DEU NO TWITTER

JESSIER QUIRINO - DE CUMPADE PRA CUMPADE

DEU NO TWITTER

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

SONIA REGINA – SANTOS-SP

Sr. Editor,

por favor publique a entrevista concedida pelo vereador de São Paulo Fernando Holiday ao Professor Marco Antonio Villa.

Com simplicidade e inteligência, o vereador responde ao Professor sobre as tais denúncias publicadas na mídia, através das informações da “lombriga” instalada atualmente no Brasil que resolveu dinamitar a operação Lava Jato, instigando discórdia do MBL com o Ministro Moro e Procuradores Federais.

DEU NO JORNAL

NOTÍCIA EXCELENTE

O julgamento no STF, segundo a Folha de S. Paulo, “deixou Lula, pela primeira vez em muitos meses, tenso e ansioso”.

Uma “pessoa próxima” disse para o jornal:

“Bateu o desespero”.

* * *

Que notícia boa!

Ganhei a quarta-feira.

Saber que Lapa de Corrupto está desesperado levanta o astral de qualquer cidadão de bem.

Ótimo saber disto.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

DEU NO JORNAL

A BANDA DECENTE DA MAGISTRATURA APOIO SÉRGIO MORO

Dos mais de 2.000 juízes federais associados à Ajufe, trinta são ligados ao PT.

São “os juízes de Lula”, adeptos do sindicalismo togado que vergonhosamente pediram o afastamento de Sérgio Moro da entidade.

* * *

30 idiotas num time de mais de 2.000 dá apenas 1,5%.

Um percentual ínfimo.

Mas, enfim, tabacudo tem em todo canto.

E vejam esta:

Após o julgamento que manteve a prisão de Lula, mais de 270 juízes federais assinaram uma moção de apoio a Sergio Moro.

Leia a íntegra:

MOÇÃO DE APOIO DOS JUÍZES FEDERAIS A SÉRGIO MORO

Os juízes federais signatários do presente documento vem perante o Presidente da AJUFE – Associação dos Juízes Federais do Brasil expressar a presente Moção de Apoio ao ex juiz federal Sérgio Fernando Moro, atualmente Ministro da Justiça e Segurança Pública da República Federativa do Brasil.

Especificamente sobre as mensagens criminosamente obtidas atribuídas ao ex-juiz Sergio Fernando Moro e Procuradores da República integrantes da Força-Tarefa da Lava-Jato, entendemos que seu conteúdo até agora divulgado, ainda que seja autêntico e não tenha sido editado, não ofende o princípio da imparcialidade que rege a conduta de um magistrado. Todas as mensagens, ainda que recortadas para ampliar o sensacionalismo, revelam a preocupação do magistrado com os procedimentos, sem qualquer relação, por menor que seja, com o mérito de cada denúncia. Revelam ainda o diálogo interinstitucional republicano rotineiro em todos os fóruns do país, em relação ao qual magistrados, membros do Ministério Público, das Forças Policiais e membros da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB estabelecem comunicação, muitas vezes verbal, mas também por aplicativos, de forma a resolver dúvidas, esclarecer procedimentos e impedir procrastinação e nulidades. O magistrado, como centro decisório, desse complexo sistema, não se encontra impedido de dialogar com os demais atores envolvidos sobre questões não relacionadas ao mérito da ação.

Acreditamos que, enquanto juiz, Sérgio Fernando Moro jamais se desviou dos deveres exigidos de um magistrado sério, alinhado com os princípios éticos, comprometido com a busca da verdade e aplicação da Justiça, com o império da lei, com imparcialidade, atuando no maior caso de corrupção conhecido no mundo, com imensa dedicação, sacrifício e se sujeitando a riscos pessoais e familiares de toda ordem.

No cumprimento de seus deveres, sempre com imparcialidade, julgou, condenou e também absolveu centenas de pessoas. Todas as suas decisões, sempre pautadas pela análise rigorosa da provas constantes nos autos, foram escrutinadas em várias instâncias recursais, através de centenas de recursos do próprio Ministério Público e dos advogados de defesa. Não admitimos que a excelência desse hercúleo trabalho, verdadeiro ponto de inflexão no combate à corrupção e crimes cometidos por poderosos, seja aviltada por mensagens inócuas e criminosamente obtidas.

Por todos esses motivos, os juízes federais abaixo nominados assinam a presente Moção de Apoio e se colocam contrariamente a qualquer tentativa de se tisnar de mácula ética a conduta do ex-juiz federal Sérgio Fernando Moro, assim como retirá-lo dos quadros associativos da AJUFE (art. 11 do Estatuto).

DEU NO TWITTER

DEU NO JORNAL

CORRUPTO PRIORITÁRIO

Além de incontáveis acusações de corrupção e crimes afins, como lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, o ex-presidente e presidiário Lula impressiona pela incrível capacidade de “furar a fila” das cortes de Justiça no País. Ele sempre consegue prioridade de julgamento de suas manobras sobre os 2.206 processos de natureza penal que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF), por exemplo.

O caso Lula ilustra a ironia de George Orwell, no livro Revolução dos Bichos: “Todos são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros.”

Até agora, estimam-se cerca de 120 manobras de várias espécies para tentar anular a sentença que condenou Lula por corrupção e lavagem.

Quando apresenta qualquer recurso, a defesa do petista sempre consegue pautar o julgamento sem demora, em qualquer instância.

No julgamento desta terça (25), Lula entrou e saiu de pauta em poucas horas e ainda teve ministro manobrando para tentar soltar o presidiário.

* * *

Coisas mesmo de republiqueta banânica.

Num país onde o órgão supremo do poder judiciário é composta pelo time (arg!!!) que conhecemos, não poderia ser diferente.