PRESO EM UM BRASIL SURREAL

Como todos sabem, eu sou uma figura estranha, um tipo de Rasputin moderno que, por poderes mágicos, extra-sensoriais, fui capaz de perceber, há anos (e denunciar isso constantemente em minhas conversas, colunas e debates), que Lula é inocente das acusações de corrupção que o levaram a processos judiciais e a condenações.

Juntei uns pontinhos para isso: Lula nunca foi, em suas atividades profissionais e sindicais, bem como políticas, como presidente do Partido dos Trabalhadores e como deputado federal, envolvido em atividades ilícitas.

Lembro, também, que as acusações contra Lula surgiram como a cereja no bolo das delações premiadas.

Percebi, logo, que uma série de circunstâncias as favoreceram, sendo uma delas, talvez, algum deslize ético de sua parte, de fazer pouco caso de favorecimentos a sua pessoa que se articulavam a sua volta – políticos importantes em geral são alvo desse tipo de puxa-saquismo.

Tais circunstâncias se juntavam ao interesse do mesmo tipo que levou ao “impeachment” de Dilma Roussef (lembram do “conjunto da obra” que serviu a sua destituição, não é mesmo?) e vinham a calhar para afastar o empecilho de que falou Drummond, a pedra no meio do caminho.

Por fim, li tudo o que pude a respeito do seu julgamento, desde as suspeitas, delações, de investigações, “powers points”, às denúncias, testemunhos, depoimentos; e me pude surpreender com a carga extensa que foi preciso armar: não bastavam o apartamento e o sítio, era preciso pensar em apropriação de bens do Planalto; e arranjar um depósito irregular de parte desses bens valiosos em banco, pago por alguém como forma de propina; e um terreno; e um outro apartamento; e quem sabe atravessar uma obstrução à justiça e o que mais possível fosse.

Por mais que se procurasse, porém, faltava sempre alguma coisa, como, por exemplo, a posse por Lula de uma soma de dinheiro de pelo menos uma centena de milhões de reais que compensasse sua corrupção, já que os que deveriam ser seus subordinados na prática dos crimes, os criminosos confessos, entraram na posse de propinas de centenas de milhões de reais, tanto que foram capazes de devolver essa grana e, é claro, devem ter reservado algum por aí, para quando saírem da cana beneficiados por sua própria indignidade.

Mas, mais do que o dinheiro, sempre faltaram nos processos as chamadas provas robustas, concretas, objetivas, de modo que os julgadores tiveram de se curvar a isso para sentenciar com base no livre convencimento do juiz em torno de circunstâncias indeterminadas, ou algo que o valha.

Assim como a fortuna fabulosa de Lula, as provas nunca surgiram; nem mesmo qualquer delator foi capaz de afirmar que lhe pagou propina por ato conhecido de corrupção, apenas se alegou que o dinheiro disso ou daquilo saiu de uma conta de propina do PT. Pronto, tudo resolvido, raciocínio fechado!

Pois, a certeza, vinda de meus dons mediúnicos, de que Lula é inocente e de que seu sentenciamento à prisão decorreu de um esforço de retirá-lo da jogada, esforço vindo de sentimentos, intenções e ações de cunho parcial e partidário, materializou-se de fatos mais além da aceitação de um ministério pelo juiz que sentenciou um caso e conduziu o outro às portas da sentença: o ministério é do governo declaradamente de direita, que promete eliminar a esquerda, e o juiz que afastou Lula da disputa presidencial abandonou a magistratura promissora para ser politico dentro desse governo de direita e com vistas a mair tarde assumir uma cadeira no Supremo Tribunal Federal.

Os fatos “mais além” vou me dispensar de referi-los: o juiz conduziu a condenação de Lula, é o que eles atestam.

Vendo, olhando, enxergando com olhos de águia lá ao longe o meu Brasil distante, nada posso fazer quanto a isso, nem mesmo uma crônica forte, uma trova, uma canção ou um poema que preste.

BRASIL SURREAL

Estou em Paris, com a vida normal,
comendo o pão que o padeiro amassou,
mas quando me sento pra ler o jornal
vejo com surpresa que o Brasil pirou.
Aqui o calor está tropical,
mas no meu País dizem que até nevou,
e os políticos do Congresso Nacional
ainda não sabem que o barco virou.
A bolsa subiu, o dólar baixou,
se pode lucrar plantando laranjal;
e tem o acordo que a gente fechou
sem saber como é que será no final.
A mais nova moda é um carnaval
de povo enchendo manifestação,
até se tornou uma coisa banal
criança fazendo arminha com a mão.
A mim me parece que a coisa vai mal
e ainda pior com a Interceptação:
– Olhando daqui parece surreal
o Lula ainda estar na prisão!

76 pensou em “PRESO EM UM BRASIL SURREAL

  1. Boa tarde Goiano.

    Respeito suas ideias e posições, mas não concordo com elas. Lula foi condenado sim porque as provas são robustas e afastam a chamada “Dúvida essencial”. E isso em três instâncias do judiciário. Apesar do nosso direito ter base no Direito Romano, sua essência tem base na tradição judaico-cristã, e por aquela tradição, há três tipos de provas aceitas no direito: a prova material, a prova pericial e a prova testemunha. Esta última é a mais frágil de todas, e de acordo com nosso direito, e isso Cesare Beccaria diz com propriedade, alguém só pode ser condenado com a conjunção de, pelo menos duas, das três provas. Lembrando que a prova testemunhal é a mais frágil de todas.
    Segundo, e mais agudo nas provas testemunhais, baseada na Colaboração Premiada, como diz a lei, e não delação, como os bocas de burro da imprensa falam: uma colaboração premiada, após sua homologação só tem efeito se for acompanhada de provas materiais e periciais que corroborem o testemunho. E diz essa mesma lei… em se constatando a inveracidade do testemunho prestado na colaboração, quem fez a colaboração terá sua pena aumentada de um sexto a um terço. Trocando em miúdo. Se alguém pegou cana de 20 anos ele iria colaborar contando uma mentira para ter a sua pena aumentada, ou diria a verdade, para tê-la diminuída? A menos que seja alguém masoquista, a primeira premissa não se sustenta, concorda comigo?
    Terceiro, e mais delicado ainda: se Lula fosse inocente, porque o TRF -$ e o STJ não somente validaram a robustez das provas e confirmaram a condenação? divergindo apenas na dosimetria da mesma? Estranho não? Para alguém inocente, com provas frágeis ter a sentença de culpado ratificado por duas instâncias superiores ao juízo ordinário?

    Vamos pensar assim?

    • Goiano…. uma beleza o q vc escreveu sobre suas duvidas e certezas.
      Fique com o fato. Lulla ta preso babaca…, no Brasil, pelas leis brasileiras e por juizes brasileiros de tres instancias do poder judiciario brasileiro…
      Rsrsrs…..

    • Caro Roque Nunes, bom dia.
      Se formos tratar do assunto dos sentenciamentos do Lula sob os pontos de vista estritamente formais, poderemos ter um processo aparentemente regular, mas, para começo de conversa, as circunstâncias políticas, históricas e sociais de julgamento de uma personalidade pública e os interesses envolvidos já lançam alguma dúvida sobre as disposições também envolvidas e abrem um leque de possibilidades a influírem no respectivo julgamento, as quais tanto não podem ser desprezadas que os diálogos do juiz Sérgio Moro com o procurador Dallagnol indicam claramente a disposição, possivelmente não propriamente desonesta, de criar-se um sistema informal de combate à corrupção, que por si só terminou (isso parece claro) por contaminar os processos judiciais, desde as origens mais remotas.
      É claro que, como advogado, entendo teus argumentos, mas minha visão de todo o processo considera isso que acabo de dizer e que em outras palavras se traduz em falhas determinadas pelo interesse de justiçamento, mascarado por uma regularidade formal, regularidade esta recebida e acolhida sem maiores aprofundamentos pelas instâncias superiores.
      Seja como for, temos, além de tudo, algumas críticas a certas conclusões.
      1.a) A “prova testemunhal, baseada na colaboração premiada” impõe uma contradição: (como declarou o senador Jaques Wagner) é que colaboração premiada se aproxima mais de delação do que de testemunho, esta sim tida como meio de prova. O legislador, ciente das deficiências da legislação que criou a colaboração premiada, fez questão de indicar que ela não é meio de prova, o que a torna insubsistente na pretendida soma de duas provas para firmar convencimento probatório.
      1.b) No caso concreto, sequer como delação premiada as declarações de Léo Pinheiro se sustentam, dadas as circunstâncias reveladas de que quem antes eximia Lula de participação em irregularidades teria mudado utilitariamente sua versão dos fatos.
      1.c) Quem não arrisca não petisca. A lei ameaça o “colaborador” de penalidade pela infidelidade justamente para tentar evitar a ocorrência da possibilidade que a própria lei abre: a de a “colaboração” visar à obtenção de vantagem mediante o uso de falsidades, mentiras, dirtorções. Essa ameaça da lei será sempre uma Espada de Dêmocles sobre o (vamos combinar) “delator”, salvo se ele possuir ou puder indicar as “provas materiais” (tomem-se as aspas aqui como sublinhamento, que não aprecem na edição de comentários do blogue). Assim, em geral a colaboração premiada será um mergulho no escuro, salvo se o delator detiver ou indicar onde se encontram as provas materiais. No caso do Lula elas não aparecerem.
      2) Teu raciocínio quanto a alguém condenado a vinte anos só poder estar contando a verdade termina em si mesmo, pois se apega à crença de que o “colaborador” jamais mentiria, ou distorceria os fatos.
      3) De certa forma indo à parte final de teu comentário mas já voltando ao inicial da nossa conversa, dizer que os tribunais das instâncias superiores “validaram a robustez das provas” já revela a premissa de que as provas eram robustas, quando temos visto que elas não eram.
      4) E, o pior, o mais surpreendente e escandaloso: mesmo que as provas fossem aparentemente robustas, a contaminação revelada pelas disposições de um esquema anti-corrupção, nos termos revelados, antes apenas suspeitados, determinaria a anulação dos processos conduzidos pelo juiz, qualquer que fosse o réu. No caso concreto o réu é Lula, o que faz com que certas circunstâncias, como a assunção do juiz a cargo do executivo interessado, tornem a suspeição concreta.
      5) Vamos pensar assado.

  2. Me desculpe goiano mas so li o primeiro parágrafo e já deu pra perceber o tamanho da cagada de pombo que viria….vindo estou pra conversar com pombos…

    • Dessa vez não consegui passar do primeiro também.
      E olhe que sou fã da retórica do Goiano.
      Leio pelo exercício prazeroso da boa leitura.
      Mas, dessa vez…

      • Jesus de Ritinha Miúdo, o simples fato de dizeres que costumas ler meus textos pelo exercício prazeroso da boa leitura e que és fã, um artista do teu calibre, da minha retórica, já me deixa com o dia, a semana e o mês ganhos. Obrigado!

  3. A história do Lula na verdade é bíblica! Lembra o salmo 91: “… mil cairão ao teu lado e dez mil a tua direita, tu não serás atingido”! O que já caiu de neguinho à direita e à esquerda dele não é brincadeira! Só esqueceram de combinar com o Palocci, por exemplo, e deu no que deu! Ah já sei: o Palocci é um traíra mentiroso que se vendeu aos interesses dos poderosos e está mentindo pra caralho pra livrar a própria cara! Pára com isso! Tu é um cara inteligente, homem!

    • Não, sergio rieffel, se para ser inteligente devo acreditar em um delator sem provas, assumo minha burrice.
      Palocci, corrupto confesso, precisa sair dessa a tempo de aproveitar algo que certamente está sobrando de suas ações corruptas.
      Ao que tudo indica, ele é a figura principal e joga para cima do Lula e possivelmente do Mantega para tirar o seu dele da reta.

    • Disseste-o bem, Valéria, voici, vivemos em uma realidade paralela, de modo que existe a realidade paralela ao nosso paralelo, que é a tua.

  4. Com certeza está DANDO muito em Paris a`La Jean Wyllis.Quem enfie um tarugo GGG no seu fiofó.Paris é conhecido por ser ambiente ideal para isso…

  5. Mãe Dináh dos trópicos,use poderes mágicos, extra-sensoriais, nos fale do Palocci que além apontar Lula como o grande articulador do esquema de corrupção no BNDES, disse na sessão secreta da CPI que as gestões do PT distribuíram para as empresas amigas nada menos que R$ 500 bilhões .
    Junte os pontinhos ,disse :R$ 500 bilhões…

    • Ele poderia ter dito um trilhão, mas aí avisaram para ele que estava parecendo muito, mostraram uma carteira de estudante e ele deixou pela metade.

  6. Como diz o velho ditado usado em Minas : De onde nada se espera é dai que nada sai. O raspado putinho é um esmero quando se trata de inverter a lei. Bom ele estudou muito para isto ou continua estudando muito como safar o maior canalha corrupto ladrão e criminoso da história do Brasil. Aliás já está na história como o maior ladrão de todos os tempos. Mas nós que aguardávamos
    sua calúnia , ficamos felizes por saber quer ele está bem , bem pior do que antes e escrevendo em seu notaburro num famoso bistrô francês , em estado de coma mais, empanturrando-se do bom e do melhor a custa de uma bela aposentadoria por serviço prestado ao país (resta saber qual) e ao conglomerado midiático Besta fubana que arca com suas passagens ( pela…) , estadia no George V, e visitas a Torre Eiffel . E com toda esta mordomia ainda vocifera contra a justiça e o progresso do país. Sujeitinho ingrato , grato somente a lula a quem orgulhosamente baba-lhe os ovos.

      • Ainda bem que notaste que o desespero bate em ti .Pensei que tinhas perdido a noção de tua própria situação. Continue Preso a Um Barril Surreal , tanto alcool pode anestesiar teu cérebro já carcomido pelo vírus da síndrome de corrupção adquirida.Aids você se continuar nesta balada.

  7. Em meio a um mar de corrupção implantado e mantido pelo partido e seus aliados, receber milhões em “mimos” em forma de reforma de apartamentos e sítios foi apenas um deslize ético??!!!
    Essa foi demais!!!!

    • Pablo, para que haja crime, e não deslize ético, há alguns pressupostos ou dispositivos legais a serem examinados. Veja só, que surpresa, falta de ética é uma questão moral e crime é uma questão policial.
      Uma pessoa só pode ser condenada por corrupção se sua prática for confirmada, ou, em outras palavras, juridicamente provada.
      Para que se configure a corrupção é preciso que alguém tire partido de um ato corrupto, que, no caso do Lula, seria sua intervenção nos favorecimentos contratuais da empresa pública Petrobras. Ele teria de ter agido, concreta e objetivamente, no ato criminoso.
      Como você deve ter acompanhado o assunto atentamente, há de ter como indicar-me onde, em que local do processo, ficou provado que Lula praticou ato determinado e específico no favorecimento ilícito a alguém em contratos da Petrobras (não vale dizer que foi ele quem nomeou os diretores, porque aí a gente vai cair na absurdidade argumentativa simplista).

      • PABLO, CABE UM “EM TEMPO”: Lula pode ser o maior ladrão safado da História Universal, mas para que seja condenado, ele ou qualquer outro, é preciso que o processo seja não apenas formalmente adequado, mas que o juízo seja imparcial. Caso contrário, anula-se o processo, abre-se outro. Nem se fala da avaliação das provas, porque nisso os protestos e recursos passaram batido.

    • Enquanto mijas em cada canto onde paras, Joaquimfrancisco, amplias a quantidade de comentários que recebo, o que me garante a manutenção dos meus recebimentos vindos do caixa amplo e abarrotado do Jornal da Besta Fubana.

  8. São 05:40 . daqui a 15 minutos o sol nasce sobre Paris , e o Goiano começa o dia respondendo aos elogios em sua coluna. Bom dia ! sábio e valoroso lulático. Antes de dormir farei minha ultima pergunta a vossa excelência : Como podes ,apesar do povo acompanhar , da imensa maioria dos juristas afirmarem , de vermos as comprovações das provas,etc.,etc., defenderes com unhas e dentes, um ser tão abjeto como o ladrão de Caetés. Como a esta altura todos já foram dormir , podes sem susto dizer a verdade. Quanto ?????.

    • Joaquimfrancisco, realmente, com teu comentário que enriquece meu ranking, nasceu o Sol exatamente às 5 horas e 55 minutos deste 5 de julho, o que nos trás a coincidência de 5555 que podes jogar no bicho se já tiver sido liberado. O 5 é o cachorro e o grupo 55 é do gato. Quanto à imensa maioria de juristas, só poderei manifestar-me quando apresentares os dados do IBGE. E “o povo acompanhar” nos leva a uma dúvida retroz: – Qual “o povo”? O teu ou o meu? Lembras-te, por um acasinho pequenininho, que Haddad teve uns quarenta milhões de votos, o que não é pouca porcaria? E tu, quanto levas para defender o cara que lamentou que o Brasil não tenha pena de morte e que já declarou que se pudesse fecharia o congresso etc? És louco de defender um cara com uma cabeça atrasada assim ou ganhas muito para isso? Lembre-se sempre que o pau que dá em Lulistas dá em Bolsonaristas.

  9. Grande Goiano!
    Não viaja na maionese que alguns movimentos do fluxo cambial aliado a declarações do neto de Roberto Campos reduzindo a projeção do PIB mais que o mercado e dizendo que o país ficará com a economia estagnada fez o dólar subir com fundamentos e a bolsa sem a grana estrangeira cairá por falta de quem compre a bagaça ainda mais num ambiente de estagnação econômica ratificado pelo próprio governo.*
    Sincericídio!
    Pelo menos são sinceros…
    Mais cabe ao governo ser otimista para não ser levado a sério do que ser pessimista e ser levado muito a sério. Que é o que está acontecendo no momento.
    Julho desenhará a veracidade dessas observações cambiais!
    Teu poema é só um poema, infelizmente o cenário prospectivo dólar/bolsa não é muito otimista, no momento.
    ***
    O cara estava batendo na mulher e foi parar na delegacia.
    Podre de bêbado ainda assim foi interrogado.
    – Por que o senhor batia na sua mulher?
    – Porquê? Não sei, mas ela sabe porque está apanhando!
    (Espero não ter derrapado na regra dos “porquês” – Ô idioma…)
    Que a condenação de Lulinha foi para ele não concorrer a eleição isso já tinha ficado claro não só para doutos e eruditos, como é seu caso, mas também para os beócios pitaqueiros que não estão paranoicos de todo.
    Mas, se o Moro bateu por um motivo Lulinha sabe o verdadeiro motivo porque está apanhando!
    Aliás, todo culpado sabe que a conta chega e é melhor pagar.
    Leia-se Dostoievski.
    “Eu mereço”. Esta é a única frase honesta que um adulto pode dizer quando está sob flagelação.
    “Agora vamos ver o que pode melhorar”. A sequência mais prudente.
    Humildade é tudo nesses casos.
    Deus nos livre de destinos tão perversos.
    E bem dizia Jesus que numa festa para qual formos convidados devemos sentar no último lugar, festejar e vazar anônimos. Este negócio de primeiros lugares é uma faca de dois legumes.
    ***
    * A ausência de pontuação justifico com o neologismo “saramagozar” que quer dizer escrever como José Saramago. Saramagozei muito neste texto!

    • Ô Saniasin, eu esperava que alguém comentasse o meu poema, não para falar do mérito, mas para propor o seu emolduramento pela beleza estética e pela profundidade das ideias que conduz!
      Vá lá.
      A piada essa é um tiro no saco das feministas! Queres comprar briga com as mulheres? Eu não!
      Sim, tens razão, Moro bateu por um motivo, Lula sabe por que está apanhando.
      Explica, mas não justifica.

        • Faz mal não, Saniasin. Ainda está valendo a decisão dos comunopetistas de que não tem mais erro de Português, tudo vale, até que o Bolsonaro revogue e o Woientraumbem execute.

  10. Apenas mais um para passar a régua.Não queres encrenca com as feministas ou é porque não queres ver o que o árabe tem por baixo do dishdasha. Esta piadinha mesquinha já foi usada contra os muçulmanos ,mas o fato é que a mulher que apanha sabe que casou com uma besta, um asno , seja de que crença ou nacionalidade for.

    • Meu pai dizia (ele era muito sacana) que em mulher não se bate nem com um cabo de vassoura.
      É claro que ele estava apenas usando a possibilidade que então existia, de ser politicamente incorreto.
      Meu pai, um respeitador incondicional das mulheres e dos direitos das mulheres, também nos ensinou assim, de modo que mesmo quando fomos levados ao extremo da ira – o que as mulheres sabem provocar muito bem nos homens – jamais as agredimos, meus irmãos e eu.

        • Falar de meu pai é sempre uma emoção elevada, por sua correção, como pai, marido, advogado, cidadão, e inteligência arguta: Anderson de Araújo Horta, além de tudo bom poeta.
          Obrigado pelos aplausos, Joaquimfrancisco, ele merece muito.
          Vou dedicar a ti um belo poema dele:

          DEUS

          (Anderson de Araújo Horta)

          Meu filho, então não sabes quem é Deus?!
          Não conheces o Verbo Poderoso
          Que, ao lado do oceano tenebroso,
          Faz bonança e faz luz aos olhos teus?!

          (Mesmo que surjam pálidos ateus
          Achincalhando o Teu Perfil Glorioso,
          Eu Te verei, ó Deus, ó Deus bondoso,
          na luz do sol, no mar, nos olhos meus!)

          Não vês que o Sangue do Seu Filho Amado
          É como seiva vigorosa e forte
          Que reverdece o tronco desgraçado?

          Eu vejo Deus no berço, Deus na Morte,
          Atravessando o Cosmos, lado a lado,
          Com resplendor de majestoso porte!

  11. então me responde como os filhos estão milionarios ,trabalhando honestamente é que não foi . e mais,sindicato no brasil é um grande negocio e o lula nunca trabalhou só ferrou o brasil.

    • Joaquimfrancisco, me impressiona a facilidade que tens em repetir o que lê, sem fazer a menor pesquisa, análise ou verificação crítica. Tanto quanto se sabe, a vida de Lula e de seus filhos, e de sua ex-mulher, foi devassada e não foi possível encontrar incongruências na variação patrimonial, nem lavagem de dinheiro, nem ilicitudes na origem dos recursos (salvo, é claro, quanto a origem delituosa, as condenações de Lula na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, nas quais, também, não foi possível apontar a existência de fortuna de Lula nem a existência de laranjas para recebê-la e ocultá-la – nessas ações, Lula aparece com, relativamente, uma merreca em relação aos contratos bilionários e ao que receberam os criminosos confessos, que só de devolução foram centenas de milhões, de modo que devem ter outras centenas malocados).
      Lula tem o que foi declarado no inventário referente ao falecimento de dona Mariza, cujas origens não foram contestadas – sete milhões de palestras, dois carros, um sítio, dois apartamentos, coisas assim, totalizando por volta de onze milhões de reais.
      Por favor, não insista na origem ilícita de dinheiro das palestras, para que não tenhamos de, mais uma vez, apresentar as setenta e tantas realizadas e apontar quem pagou por elas.
      Dos filhos de Lula, perícia realizada pela Polícia Federal apontou uma divergência de duzentos mil reais entre rendas e gastos de apenas um deles, de quem ninguém nunca levantou suspeitas, que é o caçula, o que, convenhamos, está longe de ser uma fortuna originária dos contratos bilionários.
      Para confirmar:
      A Polícia Federal concluiu a perícia financeira e patrimonial de Luís Cláudio Lula da Silva e Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, ambos filhos do ex-presidente Lula. O departamento técnico da PF analisou a compatibilidade entre as movimentações financeiras e os rendimentos de Fábio Luís e Luís Cláudio entre os anos de 2011 e 2014 e produziu um relatório, destinado ao delegado Márcio Anselmo, da força-tarefa da Operação Lava Jato, que em agosto havia solicitado a perícia. O resultado aponta que Luís Cláudio Lula da Silva teve variação patrimonial a descoberto, ou seja, seu patrimônio superou os recursos declarados à Receita Federal, entre os anos de 2011 e 2013 e no acumulado dos quatro anos analisados. Quanto a Fábio Luís, não se detectou o mesmo problema.
      A perícia destaca que, no ano de 2013, gastos de 300.000 reais em cartões de crédito foram superiores às fontes de receitas declaradas por Luís Cláudio à Receita. “A evolução patrimonial a descoberto (falta de recursos) atinge valores superiores a R$ 200 mil, quantia essa significativa frente à posição patrimonial do investigado”. Em 2014 os gastos a crédito também foram maiores que seus recursos.”
      Há outras fontes, fontes sérias, jornais e revistas estabelecidos mas muitos preferem acreditar em suas próprias convicções reforçadas por blogues e blogueiros irresponsáveis.
      Enfim, se acreditavas que a culpa de Lula está provada porque os filhos do Lula estão ricos porque Lula entregou a grana roubada para eles, vais ter de andar atrás de outra prova.

  12. BOLSONARO CUMPRE O QUE PROMETEU: TRANSPARÊNCIA!
    Moro pegou o jeito de vazar. Agora vazou para o Bolsonaro uma investigação que segue em segredo, segundo o jornaleco cujo link vai a seguir.
    O pior é que o troço secreto o Bolsonaro vazou para o assessor.
    Agora queremos transparência e que Bolsonaro acabe logo com esse negócio de segredo de justiça, investigação secreta e o baralho.
    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/rubens-valente/2019/07/moro-vazou-para-bolsonaro.shtml

Deixe uma resposta para Adônis Oliveira Cancelar resposta