SONETO DO PAU DECIFRADO – Bocage

É pau, e rei dos paus, não marmeleiro,
Bem que duas gamboas lhe lobrigo;
Dá leite, sem ser arvore de figo,
Da glande o fructo tem, sem ser sobreiro:

Verga, e não quebra, como zambujeiro;
Oco, qual sabugueiro tem o umbigo;
Brando às vezes, qual vime, está comsigo;
Outras vezes mais rijo que um pinheiro:

À roda da raiz produz carqueja:
Todo o resto do tronco é calvo e nu;
Nem cedro, nem pau-sancto mais negreja!

Para carvalho ser falta-lhe um U; [carualho]
Adivinhem agora que pau seja,
E quem adivinhar metta-o no cu.

1 comentário em “SONETO DO PAU DECIFRADO – Bocage

  1. Pedro para!. Para Pedro! , tem crianças lendo , religiosos, pessoas pudicas, senhoras. Este é um jornal altamente religioso , lido pelo papa , cardeais,bispos, arcebispos ,monges anjos e arcanjos. A santidade aqui reina!, pergunte a Luizberto.

Deixe uma resposta