TARSO CAGANDO PELA BOCA

Tarso Genro agora diz que, se Cesare Battisti tivesse admitido os crimes pelos quais a Itália o condenou à prisão perpétua, o governo brasileiro o teria extraditado.

Ministro da Justiça no governo Lula e ex-governador gaúcho, Genro é o autor do parecer que recomendou, em 2010, a concessão do refúgio político ao terrorista, condenado por quatro assassinatos pela Justiça italiana.

“No nosso caso concreto, nós confiamos na palavra dele para dar o refúgio. É uma norma de princípios do direito penal, seja internacional ou interno: a pessoa não é obrigada a se acusar. Evidentemente, ninguém se acusa”, alegou o petista.

* * *

Tinha mesmo que ser petista.

Tinha mesmo que ser ministro da “justiça” de Lula.

1 Comentário

O BRASIL DE HOJE

J.R. Guzzo

O Brasil está ficando um país positivamente arriscado para presidentes da República. Já não é normal, para o padrão médio de moralidade política vigente no mundo civilizado, haver um ex-presidente na cadeia; dois ex-presidentes presos ao mesmo tempo, então, já é coisa para se pensar em livro de recordes, por mais temporária que possa ser uma situação dessas. O fato é que Michel Temer, acusado pela Lava Jato de ter transformado o Estado brasileiro numa “máquina de arrecadar propinas” e alvo de dez inquéritos por ladroagens variadas, entrou no camburão da polícia e foi trancafiado no xadrez como Lula, em mais um capítulo desta espantosa crônica do crime na qual está enterrada até o fundo da alma a vida política do Brasil. Juntou-se a ex-governadores como o incomparável Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, seu sucessor, que conseguiu subir na vida com o nome de “Pezão”, de Beto Richa, do Paraná, há pouco encarcerado pela terceira vez seguida, e Marconi Perillo, de Goiás, que entra e sai da prisão. Isso sem contar um rico fricassée de ex-ministros ─ o último deles, justamente, Wellington Moreira Franco, parceirão de Temer em seu governo, e motivo de perplexidade geral entre os políticos por não ter sido preso antes. Ainda estava solto? A propósito: e o próprio Temer, o que estava fazendo fora de uma cela? É o Brasil de hoje.

A situação de Temer, é verdade, não é tão ruim quanto a do gênio político a quem devemos sua criação; por enquanto não foi julgado, ao contrário de Lula, que já está condenado em duas instâncias e cumpre pena, com 25 anos de cadeia no lombo. Mas é uma desgraça de primeiríssima classe ─ para ele, e, indiretamente, para todos os delinquentes que operam há anos na vida pública nacional. Estavam achando, talvez, que a Lava Jato tinha mais ou menos parado em Lula? Se pensaram nisso pensaram horrivelmente errado. Pode ter até havido essa esperança, estimulada pela incansável ala pró-crime do STF, mas a realidade está apresentando um futuro soturno para eles todos. Figuras como Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e companhia fazem o que podem, mas também não são de ferro; seus protegidos, positivamente, não ajudam. Estão exigindo assistência permanente dos protetores, numa base quase diária. Gilmar, por exemplo, solta esse Beto Richa e até inventa um “salvo conduto”, proibindo que a polícia chegue perto dele. Mas o homem dá um trabalho insano: consegue ser preso de novo, o que vai obrigar Gilmar e seus sócios a mandarem soltar mais uma vez. E aí: vai ser assim pelo resto da vida? Quantas vezes terão de tirar o cidadão da cadeia? Cinco? Sete? Dez? É a mesma situação, sem tirar nem pôr, dos demais políticos dessa raça. É claro que cada caso é um caso, mas que ninguém se iluda: não haverá a menor chance de sossego, inclusive para Temer, enquanto não matarem a Lava Jato. Estão fazendo o diabo para isso, mas não estão conseguindo. Essa é a vida real. O resto é barulho na mídia e no picadeiro da politicada, que ficam cada vez mais indignados, mas não conseguem evitar uma única e escassa prisão.

É um problemaço. Agora não é mais o PT, apenas, que está correndo da polícia. A coisa ficou preta para o PSDB e o MDB. A quem apelar? Quem vai fazer a campanha “Temer Livre”? Quem tiraria 1 real do bolso para ajudar Temer em alguma coisa? E Moreira Franco, então? Pelo jeito, estão todos reduzidos a contar com o apoio dos “garantistas”, que se escandalizam com o que chamam de ataque “à atividade política”, mas não decidem nada. Ou com a ajuda do deputado Rodrigo Maia, contraparente de Moreira Franco, inimigo do projeto anticrime de Sergio Moro e investigado em dois processos por corrupção. Têm apoio na mídia, nos advogados milionários de corruptos, na classe intelectual, etc. Só que ninguém consegue se dar bem defendendo o lado do ladrão; se você tem de ficar a favor de um Paulo Preto da vida, por exemplo, a sua situação está realmente uma lástima. Não é assim que farão a Lava Jato morrer.

1 Comentário

ALMA SEBOSA

Tem gente que vem ao mundo
Feito a figura do cão
É o ser humano imundo
Que causa abominação
É a tal alma sebosa
É serpente venenosa
Que só maldade alimenta
Já peguei o meu rosário
De dentro do santuário
E ungi-me com água benta.

Deixe o seu comentário

LUIZ PEIXOTO – FORTALEZA-CE

Caro e desassombrado editor,

espero que possa divulgar esse vídeo.

Trata-se de recente encontro na Casa Branca, com a participação do Capitão BOLSONARO e equipe nos EEUU.

Antes de iniciarem-se os trabalhos, foi feita uma oração.

1 Comentário

JOSÉ SILVA – CAMPO GRANDE-MS

Caro Editor,

Está na hora desse deleitoso blog iniciar uma grande campanha cívica, divulgando todos os vídeos possíveis e imagináveis dos impolutos cidadãos, cidadãs e “amantes” que defenderam o probo Cesare Battisti, garantindo sua inocência.

Esse é o momento para a comunidade fubânica questionar todos eles com base na confissão do meliante.

3 Comentários!

JAIR CHOCA MESMO!

Luciano Guimarães

Se você está chocado com a falta de refinamento de Jair Bolsonaro, melhor já ir se acostumando. Temos ainda três anos e dez meses de mandato pela frente e ele NÃO vai mudar.

Jair Bolsonaro é sem meias palavras, sem polidez, fala o que pensa, não mede as palavras, é rude, grosso, tosco, estabanado, grosseiro.

E exatamente por isso foi eleito.

Os brasileiros poderiam ter optado por Alckmin ou Meirelles, teoricamente mais bem educados e preparados . Mas todo mundo sabe que Alckmin e Meirelles perderam a eleição por serem ladrões mansos, muito educados – para falar e muito preparados para roubar. Quando o momento pedia um braço de ferro para desinfetar o petismo das entranhas do governo, eles não fizeram porque estavam com rabo PRESO.

O jeito de Jair Bolsonaro não é surpresa para ninguém. Ou já se esqueceram dos embates com Bonner e Renata no Jornal Nacional, com Miriam Leitão na GloboNews, ou com Maria do Rosário ou Jean Wyllys no Congresso Nacional? Esse é Jair Bolsonaro.

No segundo turno os brasileiros poderiam ter escolhido Haddad, fala educada e mentirosa, o jeito refinado e a elegância de um tipico ladrão de casaca, aonde escondia os planos mais perversos para fechar o País.

Com ideologias de gêneros e outras atrocidades. Mas o povo não estava mais dispostos a eleger ninguém da laia do PT para serem roubados descaradamente enquanto ouviam um papo legal de alguém com um sorriso no rosto e de grandes mentiras. Aonde obedecia ordens do chefe da sua quadrilha, de dentro da cadeia.

Jair Bolsonaro não vai fazer grandes discursos. Não será lembrado por grandes pronunciamentos. E provavelmente vai continuar chocando quem achava que ele se transformaria em um príncipe encantado assim que colocasse os pés na presidência. Haverá alguns sobressaltos no caminho, que passam tão logo a gente se lembra de qual era a outra opção.

Mas, ele tentará colocar esse País afundado de roubos e corrupção em Ordem novamente. E é isso o que o povo espera e quer e não de falas e promessas bonitas.

Acostume-se.

O Povo Brasileiro, precisa de Ordem e Progresso e ele fará, usando tratamento de choque!

Jair Bolsonaro não é Obama, é Rambo.

5 Comentários!