PAJARACA GROSSA NO FURICO DA BANDIDAGEM

Na sua carta ao Congresso, Jair Bolsonaro declarou guerra ao crime organizado:

“Guerra moral, guerra jurídica, guerra de combate. Não temos pena e nem medo de criminoso. A eles sejam dadas as garantias da lei e que tais leis sejam mais duras. Nosso governo já está trabalhando nessa direção.”

“O governo de então foi tímido na proteção da vítima e efusivo na vitimização social do criminoso. A mentalidade era: quem deve ir para o banco dos réus é a sociedade.”

* * *

Uma mensagem de um presidente para o Congresso como eu nunca tinha visto antes.

Nunca!

É por conta deste tipo de pensamento que a Polícia Federal desconfia que o quase assassinato de Bolsonaro foi obra do crime organizado.

A canalha que inferniza a sociedade que se prepare: daqui pra frente o cacete vai descer firme e sem pena no lombo de bandido.

Deixe uma resposta