BANDIDOS ASSASSINAM INOCENTE

Uma mulher de 52 anos que circulava de ônibus em Belo Horizonte, pela Avenida Antônio Carlos – um dos pontos de manifestação da greve geral, deflagrada nesta sexta-feira (14) – foi internada em estado gravíssimo no Hospital Risoleta Tolentino Neves.

Segundo a Polícia Militar, Edi Alves Guimarães, de 52 anos, inalou a fumaça proveniente da queima de pneus realizada pelos manifestantes, que protestam contra a reforma da previdência.

O Hospital Risoleta Neves informou que Edi teve uma parada cardiorrespiratória, foi reanimada pelos médicos e passou por procedimentos de emergência. Em seguida, foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A paciente corre risco de morrer.

* * *

Infelizmente, esta pobre e desprotegida cidadã veio a falecer no pronto socorro, depois de uma parada cardiorrespiratória.

É o que nos informa a leitora fubânica Valéria Bossi, médica em Belo Horizonte.

Cacete e cassetete, no lombo e no furico destes vagabundos zisquerdóides lulo-petêlhos, ainda é pouco.

Muito pouco.

A lei precisa ser mudada com urgência.

Prisão perpétua, de preferência no Reino de Satanás, seria o ideal.

Deixe uma resposta