STAND-UP COM POESIA

ME ENGANA QUE EU GOSTO

A bala era de festim
Nada a temer.
Mas estava perdida
Era curto o pavio
O lugar era o Rio
Cumpri meu dever.

Só não chora quem nunca foi
criança e não aprendeu a chorar.

CICLO DO AMOR

Pediste um abraço
Eu te dei
Insaciável
Pediste um beijo,
Um carinho,
Um amasso…
Não te neguei

Devolveste em dobro
É o ciclo do amor:
É dando que se recebe.

ARTE & POESIA

O nome flor
Já basta
Isto é arte
A perfeição
É poesia.

FALANDO DE AMOR

Alguém me disse:
“O amor é cego”
Escrevi
Meu primeiro poema
Em braile.
Ninguém me leu.

Acrescentou mais:
É surdo-mudo
Meu segundo poema
Escrevi em sinais
Ninguém me escutou.

Chorei
Minha desilusão
Dispensei a pena
Que pena!
Nem pena,
Nem mãos
Falei de amor
Com meu coração

3 Comentários!

CARNE FRACA

Se a carne não fosse tão fraca
Não fosse tão curto o teu vestido
Se você não fosse tão bonita…
Nada disso teria acontecido

Não houvesse tanta maçã madura
Pendendo dos galhos da macieira
Se teu corpo não fosse essa loucura
E se não faltasse folhas de parreira

Se teus joelhos não se separassem
Quando você senta nesta cadeira
Resolveria, talvez, este impasse

Se só, no Paraíso, Deus me deixasse
Sem cobra, sem maçã, sem companheira
Talvez, quem sabe, eu inda me salvasse

4 Comentários!

STAND-UP COM POESIA

PROBLEMA CONJUGAL

Estou com um problema
Por favor, me ajude
Os ratos invadiram
A despensa lá de casa
Fátima inconsequente
Resolveu criar um gato
Eu, por mim, prefiro os ratos
Não aceito a concorrência

TEUS OLHOS

Quase não vejo
O Céu distante
Quando estou diante
Dos teus olhos azuis
Penso depois:
O Céu é só um
Teus olhos são dois

CUMPLICIDADE

A cadeira que me sento
Para escrever poesia
Nem desconfia
Da cumplicidade
Que me propicia

TRISTEZA

Teu corpo coberto
Como tantos outros
Guarda o rebanho
Dos meus desejos
Não os outros.

SÓ AMOR

Abri a caixa preta do teu peito
Só encontrei amor,
Um tantão assim
Ousei acreditar
Que é por mim

2 Comentários!

STAND-UP COM POESIA

LOUCURA

A poesia
É essa coisa
Meio louca
Feita por
Um louco
Meio poeta.

LIVRE

Sou livre
Sem paquera
Me amarrar
Deus me livre
Com você
Ai quem dera
Se eu demorar
Me espera
Que seja aqui
Ou noutra esfera
Caso contrário, amor
Já era.

DOS SEIOS

Dos seios
O que sei:
Os poetas tiram
A poesia.
Os pintores tiram
a imagem
Os bebês tiram
Alimentação
Eu só tiro
O pecado
Indício de perdição

MULHER

Por mais
Que eu chore
Não será
Por ti
É por
Tuas curvas
Onde me perdi.

A ordem dos fatores,
altera sim, o resultado

Nem sempre todo final
Tem o mesmo resultado
Com os fatores alterados
Na verdade, afinal
Mau também não é mal
E na soma influencia
Nem todo verso é poesia
Pode testar se quiser
Durma com Maria José
Depois com José Maria

Depois você me conta!

4 Comentários!

STAND-UP COM POESIA

MEU CARNAVAL

EU ENCHO A CARA DE AMOR
DE AMOR PELO MEU PRÓXIMO

No Centro de Convenções
O clima era propício
Eu não estava de serviço
Fui ouvir as pregações
Os cânticos as orações
Eu faço sempre que posso
Aquele fervor endosso
Pois alivia minha dor
Eu encho a cara de amor
De amor pelo meu próximo

FOLIÃO QUE TEM PEGADA
NÃO PEGA SEM PERMISSÃO

Te mostrei o polegar
Me acusaste de assédio
Te mostrei o dedo médio
Mas sem querer me vingar
Percebi que porfiar
Não seria a solução
Melhor seria o perdão
Vingança não tá com nada
Folião que tem pegada
Não pega sem permissão

DESCONJURO, CREDO EM CRUZ
MELHOR É NEM PENSAR NISSO

E se o mundo acabasse
E só ficasse nós dois
E algum tempo depois
Quando o frio apertasse
Ajuda você me negasse
e se eu morresse por isso
Já pensou o reboliço
Quando me faltasse luz…
Desconjuro, credo em cruz
Melhor é nem pensar nisso

Se sem roupa eu ficasse
Se você me desse a sua
Ficasse de costa e nua
Para que eu me trocasse
Quando você se virasse
E visse este estrupício
Dissesse, não era isso
Isso aqui não me seduz
Desconjuro, credo em cruz
Melhor é nem pensar nisso

7 Comentários!

STAND-UP COM POESIA

AMORES NOTURNO

Beijei a boca da noite
Namorei a madrugada
As duas me jogaram fora
Há males que veem pro bem
Estou pegando a aurora.

LOUCO DE AMOR

Se o amor é uma loucura
Do que me serve a sanidade
Prefiro-me louco de amor
Que são com necessidade

CONFISSÃO

Eu bebo
Eu jogo
Eu minto
Pitar
Eu não pito
Vontade
Eu não sinto.
Roubar
Já roubei
Somente
Uma vez.
Tenho dois corações
Um obsoleto
Já quis devolver
A dona não quis
Doar não posso
Muito menos vender
Coração não é meu
Só tenho a posse
Doutor, o que faço?
Eu quero saber.

A PROCURA

Andei pelas estrelas
Feito um átomo humano
Tinha comigo um plano
Queria te encontrar
Destruí muros aos murros
Os que não consegui pular
Seu quarto estava vazio
Cansei de te procurar.

COITADO

SÓ PRA NÃO DIZER
QUE ESQUECI VOCÊ

Selaram o Lula na cela
Não sei como ele se sente
Coitado, ele é inocente
Quem come merda se mela
Nem que seja presidente
Ele caiu na esparrela
Moro disse que ele mente…
Aqui do sitio de Atibaia
Eu vou é cair na gandaia
Pois não tenho concorrente

2 Comentários!

STAND-UP COM POESIA

Francisco Itaerço

MEU ANIVERSÁRIO

Todo aniversário
Substituo em mim
Aquele jovem …
De cabelos longos
Calça apertada…
Que não escrevia nada
Por um senhor
De cabelos grisalhos
Calça folgada
Que escreve poesia…

LUAS CHEIAS

Duas luas
Sob tua blusa
Ambas cheias,
Tão perto de mim
E não consigo
Pega-las.
Pra cometer assedio
Esse tédio
Será meu fim.

OBSESSÃO

Meus olhos
Só são tristes
Porque não resiste
A tentação de vê
O teu corpo nu.
Meu pensamento
Me disse
Que ele existe.

COMPLICAÇÃO GRAMATICAL

COISA COM COISA:

ACENDER não é ASCENDER
DESCENTE não é DECENTE …
Pode ser coisa com coisa
Mas são coisas diferentes.

SELA nunca foi CELA
SELA: Ato de selar
CELA: Local onde o Lula está.

AUTO nem sempre é ALTO
Às vezes AUTO é tão baixo…
Que fica rente ao chão

2 Comentários!