DUAS GLOSAS

Mote e glosas da colunista:

Eu levo minha vidinha
Do jeito que gosto e quero.

Não nasci pra ser padrão,
Tenho manha e sou teimosa,
Não sou fraca ou desditosa,
Piso com força no chão.
Eu sou mulher do sertão!
Sem queixa, sem lero-lero,
Ti ti ti eu não tolero,
Quem diz isso é Dalinha:
Eu levo minha vidinha
Do jeito que gosto e quero.

Resolvi ser diferente
Somente pra não ser santa
Eu sei que meu jeito espanta
Porém fico indiferente
Pra viver eu boto é quente
Tempo bom eu não espero
Levo na valsa ou bolero
A saga que é só minha
Eu levo minha vidinha
Do jeito que gosto e quero.

Deixe uma resposta