NINGUÉM AQUI É PRUDENTE

Diogo Mainardi

Eu sei que é mais prudente, antes de sair em defesa da Lava Jato, esperar o vazamento do novo lote de mensagens roubadas a Sergio Moro e Deltan Dallagnol.

Mas eu não sou prudente. Nunca fui. E não aceito submeter-me à chantagem do Intercept, que promete traficar sua mercadoria ilícita em doses semanais, de papelote em papelote.

A Lava Jato foi a melhor coisa que aconteceu no Brasil. Voltei a fazer jornalismo, com O Antagonista, só por causa dela. Acompanhei os inquéritos curitibanos em todos os seus detalhes. Eu sei como a PF e os procuradores trabalham. Eu sei como Sergio Moro trabalha. Eles jamais usariam mensagens roubadas por um hacker para condenar um corrupto, por exemplo.

Animado com a possibilidade de inocentar Lula, Gilmar Mendes defendeu o uso de provas ilegais para tirá-lo da cadeia. O argumento é nauseabundo. Em primeiro lugar, Lula não é inocente. Em segundo lugar, as provas ilegais não são provas, porque ninguém periciou os arquivos roubados para atestar sua autenticidade.

Em terceiro lugar, não há nada de ilegal – nada – nas conversas editadas pelo site. É claro que, para desbaratar o maior esquema criminoso de todos os tempos, os integrantes da Lava Jato precisavam coordenar seus movimentos.

Foi o que eles fizeram, mandando para a cadeia os homens mais poderosos do Brasil.

O STF e o Congresso Nacional, brandindo as mensagens roubadas, agora se preparam para enterrar a Lava Jato. Mais do que isso: eles querem impedir que outra Lava Jato possa surgir no futuro, acabando, entre outras coisas, com a prisão dos condenados em segunda instância.

O cálculo vigarista só desconsidera um detalhe: depois do atordoamento inicial, as pessoas vão sair às ruas, porque elas não vão aceitar caladas o golpe contra a Lava Jato. E como ninguém aqui é prudente, o Brasil tem tudo para explodir.

3 pensou em “NINGUÉM AQUI É PRUDENTE

  1. Muito bom. A atuação de Moro foi, e sempre será, um ato de coragem. Achei interessante aquele comentário de que seria melhor o congresso se autolimpar porque não via capacidade do STF em condenar poderosos. Ele está errado?

  2. Já presenciei muita coisa nesta terra em que nasci: pequei mercadoria na prateleira do supermercado e antes de chegar no caixa subiu o preço, confiscaram meu dinheiro do banco que era pra trocar o telhado de casa, descobri que empresas estatais eram assaltadas por uma quadrilha instalada no poder, temos um cidadão reprovado em concurso para ser juiz instalado na presidência do stf, e por ai vai. Agora, querer rebaixar um Juiz que cumpriu seu dever ao nível de criminosos utilizando denuncias “idiotas”, é mais uma canalhice que vai pra história do Brasil.

    Excelente analise de Diogo Mainadi

  3. Sérgio Moro para o panteão dos heróis nacionais, ainda vivo.

    Quanto mais batem nele, mais sobe sua popularidade.

    Os calhordas que maquinaram estes vazamentos serão desmascarados em breve.

    Esperem e verão.

Deixe uma resposta para Sonia Regina Cancelar resposta