RECORDE DE BILHETERIA

O ex-ministro Antônio Palocci disse, em delação premiada da Operação Lava Jato, que determinou que o Grupo Schahin usasse dinheiro de propina para patrocinar um filme sobre o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, co-produzido por uma empresa da qual o jornalista Roberto D’Avila era sócio.

O jornalista da GloboNews nega ter feito pedido a Palocci e diz que, em 2008, não sabia que dinheiro era fruto de propina.

* * *

Em se tratando de Lula e de um filme sobre Lula, é natural que Roberto D’Avila diga que “não sabia” que o dinheiro era propinado.

O “não sei de nada” faz parte do contexto.

Declaração coerente com a figura-tema do filme.

Filme que foi sucesso planetário de bilheteria e que ficou anos e anos em cartaz.

Foi sala cheia no Brasil inteiro!!!

Tão lembrados? 

Chegou até a ganhar o Oscar de Melhor Trambicagem Istranjeira.

1 comentário em “RECORDE DE BILHETERIA

  1. O filho do barril é ótima. Filmes campeões de bilheteria. O do lula e o do Edir Macedo. O cinema nacional sempre foi muito criticado, mas agora tem motivos.

Deixe uma resposta