para modificá-lo. Agora, Dirceu assume a paternidade do bebê que renegou.

É nisso que dá deixar em liberdade o criminoso condenado a mais de 30 anos de prisão. Dirceu é outra prova de que cadeia não cura bandidos vocacionais.

JESSIER QUIRINO - DE CUMPADE PRA CUMPADE

DEU NO JORNAL

ISTO É CULPA DELE…

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro para o 3º trimestre de 2019 (de 1,2% em relação ao mesmo período de 2018) colocou o crescimento do País à frente de importantes economias mundiais como a Alemanha (0,5%), o Reino Unido (1%), Itália (0,3%) e até a Suíça (1,1%).

A economia brasileira cresceu 0,6% no terceiro trimestre em relação ao segundo semestre do ano.

Os dados são da Austing Rating.

* * *

Dados da Austing Rating…

O conceito do nosso país lá no exterior tá horrível.

Isso é culpa de Bolsonaro.

Goiano tem razão: esse governo fascista e reacionário é uma merda.

E essa notícia aí de cima termina assim:

Segundo o IBGE, um dos fatores que mais afeta o crescimento do PIB no Brasil é o “consumo do governo”, que caiu 0,4% no 3º trimestre.

Desde queda da petista Dilma, o Brasil obtém resultados econômicos positivos.

É a 13ª alta do PIB registrada desde o impeachment.

DEU NO TWITTER

JOSÉ NARCELIO - AO PÉ DA LETRA

ANOTAÇÕES DE VIAGEM

Dizem que a melhor forma de conhecer o caráter de um indivíduo é submetendo-o a uma destas três situações distintas: numa mesa de jogo com apostas, emprestando-lhe dinheiro ou como parceiro de viagem. Quanto às duas primeiras opções não possuo conhecimento de causa, porém, já comprovei, em viagens, a verdade da última teoria.

Abordo esse assunto porque dezembro é o mês de passeios turísticos de casais de bem com a vida. É impressionante a transformação que se observa no comportamento de determinados companheiros quando submetidos ao acerbo de uma viagem longa.

Não tenho o direito de prejulgar ninguém, e até entendo que tais alterações de compostura decorram das pressões contidas numa brusca mudança de hábitos, dando vazão à ansiedade, ao receio, ao estresse, à contrariedade e à necessidade de fazer valer nosso ponto de vista.

É tiro e queda. Querendo ou não, nós nos mostramos como somos numa convivência prolongada distante do nosso habitat natural. Mas aí é que reside o foco da questão, porque sem essa experiência fica difícil delinear o perfil da companhia ideal para viajar.

Para o bom convívio em viagens com amigos, ensinam que tudo se resume ao trinômio: compreensão, espírito de corpo e renúncia. A teoria não teria eficácia quando em viagens atreladas a excursões, onde o grupo é manietado por horários e tangido tal qual cordeiros obedientes ao cajado ou assobio do condutor do rebanho.

É essencial manter o espírito de corpo. Afinal você integra um grupo imbuído do mesmo objetivo: compartilhar momentos agradáveis em ambientes diferentes daqueles do dia a dia de cada um.

Outro ponto seria compreender e aceitar as preferências dos membros da excursão buscando o consenso para a manutenção da unidade do conjunto. Por último, saber quando e como renunciar aos próprios anseios privilegiando a programação da equipe para não ser tachado de estraga prazer ou roda-presa.

Isso na teoria funciona que é uma beleza. Agora leve para a prática e veja o que é bom para tosse. Existe o tal outlet capaz de desmontar qualquer planejamento elaborado durante meses de pesquisa em mapas ou vasculhando a história de cada país a ser visitado.

Mas, a quem responsabilizar pelo desmando? Ora, a quem! Àquelas adoráveis companhias com quem a vaidade melhor se identifica. Parceiras capazes de recusar qualquer excursão entediante se houver do outro lado da rua vitrines com roupas de grife ou promoções de produtos femininos de beleza.

Existe uma estratégia para o caso de amigos optarem pelas compras em detrimento de visitas a museus, por exemplo. Deixar os parceiros de viagem à vontade e, numa boa, ir satisfazer sua curiosidade em área distinta da deles estipulando um local para o reencontro do grupo horas depois.

No mundo animal, ao contrário do mundo racional, os machos são os privilegiados esteticamente. Isso desperta nas mulheres o agente patogenético causador do mal do culto à própria beleza – como se as mulheres não fossem desejáveis sem tais artifícios. Nesse caso, o melhor é não perder o humor e deixar a natureza feminina seguir o seu próprio curso.

Eu, particularmente, lanço mão de uma fórmula infalível: esquecer as mulheres nas compras e aguardá-las num barzinho aprazível, se possível, na companhia de um honesto vinho nacional.

PENINHA - DICA MUSICAL