PEIDANDO NO BERÇO DO CUMUNISMO

Procuradas dias atrás, a ex-presidente Dilma e Gleisi Hoffmann, presidente do PT, não deram sinal de vida.

É que estavam bem longe, em Moscou, enquanto circulavam informações não confirmadas de suposto conluio petista com os russos para roubar as mensagens do ex-juiz Sérgio Moro no Telegram.

Não contavam com a indiscrição do Partido Comunista russo, que divulgou foto de reunião com as duas.

Na foto do PC russo, Dilma e Gleisi exibem as melhores expressões de crentes comunistas dos anos 1960 em busca de “socorro socialista”.

Indagada, a assessoria do PT não explica quais os motivos da viagem de Gleisi e Dilma e nem mesmo compartilha a agenda da dupla.

Com a arrogância de sempre, a deputada Gleisi, ré na Lava Jato por corrupção, também não explicou sua viagem com Dilma a Moscou.

Além de Gleisi e Dilma, o PT também enviou o secretário-geral do partido e sua “secretária de relações exteriores”.

* * *

Hum…

Vaca Peidona e Amante passeando na Rússia, escondidas, por debaixo dos panos, nos dias em que russos estão enrolados no roubo de mensagens de Sérgio Moro…

Sei não, sei não…

A única coisa que sei é que a prefeitura de Moscou protestou contra a poluição provocada por Dilma: a vaca peidou que só a porra no meio da rua.

Foi uma catinga de lascar!

3 pensou em “PEIDANDO NO BERÇO DO CUMUNISMO

  1. A viagem de Gleisi foi missão oficial determinada pelo comuna Maia e paga com o dinheiro da Câmara e a de Dilma foi paga pelo Partido Comunista Brasileiro um deles com o intuito de conseguir com a Rússia o ingresso do Brasil no comunismo daquele país para que possamos usufruir das benesses do comunismo da Rússia e progredir com o nosso comunismo quando Lula, O Vermelho, for eleito., porque todos sabemos que a Rússia é o maior exemplo atual do comunismo atual no mundo atual e abram o olho ainda bem que Bolsonaro está vos salvando do comunismo russo a ser implantado no Brasil.

  2. Sério? Interessante! Precisam avisar: “No site da Câmara dos Deputados, a parlamentar publicou a justificativa de ausência como “missão autorizada”, mas não ofereceu maiores detalhes. Até hoje não apresentou o relatório da viagem.”

Deixe uma resposta