A ILHA QUE É O IDEAL DAS ZISQUERDAS BRASILEIRAS

Escassez de comida leva a longas filas e desespero em Cuba:

“A gente quase se mata para comprar uma língua de porco”

Desde o fim de 2018, a ilha enfrenta uma escassez generalizada de alimentos e produtos de higiene, que se agravou nos últimos meses.

Maydelis Blanco Rodríguez, uma cubana de 32 anos, diz que toda manhã, quando acorda, só pensa em uma coisa: “O que vou dar de comer ao meu filho hoje?”

“É uma situação muito desesperadora, você se sente muito impotente porque nem com dinheiro consegue as mercadorias”, diz ela à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC, por telefone de Havana.

Desde o fim de 2018, Cuba, que ao longo da história sofreu uma série de crises econômicas, enfrenta uma escassez generalizada de alimentos e produtos de higiene (como sabonete e pasta de dente), que se agravou nos últimos meses.

Fila para entrar em supermercado dá a volta no quarteirão na capital cubana

* * *

Tudo culpa dos Zistados Zunidos.

Quem quiser ler a matéria completa, publicada na página G1, da Globo, basta clicar aqui.

Não vou comentar nada.

Vou só transcrever o comentário e a charge que me foi mandada pelo colunista fubânico Sponholz:

“Esperando ajuda do Chico Buarque, do Fernando Morais, do Lula e de toda a petezada”

1 pensou em “A ILHA QUE É O IDEAL DAS ZISQUERDAS BRASILEIRAS

Deixe uma resposta