VAGABUNDOS VERMÊIOS

Meus conterrâneos, apenas aqueles que são vagabundos e babacas político-ideológicos, atanazaram a vida dos cidadãos de bem e dos trabalhadores na última sexta-feira, 14.

A canalha lulo-zisquerdóide marcou a “greve” exatamente para a véspera do final de semana, pra ficar mais tempo sem produzir nada e coçando o saco.

Na verdade, já não produzem porra alguma, além de merda fedorenta e disparates surrealisticamente criminosos.

Mas o ato destes bandidos safados serviu pra alguma coisa.

Serviu pra mostrar o revolta das pessoas do povo, pessoas honestas e trabalhadoras, que repudiaram a zona instalada pelos vermêios no centro da cidade com gritos de “Vagabundos”.

Vagabundos, canalhas, felas-de-puta, bandidos, marginais.

* * *

 

3 pensou em “VAGABUNDOS VERMÊIOS

  1. Papa Berto, primeiro e único.

    O mais engraçado que aqui, em Campo Grande, capital do Glorioso Mato Grosso do Sul não teve essa “greve geral” convocada pelos Tontons-maCUT. Sabe por que? No dia 13, na quinta feira, foi feriado municipal – dia do padroeiro da cidade, Santo Antônio, e no dia 14 foi emenda de feriado, com ponto facultativo nas repartições públicas. Apenas os motoristas de ônibus fizeram a greve, das cinco da manhã até as sete, ou seja, fora do horário de pico. Depois disso voltaram a trabalhar. Ora, Papa Berto, eu acho que você pega muito no pé dessa canalha vermeio-istrelada. afinal, fazer greve numa emenda de feriado é algo que ninguém resiste, afinal, ninguém é de ferro. E essa “nao-greve” aqui em Campo Grande só serviu para provar que, o que esse povo que nunca trabalhou queria mesmo, era só espichar o fim de semana fazendo aquilo que eles mais sabem fazer: NADA.

Deixe uma resposta