DEU NO JORNAL

DÚVIDA CRUEL

A Confederação Nacional da Indústria fez balanço positivo dos 300 dias de governo Bolsonaro.

Para o presidente da CNI, Robson Braga, a inflação sob controle e juros baixos aumentaram a confiança dos empresários.

* * *

Tô em dúvida…

A CNI diz que o governo tá ótimo.

Já o PT, diz que o governo tá uma merda.

Num sei se fico com o Presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga, ou se fico com a Presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

Um dúvida da porra…

DEU NO TWITTER

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

DEU NO TWITTER

COMENTÁRIOS SELECIONADOS

AS BELAS DE CURITIBA

Comentário sobre a postagem CURITIBA, UM EXEMPLO PARA O PAÍS INTEIRO

Marcon Beraldo:

Bom dia grande Luiz Berto

Seu site continua cada vez melhor. Parabéns

E muito obrigado por elogiar mais uma vez (nunca é demais) a grande, estupenda e magnífica Curitiba e sua população inteligente, ordeira, trabalhadora e progressista.

Curitiba, capital do maravilhoso povo paranaense, que vai entrar para a historia do Brasil como a região de onde partiu a reação para impedir a volta ao poder daqueles que querem destruir o País e escravizar os brasileiros.

E não nos esqueçamos nunca, é claro, das belas mulheres de Curitiba.

Basta ligar a TV durante os jogos do Athetico, Coritiba e Paraná Clube para admirarmos a beleza daquelas moças, das mais bonitas do Brasil, sem dúvida.

Vale reproduzir mais uma vez o hino de Curitiba.

* * *

DEU NO TWITTER

NOMES MAIS APROPRIADOS

* * *

Mais algumas sugestões de nomes que foram catados no Twitter:

Condenado, canalha, carniça, encantador de jumentos, desgraçado, escroto, vagabundo, nojento, excremento, larápio, corrupto, energúmeno, peidão, mentiroso, capiroto, mijão, meliante, nine fingers, bosta…

Os leitores fubânicos fiquem à vontade pra enriquecer esta lista.

E, por fim, um nome baseado no vídeo de Lapa de Corrupto tomando banho depois que foi solto: rato.

CÍCERO TAVARES - CRÔNICA E COMENTÁRIOS

XUXA, A PLAYBOY E OS DOIS PUBESCENTES

Amadeus e Tadeus eram dois primos quase inseparáveis. Cresceram juntos no bairro dos Milagres, onde se concentrava o maior número de cabaré e terreiro de umbanda no distrito de Lagoa do Carro, PE.

Certa vez, um pai de santo, que incorporava a “entidade estudante”, levou para o “terreiro” uma revista Playboy com a capa estampando uma morenaça nua com uma tarja preta cobrindo “o boca de macaco”. Os primos ficaram intumescidos com o “boca” da cabocla, mas não tiveram coragem de perguntar ao catimbozeiro onde ele havia comprado aquela revista!

Astuciosos e só pensando na caverna de “Blaus Nunes” da morena, no dia seguinte eles foram a pé até a única banca de revista que havia no centro distrital e perguntaram ao livreiro onde encontrar tal periódico. À sua maneira, e com os olhos brilhando, eles fizeram a descrição daquele monumento feminino nu estampado na capa da revista que os deixou alucinado, e o livreiro lamentou que tal publicação não tivesse chegado ali ainda. Que os únicos periódicos que recebera da metrópole tinham sido o Diário de Pernambuco e as revistas em quadrinhos.

Pensando em voltar à banca outras vezes para comprar a tão alucinante revista, os primos compraram um Diário de Pernambuco e prometeram ao dono da banca voltar lá todo mês. Promessa feita; promessa cumprida.

Um dia, depois de muitas idas e vindas à banca, e já familiarizado com o dono, receberam a tão sonhada notícia de que a “encomenda” havia chegado, mas que estava proibida a venda a adolescentes. Logo na frente havia o carimbo da censura: “CONTEÚDO LIBERADO SÓ PARA ADULTOS QUE TENHAM MAIS DE VINTE E UM ANOS!”

Malandros e espertos, os primos, fascinados com aquela imagem exuberante da mulher pelada, “cantou” logo o revisteiro, prometendo o triplo do valor da revista e segredo absoluto de não contar a ninguém, até porque iriam comprar outras que chegassem à banca.

Ansiosos para chegar em casa com a revista enrolada na camisa, trancaram-se no quarto sem a mãe notar. Sentaram-se na cama de campanha. Jogaram o Diário no canto do quarto. Folhearam a revista de cabo a rabo e ficaram tão deslumbrados e magnetizados com as fotos de Xuxa nua toda depilada, que não demorou uma hora que cada um já havia tocado três punhetas!

Uma semana depois de terem comprado a revista e ficarem muito tempo trancados no quarto, dona Juvência, a mãe do adolescente Amadeus e tia de Tadeus, percebeu uma indisposição e palidez estranha no filho e no sobrinho e passou a “investigar” o que estava acontecendo.

Certo dia, percebendo que os dois estavam a sós no quarto, com a porta escorada com um tronco de mulungu, pôs o ouvido para escutar o zunzum que vinha lá de dentro dos dois pubescentes:

– Um, dois, três, e tome uma! Um, dois, três, e tome duas! Um, dois, três, e tome três! Um, dois!…

Cabreira e sem entender o “muído” que vinha lá de dentro, danou o pé direito na porta e quando esta caiu, Dona Juvência não acreditou no que estava vendo! O filho e o sobrinho quase desmaiando, com os olhos revirados e, à frente deles, a revista Playboy aberta com as fotos de Xuxa nua como veio ao mundo!

– Meus Deus do Céu! Eu não acredito no que estou vendo! Onde vocês arranjaram essa perdição, meninos?! É por isso que vocês não comem mais, não estudam mais, não saem mais! Só vivem dentro desse quarto! E, no gesto brusco, Dona Juvência pegou a vassoura de marmeleiro, tacou no espinhaço dos dois, tomou a revista e prometeu entregá-la ao esposo, seu Virgulino Ferreira.

Inconformados por não poderem se divertir com as mãos vendo as fotos de Xuxa nua, Amadeus, filho de Dona Juvência, alertou:

– Tenha cuidado em vovô não! Se ele ver essa revista vai trair a senhora com a mão!

E saíram correndo para o meio da rua, trôpegos, como dois bêbados, com medo da vassoura de Dona Juvência!

DEU NO JORNAL

AO VIVO E A CORES

Em depoimento sob acordo de delação, o ex-ministro petista Antonio Palocci contou que tinha liberdade de ir pessoalmente ao banco Safra realizar saques em dinheiro, sem que as operações fossem informadas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), como manda a lei.

Ele contou que fez retiradas de R$ 20 mil a R$ 100 mil em pelo menos cinco ocasiões diferentes na conta-corrente da safadeza.

Os saques no Banco Safra eram entregues pessoalmente ao ex-presidente Lula, segundo contou Palocci em sua delação.

Palocci confessou haver acertado com o banco Safra intermediar os repasses de dinheiro sujo “de forma diluída e diversificada”.

* * *

Gostei demais da expressão usada por Palocci na sua deduragem: “de forma diluída e diversificada“.

Até anotei pra usar no futuro em um conto de ficção científica sobre ladroagem.

Já a expressão “entregue pessoalmente”, tanto pode estar se referindo a Lapa de Corrupto quanto ao dinheiro que ele recebia.

Pessoalmente significa dinheiro ao vivo e bem contado, nota por nota.

DEU NO JORNAL

NO FURICO DE GILMAR

Um abaixo-assinado cadastrado na plataforma Change pedindo o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes já tem mais de 2 milhões de assinaturas.

O documento do abaixo-assinado afirma que o juiz “proferiu diversas vezes decisões que contrariam a lei e a ordem constitucional”, como nas decisões em que mandou soltar o empresário Eike Batista e o ex-ministro José Dirceu.

“Gilmar Mendes, especialmente, concede reiteradamente habeas corpus a poderosos (Daniel Dantas recebeu dele um habeas corpus num domingo) , demonstrando julgar com parcialidade e a favor de interesses que nem sempre coincidem com o bem comum. Preside um TSE que envergonha o país validando uma chapa que abusou do poder econômico de forma incontestável”, afirma José Luiz Maffei, que criou a página.

O abaixo-assinado deve ser entregue ao Senado Federal e ao senador Álvaro Dias.

A meta é chegar a 3 milhões de assinaturas.

* * *

Uma excelente iniciativa.

Gilmar Boca-de-Buceta precisa mesmo levar uma pajaraca de grosso calibre.

No olho do furico e na boca.

O leitor fubânico que quiser assinar o pedido, basta clicar aqui.

“Meu toba já tá começando a arder…”