BANDIDOS EXALTADOS, XERIFE PACIENTE

Após muita gritaria diante de Sergio Moro, o Rei da Paciência, o presidente da comissão, Felipe Francischini (PSL-SP), ameaçou encerrar a sessão se a bagunça continuasse.

Paulo Teixeira (PT-SP) reagiu com uma agressão ao decoro:

Encerrar porra nenhuma!”.

* * *

Esse sujeito chamado Paulo Idiota Teixeira falou isso porque é do PT.

Se fosse do PSOL, teria baixado o nível mais um grau e mandaria o presidente da sessão “tomar no cu“.

Na verdade, vários deputados (arhg!!!) mostraram, diante do paciente e educado Dr. Sérgio Moro, que estão mais pra bandidos integrantes de torcidas organizadas por marginais do que pra parlamentares.

Eles vivem agredindo o Brasil decente.

9 pensou em “BANDIDOS EXALTADOS, XERIFE PACIENTE

  1. A paciência não é só de Sergio Moro ,é virtude nossa também . Mas ,e o dia que ela acabar?. Os hipócritas baderneiros não percebem que a coisa tá feia , que a coisa tá preta e como não são filhos de Deus , estarão…………………

  2. Quer dizer que se a pessoa não estiver usando a bandeira do Brasil nem a do PT pode ser chutada! Por falar nisso com está o caso daquele ex-vereador do PT que jogou um vara contra um caminhão que passava?

  3. Chatonildo, aqui de longe ainda não tive notícia do ex-vereador do PT que jogou uma vara em um caminhão que passava, deve ser notícia importante, ainda não achei.
    Quanto ao uso da bandeira do Brasil ou não, meu caro Chatonildo, trata-se de, como diria Sérgio Moro, buscar a verdade a todo custo.
    Sem a bandeira, um homem parece estar sendo acuado e próximo de sofrer uma agressão, e como os agressores vestem camisa vermelha deve tratar-se, efetivamente, de um confronto político. Se quiseres saber mais farás uma pesquisa e verificarás que tem a ver com a Dilma Roussef e com a Petrobras: – “Foi adulterada a camiseta do homem que foi agredido por petistas na fotografia compartilhada no Facebook com a legenda “Estão intimidando pessoas que estão adesivando os carros com apoio a Bolsonaro”. A foto foi feita em 2015, num protesto sobre a Petrobras. É fato que militantes com camisetas do PT agrediram um indivíduo. Mas ele usava uma camiseta branca – não uma com a bandeira do Brasil – e não militava em favor do candidato do PSL.”
    Enfim, os ativistas petralhas, cachorros, safados e moleques, como somos todos nós petralhistas, não estavam atacando o Brasil, como a foto poderia sugerir, porque nós, embora pertencentes à banda indecente do País, também queremos, a nosso modo errado, comunista, venezuelano e bolivarianista pervertido, o bem do Brasil.

  4. Gogó, permitindo-me a intimidade, o meu computador tem as letras “v” e “c” muito próximas e como os meus óculos precisam ser trocados por outro com grau mais forte saiu vara ao invpes de cara. Mas, mesmo que você tenha se apoiado na vara o que eu estava perguntando era sobre aquele “incidente” que um Cara foi perseguido e depois empurrado pelo ex-vereador e seu filho (do ex-vereador) contra um caminhão que passava, creio que agora você vai se lembrar do caso pois foi assunto de um post nesta gazeta, não sei se você o comentou na ocasião. Quanto a cor da camisa ou camiseta que o cidadão usava, creio que não importa, assim como não importa se era um protesto ou não o que importa é a agressão ao cidadão! Direitos humanos cara! Antes que me esqueça a camiseta utilizada pelos agressores era vermelha com o símbolo de uma quadrilha bem conhecida, que tem vários dos seus dirigentes condenados, presos e até mesmo indultados.

  5. Chatô, falar das violências de cá, e de lá, é chover no molhado. Citas um caso extremo, como exemplo de quão violentos são os petistas, quase assassinos (a vítima sobreviveu), mas se fizeres uma pesquisa encontrarás sangue nos olhos de gente de todos os lados, tiros em acampamento, tiros em ônibus, cercos, agressões – e a bem dizer, Bolsonaro não é propriamente o Nobel da Paz.
    O fato, incontestável, da agressão à pessoa que foi jogada contra um carro, deves ter visto o vídeo, trata-se de uma agressão seguida de um acidente. O agredido não foi jogado contra o carro, propositadamente, aconteceu a sincronicidade de que fala Yung; melhor dizendo, uma infelicidade: o indivíduo caiu, vitimado pela agressão, e o carro passava no justo instante.
    Eu não falo por falar, está no O Globo, com o vídeo, a reportagem diz que o homem xingava os participantes na frente do Instituto Lula, os petistas safados, cachorros, moleques, pilantras, antipáticos e violentos, como eu, começaram a empurrar o cara (“sai daqui”) e o veículo passava e o homem foi de encontro a ele, caindo e batendo a cabeça na parte traseira do carro.
    Quem viu o vídeo tem de estar de má-fé para falar de crime doloso e frio.
    Vejamos o vídeo, digo, revejamos:
    https://oglobo.globo.com/brasil/homem-agredido-na-porta-do-instituto-lula-tem-traumatismo-craniano-22563924
    Como deves saber, os agressores foram presos.
    A juíza que aceitou a denúncia do MP deve ser, também, antipetista até a raiz dos cabelos, pois quem vê o vídeo não pode pensar o que ela pensou e expressou: Em sua decisão, a juíza Débora Faitarone, da 1ª Vara do Júri, disse que “os réus contaram com a impunidade, que não veio e não virá”. “Eles não podem permanecer em liberdade após a prática de um crime doloso contra a vida, praticado de maneira tão covarde”.
    O STJ concedeu liberdade aos agressores: O GLOBO, de 17 de dezembro de 2018: “O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu liberdade ao ex-vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho do PT, e seu filho, Leandro Eduardo Marinho, deixaram a penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo.”

  6. Como comentei em outro post, o juiz Moro é suspeito, a juiza Gabriela Hardt é suspeita, os três desembargadores do TRF-4 são suspeitos, o desembargador Thompson Flores é suspeito, dentro em pouco o juiz Luiz Bonat será considerado suspeito. O único que julgou com imparcialidade foi o desembargador plantonista Rogério Favreto. Talvez, posa acrescentar na lista dos imparciais o Ricardo Lewandowski, o Gilmar Mendes, o Marco Aurélio Mello, o José Antonio Dias Toffoli e talvez o Celso de Melo. Quanto à agressão ao cara que foi jogado contra o veículo para mim não parece um acidente e sim uma agressão por não concordar com a manifestação em seu caminho diário. No mais, sua opinião sobre a quadrilha que tem vários dos seus integrantes condenados e presos vários condenados e indultados, vários com processos em andamento bem como vários aguardando que o STF resolva processá-los ou absolve-los já é bem conhecida. A quadrilha só fez bem ao Brasil como nunca antes. Para mim ela fez o que tantos outros antes dela, apesar de que ela se dizia diferente (não roubava e não deixava roubar)

  7. Chatô, saíste um pouco do rumo. Falávamos da violencia exclusiva dos petistas e da bondade angelical dos bolsonaristas. Víamos um vídeo e o analisávamos. Aí entrou no assunto uma juíza que mesmo tendo visto o vídeo adiantou a existência de crime doloso, uma pressa danada e algo desfundamentada. Aí vens trazendo outros juízes suspeitos para dizer que essa suspeição inexiste, de modo que a tal juíza também é insuspeita e que todas as suspeições são fruto da imaginação petralha e sanguinária.
    Caminhos tortuosos para garantir que Moro não sacaneou.
    Já se descortina no horizonte que a petralhas bandida condenada é presa foi tudo fruto de perseguição e todos os processos contra gente do PT são nulos.
    Fudeu.

Deixe uma resposta