FRASES DE MÁRIO QUINTANA

Aristeu Bezerra

“A saudade que dói mais fundo e irremediavelmente é a saudade que temos de nós.”

“Confesso que até hoje só conheci dois sinônimos perfeitos: ‘nunca e sempre’.”

“O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente. E assim é com a vida, você mata os sonhos que finge não ver. “

“No fundo, não há bons nem maus. Há apenas os que sentem prazer em fazer o bem e os que sentem prazer em fazer o mal. Tudo é volúpia.”

“Dizes que a beleza não é nada? Imagina um hipopótamo com alma de anjo… Sim, ele poderá convencer os outros de sua angelitude – mas que trabalheira!”

“A preguiça é a mãe do progresso. Se o homem não tivesse preguiça de caminhar, não teria inventado a roda.”

“Há 2 espécies de chato: os chatos propriamente ditos e os amigos, que são os nossos chatos prediletos .”

“Não tem porque interpretar um poema. O poema já é uma interpretação. “

“Só se deve beber por gosto: beber por desgosto é uma cretinice.”

“A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.”

“Quero sempre poder ter um sorriso estampado em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre. E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.”

“O amor é isso. Não prende, não aperta, não sufoca. Porque quando vira nó, já deixou de ser laço. “

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver.. simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!”

“O tempo não para! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.”

“Maravilhas nunca faltaram ao mundo; o que sempre falta é a capacidade de senti-las e admirá-las”

“Viver é acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé a nossa inspiração maior. É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo de ser feliz!”

“Se eu acredito em Deus? Mas que valor poderia ter minha resposta, afirmativa ou não? O que importa é saber se Deus acredita em mim.”

“A indulgência é a maneira mais polida de desprezar alguém.”

“O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente…”

“Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente… e não a gente a ele!”

Mário Quintana (1906 – 1994) nasceu na cidade de Alegrete, no Rio Grande do Sul. Ele foi poeta, tradutor e jornalista. É considerado um dos maiores poetas do século XX. Mestre da palavra, do humor e da síntese poética, em 1980 recebeu o Prêmio Machado de Assis da ABL e em 1981 foi agraciado com o prêmio Jabuti. Mário Quintana não se casou nem teve filhos. Viveu de 1968 até 1980 no Hotel Majestic, no centro histórico de Porto Alegre. Nesta cidade, veio a falecer no no dia 5 de maio de 1994.

9 comentários em “FRASES DE MÁRIO QUINTANA

  1. Mário Quintana, além de um grande poeta, foi um exímio criador de frases que permanecem atualíssimas. Se fosse eleger uma frase dessa excelente coletânea, seria a seguinte: “O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente. E assim é com a vida, você mata os sonhos que finge não ver. “O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente. E assim é com a vida, você mata os sonhos que finge não ver. “

    • Vitorino,

      Muito obrigado por seu comentário nesse espaço democrático do Jornal da Besta Fubana. A frase escolhida por você é uma das mais belas desse poeta que tinha uma capacidade de síntese raramente encontrada no universo poético brasileiro. Acredito que o sonho é muito importante para a realização do que se propõe, ou seja, é necessário sonhar a fim de que ocorra a materialização do que foi pensado. Sonhar é peça fundamental para viver. Se não temos um sonho a vida parece não ter sentindo, mas quando um novo sonho entra em nossa vida nos da ânimo, é vida nova.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

  2. Aristeu,
    Frases de um grande gaúcho no qual temos orgulho de ter nascido aqui no sul!
    Parabéns e grata pela homenagem ao nosso poeta Mario Quintana!
    Quintanar é preciso!
    Fraterno Abraço!
    Carmen.

  3. Carmen,

    Agradeço o seu gentil comentário. Gostei demais da conta da frase:”Quitanar é preciso!”. Aproveito para fazer um breve esclarecimento. Cecília Meireles inventou esse enigmático verbo quintanar. E logo nasceu o substantivo quintanar cujo plural só pode ser quintanares.
    E do que se trata? Tão simplesmente do modo como Mário Quintana fazia poesia: vivendo e sonhando. Por isso a forma não é certa. Tanto pode ser métrica como livre e até pode mesmo ser prosa. Mas é sempre poesia.
    Aproveito a oportunidade para compartilhar um belo poema de Augusto Meyer e Manuel Bandeira homenageando Quintana com prezada leitora fubânica:

    QUINTANARES – Augusto Meyer e Manuel Bandeira

    Meu Quintana, os teus cantares
    Não são, Quintana, cantares:
    São, Quintana, quintanares.

    Quinta-essência de cantares…
    Insólitos, singulares…
    Cantares? Não! Quintanares!

    Quer livres, quer regulares,
    Abrem sempre os teus cantares
    Como flor de quintanares.

    São cantigas sem esgares.
    Onde as lágrimas são mares
    De amor, os teus quintanares.

    São feitos esses cantares
    De um tudo-nada: ao falares,
    Luzem estrelas, luares.

    São para dizer em bares
    Como em mansões seculares
    Quintana, os teus quintanares.

    Sim, em bares, onde os pares
    Se beijam sem que repares
    Que são casais exemplares.

    E quer no pudor dos lares,
    Quer no horror dos lupanares,
    Cheiram sempre os teus cantares

    Ao ar dos melhores ares,
    Pois são simples, invulgares.
    Quintana, os teus quintanares.

    Por isso peço não pares,
    Quintana, nos teus cantares…
    Perdão! digo quintanares.

    Saudações fraternas,

    Aristeu

  4. Parabéns pelas excelentes frases do grande Mário Quintana, prezado colunista Aristeu Bezerra!
    De todas, destaco:

    “O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente. E assim é com a vida, você mata os sonhos que finge não ver. “

    “No fundo, não há bons nem maus. Há apenas os que sentem prazer em fazer o bem e os que sentem prazer em fazer o mal. Tudo é volúpia.”

    Um grande abraço!

    Violante Pimentel Natal (RN)

  5. Violante,

    É gratificante receber o comentário de uma cronista com sensibilidade poética. As suas crônicas bem-humoradas sempre elevam a minha autoestima. Compartilho três frases de Mário Quintana com a prezada amiga:

    1) “Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão.”

    2)“É uma barbaridade o que a gente tem de lutar com as palavras, para obrigar as palavras a dizerem o que a gente quer.”

    3)“As pessoas não se precisam, elas se completam… não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.”

    Saudações fraternas,

    Aristeu

  6. Obrigada, amigo Aristeu, pela gentileza de suas palavras e por mais essas três frases fantásticas do grande Mário Quintana! Adorei!!! Um grande abraço e uma ótima semana para você!

  7. Foi curto o espaço de tempo que ficamos sem a sua excelente publicação, mas ainda bem que retornou, saudades das segundas com seus comentários.

    • Marcos Ribeiro,

      Grato por ter sentido saudade dos meus artigos. A sua generosidade é por conta da nossa amizade de longa data. A verdadeira amizade é como a fosforescência: nota-se melhor quando tudo ficou às escuras. Aproveito a oportunidade para compartilhar um poema de Mário Lago com o caro amigo:

      Fazer o céu, com pouco a gente faz
      Basta uma estrela
      Uma estrela e nada mais
      Pra ter nas mãos o mundo
      Basta uma ilusão
      Um grão de areia
      É o mundo em nossa mão
      Sonhar é dar à vida nova cor
      Dar gosto bom às lágrimas de dor
      O sol pode apagar, o mar perder a voz
      Mas nunca morre um sonho bom dentro de nós.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

Deixe uma resposta