ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

Bom dia, estimado Berto

Acabo de ler esta pequena nota no blog do Cláudio Humberto:

CAPITAL DO CHORO

A capital federal será a capital mundial do choro entre os dias 23 e 28 de abril.

Brasília sediará o primeiro Encontro Internacional de Choro (EICHO), em comemoração aos 20 anos do Clube do Choro da cidade.

Pelo título, imaginei que seria um novo encontro de prefeitos com a administração Bolsonaro.

Puro engano.

Abraços

R. De fato, meu caro, o choro a que se refere esta nota não é a choradeira de prefeitos atrás de verbas que serão indevidamente torradas e surrupiadas nos municípios de todo o país.

A notícia se refere ao Chorinho, o autêntico ritmo brasileiro, que em Brasília é cultuado há muito tempo.

Era tão grande a devoção a este ritmo na Capital Federal que foi criado o Clube do Choro, uma das entidades musicais mais prestigiadas de todo o Brasil, fundado em setembro de 1977.

Vale a pena dar uma passeada na página desta entidade. Basta clicar aqui 

Falo isto com conhecimento de causa pois meu neto mais velho, o Pedro Henrique, brasiliense de nascimento e residente na cidade, é chorão e toca bandolim desde a infância.

Veja no vídeo abaixo, meu neto Pedro Henrique, no bandolim, solando o choro Pagão, da autoria de Pixinguinha e Benedito Lacerda.

No violão, João Ferreira, um amigo do Pedro que é da patota de chorões de Brasília.

E o avô babão fica aqui só curtindo a execução da dupla.

1 comentário em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Que maravilha, prezado Luiz Berto! Parabéns para o seu neto Pedro Henrique, dando show no bandolim, e para o seu amigo João Ferreira, arrasando ao violão! Lindíssimo, o choro “Pagão”!!! Aplausos!!!!!

Deixe uma resposta