VALERIA BOSSI – BELO HORIZONTE-MG

Caro Berto,

Aqui Valéria , médica de BH.

Continuo firme acompanhando a coluna , apesar de muitas saudades do formato antigo, pela riqueza do conteúdo e pelo vício que adquiri.

Já te enviei alguns comentários mas não sei porque eles continuam desaparecendo no buraco negro, por isto estou tentando te acessar via e-mail.

Fiquei muito feliz em saber que vai haver um novo formato resgatando para nossa alegria as colunas, este tesouro que só você consegue reunir e disponibilizar em sua imensa generosidade.

Um abração,

R. Minha cara, as mudanças que inventei de fazer tinham o objetivo de facilitar a vida deste Editor, deixando mais tempo pra que eu pudesse cuidar dos meus projetos literários.

Mas os desmantelos e as reclamações foram tantas que agora é que tô enrolado mesmo!!!

Meu tempo todo está sendo gasto pra cuidar deste blog escroto.

Ainda bem que conto com a ajuda de Aline, minha esposa, que é quem está gerenciando a parte técnica, pois eu mesmo não teria a menor condição de entender desse misterioso mundo internético.

Só sei mesmo é meter os dedos no teclado e produzir besteiras e inutilidades o tempo todo.

Quanto à colocação de comentários nas postagens, o sistema está funcionando normalmente. Os nossos leitores passam o dia todo baixando o cacete nas matérias que são publicadas.

Mesmo assim, vou encaminhar sua reclamação pro departamento certo e tentar resolver o problema.

Brigadão pela força, um beijão e muito sucesso, minha estimada doutora!

3 comentários em “VALERIA BOSSI – BELO HORIZONTE-MG

  1. ESTIMADA DR.ª VALERIA BOSSI:

    Pode ficar tranquila com o nosso Jornal da Besta Fubana, obra-prima idealizada pelo nosso editodos Luiz Berto, um dos sujeitos mais sensatos que conheci na vida!

    Assim que ele concluir o novo romance que está escrevendo, que, como observou com catilogência nosso genial poeta da Nação Nordestina, Jessier Quirino, já estava em tempo de escrevê-lo, ele voltará com a mesma tesão de como o iniciou em 2007 para servir à banda decente, honesta, trabalhadeira e sensata dessa grande nação chamada Brasil!

    Também senti a queda, o baque, a ausência do genial Jornal da Besta Fubana, onde a liberdade tinha o nome de democracia, mas me convenci da ideia do editor. O romance é uma filho amado projetado para o futuro!

    Saudações fraternas

  2. Caro Cícero, também estou torcendo por nosso editor.
    Mas você sabe como reagem os viciados na ausência da substância : croramingam querendo uma gotinha.
    Mas o novo formato está uma beleza e o livro em breve vingará.
    Saudações de Minas Gerais

Deixe uma resposta