CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JACOB FORTES – BRASÍLIA-DF

REPELENTE NATURAL

Durante o calendário da mocidade, portanto no transcorrer da primavera, (quando, aliás, tudo floresce e fascina) os seres humanos parecem equipados com um repelente natural, digamos uma vacina que tem o condão de afugentar colônias de doenças que vagueiam pelo mundo em busca de uma boa estalagem. Equivale, por assim dizer, a querubins de primeira hierarquia montando guarda com o propósito de enxotar um sem-número de enfermidades que, renitentemente, buscam um formidável cangote onde possam armar as suas redes.

Porém, à medida que escorre o calendário primaveril, percebe-se que a validade do repelente vai perdendo suas forças gradualmente. Tempos depois, no repontar do verão, esses corpos, minguados de sentinela, já estão praticamente de porteira aberta. Com o passaporte carimbado, manadas de marmotas egressas de todas as paragens, inclusive do estrangeiro, dão início às invasões. Chegam à socapa, uma de cada vez, com o firme propósito de erguer acampamento na cacunda dos cristãos. Estes, nessas alturas, já revelam cabelos em duas cores. Quando menos se espera a procissão de forasteiros perniciosos adquire dimensões avultadas, os hospedeiros, evidentemente, figurando no catálogo dos destinos turísticos de alta demanda.

Mais adiante, quando o outono promulga o despojar das árvores, os corpos das criaturas já ostentam a condição de prestimosos santuários de doenças.

Com o advento da quadra vetusta, demarcada por cabeleira algodoada, época em que o inverno atinge a sua plenitude, um simples raio X testifica que os corpos já encerram um desfrutável ninhal de malfazejos. (E ainda se diz que os idosos só pensam em remédios; velha injustiça que a refuto). Mas não se dê por achado! Os dias trotam para todos; “eu já fui quem você é e você será quem eu sou”.

Porém, nem tudo está perdido inclusive porque, como dizia o Camões brasileiro: “{…}as esperanças vão conosco à frente, e vão ficando atrás os desenganos {..}”. A esperança é que a medicina decifre a enigmática fórmula desse sobredito repelente natural e os laboratórios possam manufaturar um genérico supimpa, com aptidão para desvanecer as hordas de agentes virulentos e infecciosos. Isso seria bênção grandiosa; seria a confirmação da sentença de Saramago (Azinhaga de Ribatejo 1922, Espanha 2010, prêmio Nobel de literatura): debaixo de um escombro é possível brotar um favor. Favor para que pereça tarde quem desencarna cedo.

AUGUSTO NUNES

AMANTE BRILHANTE

Gleisi garante que a Lava Jato, entre outros abusos, condenou 159 pessoas só para “impedir a vitória eleitoral de Lula e do PT”

Gleisi Hoffmann, deputada federal e presidente do PT, conhecida pelo codinome Amante no Departamento de Propinas da Odebrecht, no Twitter, informando que a Operação Lava Jato cumpriu até agora 1.237 mandados de busca e apreensão, fechou 184 acordos de colaboração premiada e 11 acordos de leniência, instaurou 2.476 procedimentos, cumpriu 1.237 mandados de busca e apreensão e 160 de prisão preventiva e condenou 159 pessoas só para “impedir a vitória eleitoral de Lula e do PT”.

CHARGE DO SPONHOLZ

A PALAVRA DO EDITOR

CASSETETE NO FURICO DOS VAGABUNDOS

Estava vendo agora há pouco o noticiário matinal e o que se esperava está confirmado.

Meia dúzia de vagabundos atrapalhando a vida de milhões e milhões de trabalhadores.

Queimando pneus, fechando avenidas, paralisando ônibus, interditando estações de metrô e depredando o patrimônio alheio.

De norte a sul do país.

Essa pelegada lulo-vermêio-ziquerdóide é um atraso da porra.

Pra esses desocupados existe um cassetete muito bom e eficaz.

A parte principal é pra baixar com força no lombo dos marginais.

E o punho enrugado do cassete é pra enfiar no furico deles.

Não vai ficar uma única prega no cu desses felas-da-puta.

* * *

DEU NO JORNAL

CHARGE DO SPONHOLZ

DEU NO JORNAL

DEU NO JORNAL

É PRA ISSO QUE EXISTE A LAVA JATO

“Em todas as conversas reveladas pelo hackeamento do celular do procurador Deltan Dallagnol, não há um só momento em que se flagre uma combinação entre ele e Moro para prejudicar o ex-presidente Lula ou outro investigado qualquer.

O fato de o Intercept ter publicado o que diz ser a íntegra das conversas ajudou a confirmar a percepção de que os dois só têm conversas a respeito de procedimentos, e o que parece uma participação indevida do juiz Moro, na verdade é a discussão de decisões sobre as investigações, ou a comunicação de uma testemunha que havia revelado um crime.

Mesmo as conversas entre os dois, que não são diretamente ligadas a casos específicos, são sobre o combate à corrupção, e como ela está arraigada na sociedade brasileira. Afinal, a Força-Tarefa da Lava Jato existe para isso.”

* * *

As palavras ai de cima foram escritas pelo jornalista globeiro Merval Pereira.

Nada mais havendo a declarar, está encerrada a postagem. 

 

COMENTÁRIO SELECIONADO

É DE FAZER O CU CAIR DA BUNDA ! ! !

Comentário sobre a postagem BOCA-DE-BUCETA QUER ACABAR COM A LAVA-JATO

Canindé:

E foi o “supremo” que ligou!!!

Já pensou???

O representante do Super Tolete Fedorento liga para um criminoso cujo processo corre no órgão onde ele faz suas merdas pra perguntar “que confusão é essa”?

E ainda afirma ao réu que vai “falar com o Tóffoli e depois retorna”.

É pra arrombar a tabaca de xolinha ou murchar os ovos de polodoro???

Sinceramente, ter que aguentar uma excrescência dessas como ministro da mais altar corte da nação é quase como ser obrigado a comer merda e dizer que é bom.

PUTA QUE PARIIIIIIIIIIIIIIIIUUUUUUUUUUUUUUU!

* * *

Lapa-de-Corrupto e Boca-de-Buceta: uma parelha que só mesmo na República Federativa de Banânia seria possível existir

DEU NO JORNAL