“A VENEZUELA QUE CHAVEZ SONHOU”

Um ovo custa a mesma coisa que 93,3 milhões de litros de gasolina e com um dólar é possível comprar o conteúdo de 14.600 caminhões-tanque: na outrora potência petroleira Venezuela, a hiperinflação e o congelamento dos preços fazem o combustível sair praticamente de graça.

O paradoxo é que, com a gasolina mais barata do mundo, os venezuelanos enfrentam ciclos de escassez, o último deles iniciado na semana passada, com filas que chegavam a vários dias de espera para encher o tanque em diversas regiões.

“Aqui a gasolina é grátis”, resumiu à AFP o economista Jesús Casique. Um ovo no supermercado custa 933 bolívares, mas no posto, um litro de gasolina custa 0,00001 bolívares.

Para encher um tanque de 50 litros custa 0,0005, montante impossível de pagar de forma exata: de menor nota é a de dois bolívares, após uma reconversão monetária lançada pelo presidente Nicolás Maduro em agosto passado.

À época, foram cortados cinco zeros do bolívar, mas as novas notas foram pulverizadas por uma hiperinflação que o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta em 10.000.000% para este ano. As moedas já não existem mais.

* * *

O fela-da-puta que é responsável por esta situação horrivelmente surrealista, Hugo Chavez, está no Reino de Satanás em formato de pássaro: um urubu horripilante.

Enquanto isto, aqui no Brasil, Lula está trancafiado numa cela da PF em Curitiba.

O fecho desta postagem é uma frase que também é o fecho do vídeo abaixo:

“Maduro presidente, é a Venezuela que Chavez sonhou”

Deixe uma resposta