DEU NO TWITTER

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

ARROCHA MESMO, TRF-4 ! ! !

* * *

Excelente notícia pra coroar o expediente desta quarta-feira!

O placar foi de 3 x 0.

O TRF-4 merece os aplausos da banda decente, honesta e ética deste país.

Uma pajaraca bem comprida e de grosso calibre enfiada no olho do fedegoso deste canalha é tudo que nós, os cidadãos de bem, queremos ver.

DEU NO JORNAL

VAMOS APLICAR O “AI-5” QUE ESTÁ NA CONSTITUIÇÃO

Em uma entrevista coletiva de quase duas horas em Washington D.C., na noite desta terça-feira, o ministro da Economia Paulo Guedes se exaltou ao comentar os discursos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, recém liberado da prisão, e afirmou que as palavras do líder petista levam ao acirramento das ações do governo Bolsonaro.

“É irresponsável chamar alguém pra rua agora pra fazer quebradeira. Pra dizer que tem que tomar o poder. Se você acredita numa democracia, quem acredita numa democracia espera vencer e ser eleito. Não chama ninguém pra quebrar nada na rua. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo pra quebrar a rua? Que responsabilidade é essa?”

* * *

Os discursos que Lula tem feito depois que foi solto provam uma verdade irrefutável:

Essa história de “ressocializar” bandidos na cadeia não funciona mesmo.

Lapa de Corrupto, assim como seus colegas de bandidagem armada, saiu do cárcere mais perigoso ainda do que quando foi enjaulado.

Anda pregando abertamente o motim, o desrespeito ao democrático resultado das urnas e a insurreição zisquerdóide.

Se a pregação terrorista de Lula viesse a se materializar – coisa impossível de acontecer devido ao ostracismo a que este canalha foi relegado -, poderia ser aplicado o “AI-5” legal, um dispositivo denominado Garantia de Lei da Ordem, GLO, operação prevista no artigo 142 da Constituição Federal.

Uma ação que é realizada exclusivamente por ordem do presidente da República, a qual autoriza o uso das Forças Armadas.

Aí esse maloqueiro safado teria uma pica constitucional bem grossa enfiada no furico.

No furico dele e no da canalha que late e relincha embaixo do seu palanque.

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LEVI ALBERNAZ – ANÁPOLIS-GO

Nobre, ilustre e religioso Editor:

Aqui vai um versículo tirado do texto sagrada de Igreja de Lula.

É oferecido a todos os petistas do Brasil.

Meu afetuoso abraço.

R. Caro leitor, aqui no  JBF temos um luleiro que é devoto praticante da Igreja Lulaica.

Só não é dizimista por ser muito pão-duro.

Ele vai curtir demais esta sua colaboração.

E, pra fechar a postagem, uma foto de um grupo de jumentos luleiros para o qual não falta nunca capim, conforme previsto no versículo que você nos mandou.

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

AS TAXAS DE RUINDADE ESTÃO CAINDO

O número de homicídios no Brasil está despencando à razão inédita no mundo de 24% neste ano.

Em países que fazem campanhas para reduzir o número de assassinatos, uma diminuição de 2% ao ano é considerada exitosa.

No ano passado, até 30 de setembro, havia 39.527 assassinatos; neste ano, até 30 de setembro, o número trágico caiu para 30.864.

Em setembro do ano passado, houve 136 assassinatos por dia; em setembro deste ano, 110 por dia.

A redução foi ainda maior no Ceará, Rio Grande do Norte e Acre, chegando a 30%.

* * *

Isso é culpa de Bolsonaro e sua política de perseguir os pobres excluídos que ganham a vida matando.

Além do número de assassinatos, também caiu bastante a taxa de roubo de celulares.

Um fato que irritou profundamente o proprietário do PT.

Lula já disse que não suporta ver polícia atirando em cumpanheros que são ladrões de celulares.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LUIZ MEZETTI – VITÓRIA-ES

Editor Berto,

Me caiu os butiá do bolso….

Nine Fingers misógino e machista.

A Canhota Vera Magalhães surtou ???

R. Caro leitor, fiquei satisfeito com esta fala da dona Vera Magalhães que você nos mandou.

Satisfeito porque vai ser motivo de ocupação pro nosso estimado colunista Goiano.

Tudo que se refere da Lapa de Corrupto, Goiano adora dar seu pitaco e fica alegre que só pinto no lixo com a oportunidade de fazer mais uma mística pregação, como sacerdote da Igreja Universal do Reino de Lula, em defesa do proprietário do PT.

Espero que ele comece nos dizendo a que evento a jornalista se refere e a data em que tudo aconteceu.

MARCOS ANDRÉ - DADO & TRAÇADO

VOU NO POPULAR – “A LINGUA CERTA O POVO”

Personalidades de destaques no mundo profissional, político, artístico, etc., em muitas ocasiões, são “pegos de calças curtas”, por conta de declarações onde, muitas vezes estão erros ou impropérios verbais, dos mais simplórios aos mais absurdos.

O nosso poeta Manuel Bandeira, já predizia em brilhante colocação, que o bom de se ouvir era a “língua certa do povo”, que sabia transmitir o recado, a mensagem simples e direta.

Hoje temos uma infindável gama de palavras, digamos, diferentes. Termos técnicos, então, povoam os TCCs e redações das mais diversas áreas do conhecimento. Linguagens de profissionais de RH, Administração, publicidade, psicologia e, por aí vai.

Nas próprias escrituras sagradas existem várias passagens se reportando a língua. Destaco: “Quem de vocês quer amar a vida e deseja ver dias felizes? Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade. Salmos 34:12-13”.

Mas, retornemos ao tema da linguagem do povo. Nada de adentrar nos meandros e filigranas da língua culta. Regras de concordância? Pontuação? Figura de linguagem? Pode ser.

No entanto, sem se aventurar pelas metáforas, hipérboles, metonímia, Nada disso. Deixemos esse manjar para ser posto e saboreado por nossos cultos escribas daqui dessa gazeta, pra lá de escrota.

Garimpei na própria internet, alguns exemplos da diferença entre o uso de palavras pseudo cultas e o popular. Mesmo contendo o implícito intuito da galhofa, notamos, prima facie, que o coloquial é simples, direto e objetivo. Como diria o poeta, uma língua gostosa.

E funciona melhor que um anúncio, um ofício, uma circular, um édito, um boletim…

• “Prosopopéia flácida para acalentar bovinos” (Conversa mole pra boi dormir);

• “Romper a fisionomia” (Quebrar a cara);

• “Creditar o primata” (Pagar o mico);

• “Dar carga à bolsa escrotal” (Encher o saco);

• “Impulsionar bruscamente a extremidade do membro inferior contra a região glútea de alguém” (Dar um pé da bunda);

• “Derrubar com a extremidade do membro inferior o suporte central de uma das unidades de acampamento” (Chutar o pau da barraca);

• “Deglutir o batráquio” (Engolir o sapo);

• “Derrubar com mortais intenções” (Cair matando)

• “Aplicar a contravenção do Sr. João, deficiente físico de um dos membros superiores” (Dar uma de João sem braço);

• “Sequer considerar a utilização de um longo pedaço de madeira” (Nem a pau);

• “Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações laringo-bucais” (Nem que vaca tussa)

• “Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente” (Chutar o balde);

• “Retirar o filhote de equino da perturbação pluviométrica” (Tirar o cavalinho da chuva);

• “Alongar as tíbias” (Esticar as canelas);

• “A ruminante bovina deslocou-se para terreno sáfaro e alagadiço” (A vaca foi pro brejo)

• “Colóquio soporífero para gado bovino repousar” (História pra boi dormir);

• “Sugiro veementemente a Vossa Excelentíssima que procure receber contribuições inusitadas na cavidade retal” (Vai tomar no…)

Não se pretende aqui, instigar ou fomentar o assassinato ou desprezo pelo idioma pátrio. Longe disso. O estudo e preservação da nossa riquíssima língua portuguesa é imprescindível para qualquer povo ou nação que à possua. É inerente para os nossos eruditos léxicos e filólogos, abraçar, sorver e mergulhar no infinito estudo da nossa língua.

Trouxe aqui, uma mostra sem figuras de linguagem, estilo ou retórica do dito popular. Sem estratégias de se aplicar ao texto pretenso efeito na interpretação do ouvinte (ou leitor). A popular, língua do povo.

Sem problematização (vixe maria).