CASO DE POLÍCIA

Deputado federal petista está indignado porque a maioria dos brasileiros preferiu não votar no fantoche de presidiário filiado a um partido que virou bando

“Bolsonaro é fruto de uma irresponsabilidade histórica de uma elite que o colocou no poder em nome de um irracional antipetismo. Essa elite praticou um vale-tudo para eleger Bolsonaro, que, como contrapartida, se comprometeu com uma agenda que agora não tem condições de entregar. No plano internacional, Bolsonaro envergonha o país ao submeter nossa soberania aos desígnios de Washington, colocando em risco a estabilidade política da América do Sul e a nossa posição de destaque no comércio internacional”.

Paulo Pimenta, deputado federal pelo PT gaúcho, indignado com o fato de a grande maioria dos brasileiros ter votado em Jair Bolsonaro e não num fantoche de presidiário filiado a um partido que roubou milhões de reais dos cofres públicos e só não quebrou de vez o país por ter sido despejado do poder às vésperas da consumação do desastre.

3 pensou em “CASO DE POLÍCIA

  1. Não foi por antipetismo e nem mesmo irracional! Foi para evitar a continuação da roubalheira instituída durante os anos petistas. Se o petismo não roubasse tanto, acho que os brasileiros não teriam reagido como reagiram. Fora roubalheira!

  2. Nem é novidade mas vale reforçar:
    Para quem é “de esquerda”, o povo só presta para votar em quem eles mandam.
    Se o povo não obedece e vota em quem eles não gostam, o povo é burro, retrógrado, reacionário, irracional, alienado.

Deixe uma resposta