JESSIER QUIRINO – ITABAIANA-PB

Foto tirada num posto Sertão em Custódia – PE

ALUADO SERTÃO

A lua que alumia o mundo,
Alumia os fios,
Alumia o poste,
E transforma a dor.

Aluada da lua
Amaluca a rua
Amacia o grão
E o dom do sertão
Se alumia em cor.

R. É como costumo dizer: tu tens um imã pra atrair estas coisas,  meu Poeta.

Onde tiver desmantelo, tu tá passando por perto.

Mas, acima de tudo, é preciso ter sensibilidade pra perceber o que está se assucedendo-se ao redor.

E aí é que tá a diferença.

A foto que você tirou do transformador de luz elétrica banhado por luz de lua, em pleno sertão, ficou arretada.

E, coroando tudo, o poema.

Cababom!!!

1 comentário em “JESSIER QUIRINO – ITABAIANA-PB

Deixe uma resposta