EXTREMA IMPRENSA ZISQUERDÓIDE QUEBRA A CARA DE NOVO

O procurador da República e coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF), Deltan Dallagnol, apresentou um diploma e comprovou que fez mestrado na Harvard University, nos Estados Unidos.

A polêmica surgiu após o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel e a pesquisadora Joana D’Arc Félix terem sido desmascarados por afirmarem que estudaram na instituição, quando não tinham estudado.

Os dois casos levantaram uma onda de desconfiança que chegou em Deltan. Isso porque o procurador tinha em sua conta pessoal do Twitter a descrição que citava que era mestre em Harvard.

“Seguidor de Jesus, Marido e Pai apaixonado, Procurador da República por Vocação (hoje coordenando o MPF na Lava Jato em Curitiba) e Mestre em Direito por Harvard”, dizia.

* * *

O ilibado, probo e honrado Dr. Dallagnol, terror de corruptos e bandidos zisquerdistas, odiado por Lula e pela quadrilha petralha, diz que foi cobrado por “três veículos da grande imprensa“.

Cobrado pra provar que fez mesmo mestrado em Harvard.

Deve ter sido Folha, Veja e Estadão.

Como a grande imprensa oposicionista da atualidade mente muito, aí os redatores destas bostas acham que todo mundo mente igual a eles.

Os felas-da-puta desta vez quebraram a cara.

Ótimo.

3 pensou em “EXTREMA IMPRENSA ZISQUERDÓIDE QUEBRA A CARA DE NOVO

  1. Letra para quem quiser musicar:

    O cabra para ser Mestre formado em Harvard tem de ser coisa,

    Mas quem é coisa não poderia propor aqueles dez medidas,

    Teria de voltar para a escola e escrever mil vezes na loisa

    Que as dez medidas em Direito eram muito das fudidas
    .
    Quem é formado em Harvard tem de saber muito o Direito
    ,
    E o Direito não é igual nem de perto às cartas do baralho,

    É preciso bem mais do que um curso nos States até bem feito,

    Tem de conhecer a filosofia do direito a fundo, pra caralho.

    Se esse cabra for nomeado ministro do STF pelo abilolado

    Eu nem imagino o que possa acontecer com cada julgamento

    Mas acho que o tribunal vai estar mesmo é lascado
    ,
    Pois contará em seus quadros com um novo pensamento.

  2. Goiano é outro que não gostou de ver que o Dallagnol não falsifica currículo, como a Dilmanta, que se dizia Doutora.

    Vai chupar prego Goiano, competência não faz rima com seus versos.

  3. Ora porras, João Francisco, vá se informar.
    As dez medidas contra a corrupção do Dalagnol eram uma bosta, na medida em que lhe faltava fundamentação jurídica, identidade com o ordenamento jurídico.
    Veja o que diz um ex-Ministro da Justiça, Eugênio Aragão.
    Em seguida, leia o artigo completo – convém ler mais que as chamadas e as manchetes:
    “As chamadas “10 Medidas” são mais do mesmo: uma tentativa de sacrificar garantias fundamentais em nome do “combate” à corrupção. Como é feia essa expressão “combate”, pois pressupõe uma “guerra”, em que “os criminosos” são os “inimigos” – assim como qualquer um que ouse se opor a essa empreitada (esses são os “desonestos”, na visão estreita do Procurador-Geral da República).”
    FONTE: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-10-medidas-contra-a-corrupcao-de-dallagnol-sao-tudo-menos-iniciativa-popular-por-eugenio-aragao-ex-ministro-da-justica/

Deixe uma resposta para João Francisco Cancelar resposta