DEU NO JORNAL

SUPREMO IDIOTA

Marco Aurélio Mello criticou um funcionário do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina por ter se dirigido a ele, para convidá-lo à cerimônia de entrega de uma medalha a Jorge Mussi, ministro do STJ.

Em ofício enviado ao presidente do TRE-SC, em que recusa o convite para a solenidade, Marco Aurélio reclamou:

“Integrante de cerimonial não se dirige diretamente a ministro do Supremo”.

Leia a íntegra do ofício:

* * *

Integrante de Cerimonial não se dirige a Ministro do Supremo“.

É phoda!!!!

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Excesso de falta do que fazer.

Excesso de coçação de saco remunerada com dinheiro público.

Um reles mortal não pode se dirigir a um Deus do Supremo.

Vindo de um pretensioso que ocupa uma das 11 cadeiras daquele antro de babacas, tudo é possível.

Tudo mesmo.

Até uma idiotice dessas.

Um sujeito metido a Anjo das Alturas que quer dar um peido maior do que a bunda e acaba amostrando quem realmente é.

Prestem atenção que na assinatura do ofício-tolôte ele não colocou o sobrenome “Mello”.

O mesmo sobrenome do primo ladrão, do primo corrupto, do primo enxotado da presidência que o nomeou pro STF, o ex-presidente Fernando Cocaleiro de Mello.

Um parentesco que tudo explica.

Nêumanne estava com a razão quando entupiu o furico deste babaca com uma resposta certeira:

DEU NO TWITTER

MAURÍCIO ASSUERO - PARE, OLHE E ESCUTE

CONSTRANGIMENTO ILEGAL

O casal Garotinho voltou novamente, no dia 30, ao aconchego da cela e no dia 31 Gilmar Mendes, mais uma vez, mandou soltar. Dentre as alegações consta que o casal foi “constrangido ilegalmente”. O artigo 146 do Código Penal diz que é crime “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda”. Na minha santa ignorância jurídica, mas não na minha imbecilidade mental, parece claro que constranger uma pessoa é obrigá-la a fazer algo contra a sua vontade. Não consigo entender como prender um corrupto se configura em constrangimento. Até entendo, se tal constrangimento for da população.

Credibilidade é coisa séria e no momento atual esta prerrogativa está ausente dos poderes judiciário e legislativo. No primeiro, se sobressai a imagem da instabilidade jurídica do país, expressada, em toda sua extensão, pelo STF. Os guardiões da Constituição escolheram um lado: o lado de fora da Constituição. Um conjunto de ministros que atuam em interesses particulares de partidos políticos e de políticos corruptos. A pauta do STF deveria avaliar as agressões constitucionais, mas aquele grupinho formado por Lewandowski, Celso de Mello, Marco Aurélio, Dias Toffoli, etc. se notabilizou por criar jurisprudência e proteger bandidos.

O poder legislativo pode ser reparado pelo povo. Basta um voto. Mas, as pessoas insistem em votar por agradecimento ou por dinheiro. O sistema eleitoral do Brasil é podre. Aqui um candidato que responde por crime eleitoral não tem o registro negado pelo STE. Na vida, um trabalhador que estiver negativado no SPC ou na SERASA, não pode fazer uma compra a crédito. Vejam o disparate dos fatos: um trabalhador que, eventualmente, se tornou inadimplente só pode ter crédito se negociar seu débito, enquanto um político sendo processado, pode se candidatar a qualquer cargo, inclusive, de presidente da república. Que outro país tem deputado ou senador em regime semi-aberto? De dia na câmara, de noite na cadeia. Só no Brasil.

Aberrações jurídicas não passam de fetos abortados por mentes desumanas e submissas. Por isso, a ação de uns poucos vai afetar a vida de muitos e as coisas mais absurdas começam a compor a Vade Mecum da lei. Por exemplo: o assaltante Wanderson Rodrigues de Freitas tentou roubar uma padaria, no interior de Minas Gerais. Apanhou e processou a vítima, alegando que foi agredido pelo dono de estabelecimento, que junto com uns amigos meteram o sarrafo no cara, quebrando o seu nariz. Eu pergunto: se o bandido estivesse armado e atirado no dono da padaria? O que mais me choca em tudo isso é um advogado abrir um processo dessa natureza. O que é isso? Falta de discernimento ou a classe vai criar crimes para gerar renda própria?

Em agosto passado a polícia prendeu, no Rio de Janeiro, três chilenos que invadiram um apartamento do Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio. Em depoimento disseram que vieram roubar no Brasil porque as leis aqui são mais brandas do que em outros países da América Latina. Claro que temos leis mais brandas. Temos até ministros no STF que afrouxam mais, que detestam ver corruptos, traficantes, assassinos, estupradores, estelionatários, na cadeia. Condene-se a 200 anos, mas a Constituição diz que fica no máximo 30 anos. Depois tem progressão de pena, depois tem semi-aberto, saidinha em datas comemorativas. Salve Suzane Von Richthofen, que matou os pais, mas tem direito a sair da prisão no Dia das Mães e no Dia dos Pais. Em que país do mundo isso é possível?

É lamentável que a visão externa de um país tão grande e tão rico seja apoiada na frouxidão jurídica. É preciso política para tratar de ressocialização que é uma questão importante diante da gravidade do crime. Em São Paulo, ano passado, 300 presos que deixaram a penitenciária numa “saidinha” cometeram crimes. Perderam o direito de sair novamente, no entanto, crimes foram cometidos durante o benefício.

É preciso mudar. Mudar a composição do congresso e colocar lá pessoas íntegras. Quem apoiar ou ser apoiado por corruptos, não deve ter espaço. Se tiver respondendo crimes por desvios de recursos, fora!!!! Mudando o legislativo deve-se pensar no judiciário, nos tribuanis superiores. Só para se ter uma ideia veja quando termina o mandato dos atuais:

JR Guzzo saiu da Veja porque falou sobre o tempo que os ministros continuariam no STF. A quantidade de dias, nessa tabela, eu calculei a partir de hoje, 01/11/2019, até a data de aniversário do ministro aos 75 anos. É simplesmente, desesperador. Aparentemente, enquanto o covarde presidente do Senado não acatar pedidos de impeachment contra essa canalhada vamos fazendo uma marquinha diária como os condenados fazem nas paredes das prisões, afinal, estamos todos condenados.

DEU NO JORNAL

SUPREMA INDECÊNCIA FEDERAL

A revista Crusoé mostra casos em que o STF foi generoso com políticos e empresário, dando-lhes o direito a responder processos em liberdade, e inclemente com brasileiros que cometeram pequenos crimes.

Veja este caso:

“Analfabeto e alcoólatra, Evanildo José Fernandes de Souza passava o dia perambulando pelas ruas de Viçosa, interior de Minas Gerais. Em 2011, ele furtou uma bermuda em uma loja da região central da cidade. Logo uma equipe da PM o prendeu com a peça de roupa, vendida a 10 reais. Solto dias após o flagrante, respondeu o processo em liberdade, mas não escapou da condenação a um ano e sete meses de prisão em primeira instância. A pena foi mantida no TJ de Minas Gerais e no Superior Tribunal de Justiça. Em nome do réu, defensores públicos federais apresentaram um recurso no STF. Pediram a aplicação do princípio de insignificância, argumentando que não houve prejuízo à loja. Coube ao próprio Toffoli analisar o caso. Em junho de 2018, veio a decisão: por ter praticado outros pequenos furtos, Evanildo tinha de ficar trancafiado.

Uma semana antes, o mesmo Toffoli deu a José Dirceu o direito de aguardar em liberdade pelo julgamento de um recurso.”

* * *

Assim é o órgão maior da nossa justiça: generoso com ricos e poderosos, e inclemente com pobres e inofensivos infratores.

Esta é apenas mais uma das inúmeras patifarias cometidas por este esgoto imundo presidido pelo militante petista Toffoli, pau-mandado de José Dirceu no Palácio do Planalto e indicado pelo seu chefe, o Corrupto-Mor, para botar a bunda numa cadeira do STF.

Indicado mesmo contrariando a letra da Constituição, já que não tinha qualquer saber jurídico, muito menos notável, nem tinha também reputação ilibada. Clique aqui e veja matéria na página Jusbrasil.

Esta vergonha nacional representada pela sigla STF é um recanto sujo, poluído, enlameado, que conta com figuras asquerosas e deprimentes do porte de Gilmar, Marco Collor de Mello e Levandinho Safado.

Leia a reportagem da revista CrusoÉ na íntegra clicando na imagem abaixo:

DEU NO TWITTER

AI-5 NÃO PODE

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

COERENTEMENTE CANALHA

O hacker da Lava Jato disse a Manuela D’Ávila que havia roubado mensagens de Cármen Lúcia, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso, segundo a Veja.

Ele disse também que essas mensagens permitiriam invalidar todos os atos da Lava Jato.

*

É estarrecedor que Manuela D’Ávila tenha sido informada por um criminoso que ele havia roubado mensagens de ministros do Supremo e, em vez de denunciá-lo às autoridades, ela tenha repassado seu contato a Glenn Greenwald.

O procurador Ailton Benedito perguntou no Twitter:

“Manuela D’Ávila não repreendeu o hacker, não o denunciou à PF, ao MPF, ao STF, como qualquer cidadão de bem faria, para proteger as instituições, a democracia, o Estado de Direito?”

* * *

Num sei mesmo a razão deste espanto.

Parece que se esqueceram que Manuela é filiada ao PCdoB e que foi candidata a vice na chapa do PT, encabeçada pelo babaca Haddad.

Os dois formaram uma parelha perfeita de postes.

Manuela Comuna D’Ávila apenas seguiu o padrão zisquerdóide marxista-leninista e delinquiu disciplinadamente.

Cometeu um crime grave ao associar-se a um hacker bandido.

Conscientemente e  orgulhosamente.

Cumpriu fielmente sua tarefa partidária.

Como uma boa tabacuda ideológica que é

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

CLÁUDIA DE GODOY – GOIÂNIA-GO

Prezado Editor:

Gostaria de fazer um teste com os leitores do nosso jornal.

É pra calar a boca dos fariseus que se espantaram com a referência que o filho de Bolsonaro fez ao AI-5.

O teste é este:

Quais são os autores das frases seguintes?

1) “Vai correr sangue”.

2) “Vamos tomar o poder à força, o que é bem diferente de vencer as eleições.”

3) “A paciência do povo com a direita está acabando. É questão de tempo.”

4) “Temos que mostrar pra eles que o sangue é vermelho.”

DEU NO JORNAL

A BOVINA CERTA NO CURRAL CERTO

Gleisi Hoffmann está em Cuba.

Ela participa da Jornada Anti-imperialista pela Democracia e contra o Neoliberalismo.

Ela viajou com Mônica Valente, manda-chuva do Foro de São Paulo e mulher de Delúbio Soares.

* * *

Esta vaca que é gerente do puteiro de Lula, a Amante da lista de propinas da Odebrecht, casada com o chifrudo Paulo Bernardo, condenado e preso por corrupção, vai a Cuba participar de um evento “pela Democracia“.

Isso mesmo: pela Democracia!!!

Em Cuba!!!

É assim feito participar de um congresso sobre água no Deserto de Saara.

Coisa de babaca zisquerdóide mesmo, que não consegue esconder sua vocação totalitária.

Coisa de uma ceguinha teimosa e sem cura.

E mais: vai acompanhada da mulher de Delúbio Soares, o tesoureiro do PT que foi condenado por corrupção ativa e preso no processo do Mensalão.

E que é a chefona do Foro de São Paulo.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Essa canalha vermêia-istrelada forma um verdadeiro circo (sem qualquer ofensa aos competentes e laboriosos profissionais circenses)

É pra gente se mijar-se de tanto se rir-se.

A PALAVRA DO EDITOR

PRA GENTE COMEÇAR O DIA SE RINDO-SE

Dia 1º de novembro.

O ano está terminando.

Hoje é  sexta-feira e este Editor deseja um excelente final de semana para toda a comunidade fubânica.

Aqui estão duas frases para alegrar o nosso dia e nos fazer rir.

* * *

Primeira frase:

“Tenho certeza de que Lula foi condenado irregularmente.”

Colunista Goiano, em comentário sobre a condenação em TODAS as instâncias do ex-presidente Lula, por corrupção e lavagem de dinheiro.

* * *

Segunda frase: