ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

Caro Berto

Reminiscências de tempo de serviço militar sempre causam bem a quem as tem, pois nesse tempo estabelecemos muitas amizades e firmamos bases de procedimento que nos acompanham por todo o resto da vida.

Como você vê da cópia em anexo, sou mais antigo e embora tenha servido em Organizações Militares puramente burocrática, enfrentei período de formação em OM de frente (15º RI) e, posteriormente, voltei a essa mesma unidade, em meio expediente, para curso de Cabo e, já no finzinho de meu período, para o básico que teria me permitido engajamento como 3º Sargento.

Vale recordar o retorno à base, após uma semana no mato enfrentando além das peripécias que nos eram impostas por instrutores que às vezes tinham artes com o diabo, chuva, sol e sereno, associados com lama e racionamento de água.

Isto em longas marchas, pois éramos infantes.

Ai, como revigorava, quando já na boquinha da noite de uma sexta-feira, voltando de acampamentos, recebíamos, na entrada da cidade, as boas vindas da banda de música com seus dobrados e na parada de dispersão, o canto do hino da infantaria:

… És a nobre Infantaria
Das armas a rainha
Por ti daria
A vida minha
És a glória prometida
Nos campos de batalha…

Estas e outras ainda me sensibilizam.

Como dizem, causam arrepios…

R. Meu caro, sei que esta sua mensagem tem a ver com uma postagem que fiz no último dia 23, intitulada “O Horrror e o Lirismo da Guerra

Servi ao Exército durante quatro anos, de 65 e 68, no século passado, e dei baixa na graduação de 3º Sargento.

E me lembro muito bem da Canção da Infantaria, a Rainha das Armas, que você citou em sua mensagem.

Inúmeras vezes marchei e de muitas formaturas de tropa participei, na cadência desta belíssima canção.

A saudade e a emoção me dominaram o peito.

Muito obrigado pela lembrança, meu caro.

1 pensou em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. A canção da infantaria é emocionante de todo modo , mais ainda para quem prestou serviço militar. Tive a sorte de servir no 4 BIB , Batalhão de Infantaria Blindada. Naquela época a melhor banda militar do exército era do BIB.
    E essa canção , tocada ao vivo com aquela banda espetacular , depois de marchar 60 km , era de chorar.

Deixe uma resposta