ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

Bom dia, estimado Berto

Talvez laborando em duplicidade, mas me parece que tive um descompasso no meu email e, por esta razão estou reenviando essa matéria de O Globo, de ontem, que julgo merece ser publicizada.

Lamentável a nossa situação de uma nação de bobos ou de néscios, como diria um intelectual conterrâneo, que aceita a discussão sobre a movimentação financeira de um ex-auxiliar legislativo do filho do Presidente ou a morte de uma vereadora insignificante como se representassem os bíblicos sinais dos tempos, enquanto a Vaca Peidona tripudia sobre nossas cabeças, como nos informa o Ancelmo Gois, em sua coluna.

É bem verdade que causa espécie ou preocupação o jornal O Globo permitir uma notícia dessa natureza, mas, talvez seja sinal de confirmação daqueles adágios populares que diz que quem tem cooler, tem medo.

Respeitosamente, seu súdito Arael Costa

1 pensou em “ARAEL COSTA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Sou absolutamente contra as tentativas dirigidas contra o governo embarcadas nas denúncias contra o servidor. Sempre soube que ninguém governa sozinho, e se for provado judicialmente qualquer coisa contra integrantes do governo ,tanto do executivo , judiciário ou legislativo deve ter punição. Votamos por e nisto. Sou hétero, obrigado a aceitar a homossexualidade por força de lei, contrariado por estar tal comportamento incompatível com a natureza. Entretanto achei pesada a frase ” a morte de uma vereadora insignificante”. mesmo sendo contra sua preferencia sexual, uma pessoa assassinada por qualquer motivo deve haver sentimento de repulsa , e investigação competente. O “auê” do acontecido, não partiu dela, haja visto que foi morta, mas sim de seus amigos que continuam dormindo , comendo e bebendo esperando um novo cadáver. Estes sim junto com os assassinos, fazem parte da insignificante parte de insignificantes manobristas de notícias.

Deixe uma resposta