PERNAMBUCO NO MAPA LADROATÍFERO NACIONAL

Um pequeno salão de beleza na cidade de Jupi (PE) entrou na mira do Tribunal de Contas da União pela sua aparente ‘incrível’ capacidade de fornecer programas de computador de última geração ao governo federal nos últimos anos.

Uma força-tarefa do TCU, montada para vasculhar contratos suspeitos na área de Tecnologia da Informação (TI), descobriu que o endereço do pequeno negócio, em Jupí, também era citado em contratos milionários do governo associados à empresa Linkcon Internacional.

Registrada no mesmo imóvel do salão, a Linkcon faturou, nos últimos quatro anos, cerca de R$ 73 milhões em contratos com os ministérios do Turismo, da Saúde, da Integração Nacional e da Defesa, além de repartições menores do governo.

A gastança com dinheiro público envolvendo contratos milionários com o salão de beleza iniciou na era Dilma Rousseff.

Investigando a papelada apresentada pela Linkcon para ganhar os contratos em Brasília, os técnicos do TCU encontraram um roteiro conhecido de irregularidades. Documentos falsificados, atestados de capacidade técnica adulterados e pagamentos sem qualquer comprovação de prestação de serviço foram constatados pelos investigadores.

A única comprovação que se tem é que milhões saíram dos cofres públicos para o pequeno salão de beleza.

* * *

Jupi era uma das cidades prediletas de Seu Luiz, meu saudoso pai.

Agrestino de Angelim e apaixonado pelo seu chão, ele falava com muito carinho desse recanto de mundo.

O fato é que fiquei feliz que só a porra de ver Pernambuco no noticiário ladroatífero nacional.

Meu coração bairrista ficou aos pulos!

E depois ficam dizendo que a herança petista foi péssima, que não serviu pra nada.

Tremenda injustiça cometida por esses fuxiqueiros.

Este herança serviu sim pra alguma coisa.

Serviu pra botar o Agreste de Pernambuco no noticiário corrruptífero nacional.

O salão de beleza de 73 milhões de reais de Jupi

Deixe uma resposta