SÓ FALSIDADES

Empresários com interesse em comprar medidas provisórias, durante o governo Lula, já chegavam às reuniões para tratar do assunto levando o texto a ser assinado pelo presidente da República e o então ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Esta é uma das revelações mais contundentes de Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda do governo Lula, ao relatar como empresários com dívidas bilionárias em impostos compraram a MP 470, autorizando o parcelamento desses débitos.

Odebrecht pagou R$ 50 milhões pela MP 470 e totalizou R$ 14 milhões o suborno pago por Benjamin Steinbruch, da CSN, diz o ex-ministro.

O magnata do setor de distribuição de combustíveis Rubens Ometto também participou da compra da MP 470, segundo acusa Palocci.

“Eles trabalhavam intensamente até na redação (das MPs)”, afirmou Palocci, durante seu depoimento em acordo de delação premiada.

“Muitas vezes, empresas como a Odebrecht levavam a redação da MP pronta”, reforçou o ex-ministro durante depoimento a procuradores.

* * *

Isto é muita sacanagem destes empresários.

Eles se aproveitavam do fato de que o pobre e inocente Lula não sabia ler, e já levavam as medidas provisórias prontinhas pra ele assinar, com o dedo polegar lambuzado em tinta de carimbo.

Uma maldade muito grande

Esta bomba palocciana será desativada pelo fubânico Ceguinho Teimoso.

Ceguinho, um lulo-petista que enxerga muito bem tudo que acontece neste Brasil, é especialista em desmentir estas sacanagens contra o melhor e mais honesto presidente que o Brasil já teve desde o seu descobrimento.

Se o Globo, a Folha, o Estadão e a Veja não estão publicando ABSOLUTAMENTE NADA sobre as delações de Palocci, é porque elas são mentirosas.

6 pensou em “SÓ FALSIDADES

  1. Tudo o que Palocci falou bate com agendas, a MP 470 realmente existiu, o Marcelo Odebrecht confirmou.

    Palocci poderia ter ficado quieto, ficou 2 anos preso; seria solto pelo STF amigo, como o Bendine, que seguiu a regra da Omertà.

    Mexeu com gente poderosa, Globo, Bancos, imprensa construtora. Ao falar a verdade não se eximiu dos pecados, porém se libertou do peso de ver as coisas erradas prosperarem. Colocou um alvo nas costas, porque a máfia não perdoa aqueles que rompem a lei do silêncio.

    Palocci teve muita coragem para romper a regra e, como o Roberto Jefferson e Eduardo Cunha tem o seu lugar no panteão dos bandidos arrependidos ou não, que mais fizeram bem para o Brasil.

  2. Um presidente que vende leis que prejudicaram a população inteira deveria pegar uma prisão perpétua. Como dizia a Rainha de Copas: Condeno a vinte anos de cadeira elétrica.

  3. Tudo mentira, isso é uma articulação secreta entre o Moro e o Delagnol. Palloci vai ser inocentado daqui a poucos anos é a promessa para ele mentir descaradamente a fim de incriminar o estadista e futuro premio Nobel Lula. Logo logo a nossa paladina da democracia Dra. Gleisi Hoffman irá provar que tudo não passa de uma bandalheira. Lulalivre!

  4. Palocci é uma paródia viva e ambulante do Tio Américo, o barbeiro personagem de um caso contado pelo Marcos Mairton outro dia mesmo aqui no Jornal da Besta Fubana, que contava as mentiras verdadeiras, que o próprio contador das mentiras sabia que todo o mundo sabia que eram mentiras e sabia que todos achavam graça fingindo acreditar que não sabiam que as mentiras eram mentiras e não verdades, sendo que Tio Américo fingia que não sabia que as pessoas fingiam que acreditavam – e todos se divertiam pra valer.
    Palocci é o mentiroso que conta mentiras sabendo que são mentiras para as pessoas que sabem que são mentiras mas que mesmo assim, inclusive tu, acreditam que as mentiras são verdades.

  5. Não falando do principal, mas do acessório.

    Qualquer um que já teve contato com o Legislativo federal, estadual ou municipal sabe que os grupos interessados levam os projetos de lei prontos. Eu fiz parte da associação de classe quando era empresário e nosso sindicato patronal fazia isso.

    O motivo é simples: a grande maioria das Excelências não é alfabetizada o bastante para saber redigir um projeto de lei.

  6. Complementando o que Marcelo disse:
    “A grande maioria das Excelências não é alfabetizada o bastante para saber redigir um projeto de lei”.
    Eu digo: E é ladrão até o caroço do olho, tal qual Lula, para assinar qualquer merda, desde que lhe renda vultosas propinas.

Deixe uma resposta