MORO VENCEU

* * *

Até aqui, Sergio Moro sai ainda maior da audiência na CCJ do Senado.

O ministro deixa claro a importância da Lava Jato para o combate à corrupção no Brasil, acusa a ação criminosa de hackers, relembra que suas decisões foram confirmadas em instâncias superiores e reforça que, se autênticas, as mensagens roubadas divulgadas em nada comprometem a sua atuação.

O resto é a chiadeira que já conhecemos.

Restando poucos senadores inscritos para fazer perguntas, Sergio Moro vai dando um show de paciência.

O clima na CCJ do Senado é de absoluta tranquilidade, desde o início.

O resto é invenção da esquerda.

*

Em resposta a Jaques Wagner, Sergio Moro pontuou bem a diferença entre a divulgação da conversa de Lula com Dilma da peça de propaganda contra a Lava Jato baseada em mensagens roubadas de Deltan Dallagnol.

“Nós fazíamos isso de maneira transparente. Todo o material probatório, todas as informações ficavam disponíveis. Não ficávamos divulgando em pílulas. Aquela decisão, envolvendo aquele áudio, pode haver divergência, mas foi decisão proferida nos autos. Foi decisão transparente, expus minhas razões. Não me servi na ocasião de hackers criminosos para encobrir a minha responsabilidade.”

*

Apesar das inúmeras tentativas de apertar Sergio Moro, Renan Calheiros não conseguiu nada além de respostas que demonstram a atuação normal de um juiz.

O senador quis saber se ele havia homologado delações antes da lei de 2013 que a regulamentou. Moro respondeu que sim, com base em outras leis que previam a colaboração.

Calheiros perguntou se ele mantém o apoio às 10 medidas contra a corrupção. O ministro disse que na época que foram apresentadas, tinha algumas divergências.

Questionado sobre uma suposta central de grampos de Rodrigo Janot, Moro disse que não tinha contato com o ex-procurador-geral nem atuou em delações negociadas por Marcello Miller.

Finalmente, sobre Luiz Fux, Moro disse tratar-se de “um grande ministro, assim como vários outros.”

Fim.

*

Cid Gomes deixou bem claro o objetivo político da oitiva de Sergio Moro, criticando o juiz por adotar “uma postura de salvador da Pátria”.

“Acho que havia muita roubalheira na Petrobras, era um a coisa institucional mesmo, e a prova disso é a devolução dos recursos. Agora, daí um juiz se tornar, muito pouco tempo depois, ministro de um presidente da República que adota essas teses, como a salvação da Pátria, isso atenta contra o que se acha razoável.”

E emendou: “O Brasil precisa de combate à corrupção, mas essa não é a solução do problema. É a gente enfrentar a desigualdade.”

O irmão de Ciro Gomes não está preocupado com a Lava Jato, mas com as eleições de 2022.

*

“A PF tem elementos de prova de que um hacker tentou se passar pelo ministro Sergio Moro e mandou mensagens para terceiros em nome do ex-juiz da Lava Jato”, diz o Estadão.

“Um dos elementos é uma mensagem enviada no dia 4 de junho a um funcionário do próprio gabinete de Moro, depois de ativar uma conta do Telegram – aplicativo de troca de mensagens via internet.”

A reportagem reproduziu a tela do celular:

*

Humberto Costa, entre outras palhaçadas, está dizendo que Sergio Moro não pode desqualificar Glenn Greenwald, porque “vem muita coisa por aí”.

Como é que Humberto Costa sabe?

É só confiança no que diz que o cúmplice de hackers?

*

Em resposta a Jaques Wagner, Sergio Moro sugeriu que publiquem todas as mensagens vazadas para o povo avaliar a sua conduta.

“Eu não tenho apego pelo cargo. Apresente tudo, vamos submeter isso ao escrutínio público e, se houver irregularidade da minha parte, eu saio.”

*

O senador Rogério Carvalho (PT) perguntou a Sergio Moro de onde ele tirou o dinheiro para fazer cursos de como lidar com a imprensa.

Moro retrucou:

“Eu não sei onde o senhor tirou essas informações, mas o senhor está equivocado. Essa história é uma loucura. Não existe essa coisa de media training, R7, dinheiro que foi pago. Não tem nada. O senhor está fantasiando. Eu não preciso de media training para vir falar a verdade.”

12 pensou em “MORO VENCEU

  1. O senador daí de Pernambuco ,talvez em homenagem ao JBF,foi rebatizado em toda internet de “Humcerto Bosta” .Em nome do pai,do filho e da PQLP Patrocínio do Escândalo do Hemoderivados em 2003/2004 quando este pulha era ministro da saúde.

  2. Boa parte eu ouvi pela CBN.
    E fiquei com a certeza que muitos senadores (especialmente Renan) não têm a mínima vergonha de se passar.

  3. Umcerto Bosta hoje foi perfeito. Justificou plenamente o apelido que lhe caiu como uma luva e honrou totalmente a sua insignificância como representante do povo. 💩💩💩

  4. site terça livre puxa a capivara dos senadores esquerdopatas e criminosos , da ccj , e mostra o quanto de criminalidade e corrupçao tem dentro da casa , que a constituiçao afirma que deveria ser ocupada por homens probos , honestos e trabalhadore , e quase sessenta por cento da casa no senado e mesmo na camara teem cadeiras ocupadas por criminosos , corruptos ou no minimo cumplices de criminosos e corruptos , o que nos da a ideia que nossa constituiçao nao passa de papel higienico para limpar as bundas destes criminosos e corruptos.

  5. davide alcoolumbre , o presidente dos corruptos e criminosos travestidos de senadores , pede que se aumente o numero de seguranças para os pseudos representantes do povo , pois afirma que o povo esta ameaçando os seus representantes , , entao ha de se convir ,estes representantes que se sentem ameaçados como o presidente do senado , na realidade nao representam o povo honesto e trabalhador , , representam sim os seus cumplices criminosos e criminosos como o pcc , , que querem que as pessoas honestas nao possam se defender destes criminosos cumplices destes senadores dentre eles o vagabundo que afirma que o povo e seu patrao , kajuru , se ele e empregado do povo , e um empregado mediocre e ruim de serviço e trabalha contra os seus patroes.

  6. Teria ouvido um : Ah! se estivesse lá, de um certo colunista “bufânico”.
    Goiano não pode redigir o “interrogamento” do Ministro Sérgio Moro , por isto o Ministro Sérgio Moro foi tão bem. Não bateu de frente com o homo sapiens Goiano lula dilma Braga horta e seus arroubos em defesa dos roubos do meliante detido em Curitiba.

    • Ah, santa ingenuidade, nada do que Moro e Dallagnol disserem poderá apagar o que foi dito nos diálogos espúrios. O que sucede é, apenas, o seguinte: Quem de direito decidirá se houve ou não conluio, se houve perseguição, se aconteceu o tour de force para condenar dado o envolvimento de juízes e procuradores em uma campanha justiceira. E para que isso seja decidido, não importa se a Operação Lava Jato foi maravilhosa, se prendeu mil corruptos e se devolveu bilhões para os cofres públicos, muito menos se determinou milhares de desempregos e se quebrou cinco ou dez das maiores empresas do Brasil, o que importa é, tão somente, se no caso de Luiz Inácio Lula da Silva o processo é nulo – ou não.
      Vamos parar de babaquices?

      • O santa safadeza!. Tonto , o Ministro demoliu as mentiras propaladas pelos canalhas que queriam influenciar a soltura do ladrão. O fato de terem criado mais mentiras e usado a imprensa parta tal piorou a situação do criminoso , já que apesar de preso tem acesso aos criminosos. O processo recheado de provas não pode ser anulado por mentiras, falcatruas de grupelhos bajulatórios. Se alguém quebrou qualquer empresa envolvida em subornos , desvios de verbas públicas , pagamentos indevidos a pessoas da esquerda foi o crime organizado do qual fazem parte o molusco e aquela renca já presa. Agora o próximo passo é prender os outros integrantes da quadrilha ainda soltos e jogar no lixo aquelas leis criadas por meliantes , que os protegem para termos um país de verdadeira justiça.

  7. Depois da audiência, certamente alguém preso em Curitiba deve estar triste.
    O plano fracassou novamente!. Deveriam aumentar-lhe a pena.

Deixe uma resposta