O SÓCIO DO FILHO

Publicado no fim do ano passado, O Sócio do Filho relata em detalhes inúmeros negócios escusos feitos pelo empresário Jonas Suassuna, em parceria com os irmãos Kalil e Fernando Bittar, dono oficial do sítio de Lula em Atibaia, e Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente. Escrito por Marco Vitale, o livro conta o que o jornalista e fotógrafo viu e ouviu durante os sete anos em que trabalhou como diretor do Grupo Gol. Embora homônima, a empresa responsável por prestar uma série de serviços superfaturados para governos e estabelecimentos privados não tem nenhuma relação com a companhia aérea.

“Quero deixar claro que o chefe dessa quadrilha era Lula”, afirmou Vitale na entrevista ao programa Perguntar Não Ofende, da rádio JovemPan. “Pessoalmente não tenho nada contra o ex-presidente, mas o livro prova parte da corrupção cometida durante os governos petistas”. Amparadas em notas fiscais, e-mails e cópias de contratos – algumas reproduzidas no livro –, as denúncias mostram que Lula foi o chefe da quadrilha que tinha Lulinha como sócio.


1 Resposta

PARA A VERTIGEM – Raul de Leoni

Alma em teu delirante desalinho,
Crês que te moves espontaneamente,
Quando és na Vida um simples rodamoinho,
Formado dos encontros da torrente!

Moves-te porque ficas no caminho
Por onde as cousas passam, diariamente:
Não é o Moinho que anda, é a água corrente
Que faz, passando, circular o Moinho…

Por isso, deves sempre conservar-te
Nas confluências do Mundo errante e vário.
Entre forças que vem de toda parte.

Do contrário, serás, no isolamento,
A espiral, cujo giro imaginário
É apenas a Ilusão do Movimento!…

Colaboração de Pedro Malta 

Deixe o seu comentário

DOIS FUROS

* * *

É imperioso que este Editor faça duas importantes observações sobre esta tuitada do presidente:

1 – O Departamento de Fuxicos do JBF não foi informado sobre o cardápio desse almoço, marcado pela grande tietagem dos puxa-sacos ao redor.

Tremendo furo do Departamento Gastronômico da Presidência da República.

2 – O presidente usou a palavra “colegas” se referindo aos caminhoneiros.

O certo, pra manter a tradição, seria “companheiros”.

4 Comentários

INFORMAÇÃO INCOMPLETA

* * * 

O Presidente Bolsonaro, cognominado de O Tosco, deu esta tuitada ontem, no final da tarde.

Às 6:46 conforme está escrito aí em cima.

Só faltou ele informar duas coisas:

– Quem foi que deu a ordem pra Petrobras baixar os preços.

– Quando esta medida entrará em vigor.

A resposta da primeira dúvida eu não tenho a menor ideia. Nem desconfio quem seja que mandou a Petrobras fazer isto.

Se algum de vocês souber, informe aqui pra gente.

Quanto à segunda, a data da entrada em vigor desta medida, a revista Veja, conforme nota abaixo transcrita, se encarregou de tirar  a dúvida.

O resto da grande imprensa também se viu obrigada a dar a mesma informação.

Desejo um bom final de semana pra todos os motoristas do Brasil.

2 Comentários

AO SOM DAS FERRADURAS

É isso mesmo. É o que ocorre na maioria das universidades brasileiras. As manifestações “estudantis”, por si só, já demonstram a qualidade que está vivendo o Brasil no seu ensino. Todos contra o “corte” na Educação, era o mote. Uma massa gigantesca formada de “universitários”, Centrais Sindicais, MST, MSTS e um bando de desocupados, foram às ruas sem muito entusiasmo, despidos de causa. Eram poucos os participantes que sabiam o que lá estavam fazendo. Vários vídeos com tomadas de opinião dos “engajados” na defesa da causa educacional não tinham a mínima ideia do fato motivador utilizado pelos doutrinadores e Pit Bulls escolares do ensino médio e fundamental que se dizem “professores”. O chamado “corte” nada mais é do que contingenciamento, de significados bem diferentes. O governo não retirou dinheiro da Educação como fez Dillma e Lulla que sacaram da Educação mais de 30 bilhões e não teve passeata, esse sim, foi corte, é dinheiro do orçamento da Educação que não chegou ao destino.

O contingenciamento proposto pelo governo é sobre a parte que cabe apenas a livre destinação pelos reitores, sobre 12% de todo o dinheiro. É suspender/bloquear temporariamente o repasse. Seria aplicado 30% sobre 12%, mas como pouco sabem do que acontece em suas casas de ensino (?), os estudantes, como gado, foram conduzidos em manadas para as ruas. Interessante que tão preocupados, nunca fizeram qualquer mobilização pela lástima do ensino dado pelos “professores” que os levam a resultados pífios nos exames de avaliação internacional (PISA) e tantos outros. Nunca fizeram mobilização por saírem das universidades ao som das ferraduras. Nunca se revoltaram contra os absurdos ideológicos que são submetidos todos as semanas, meses e anos de vida estudantil, são sofredores diários de uma lavagem cerebral fora de série, é a chamada psicopolítica adotada pelo regime comunista russo no período da extinta URSS.

Existe alguma culpa em tudo isso? Sim, e ela tem grande parte na omissão das famílias, não só ter mais cuidados com os filhos, mas também de saber o que se passa nas suas escolas. Essa omissão jogou no lixo milhares de jovens, totalmente desqualificados profissionalmente como também socialmente improdutivos, que vivem a mercê da ociosidade quando não da promiscuidade social com adoção das drogas, crimes e etc etc. Estão se tornando verdadeiros párias, muitos vagando pelas ruas sem qualquer rumo. Dá pena ver os “nem nem” e dor no coração em ter plena consciência dos destinos de toda essa perdida geração. Esses doutrinadores, não podem passar em branco nesse crime que cometem diariamente nas escolas brasileiras, algo tem que ser feito. Esse grupo, por não ter oportunidade de ascensão intelectual e social, se entregam a essas vertentes ideológicas como forma de ter possibilidade de ser admirado como revolucionário, de ter lugar no palco dos chefes. A diferença entre as manifestações é que as pró pautas do governo não teve qualquer “doutrinador”, nem mesmo o favorecido Bolsonaro compareceu nas concentrações por todo o Brasil, já a dos “estudantes”, reuniu-se partidos, sindicatos e outros tantos movimentos oportunistas, sem falar que foram vários os vídeos gravados por alunos em que mostram os “professores” doutrinando e exigindo a participação, alguns, conforme publicações, chegaram ao requinte de utilizar o uso de notas como estímulo a participação.

O que o governo tem que fazer de imediato, e de sua competência, é exigir resultados. Em não obtendo, promover a apuração de responsabilidades porque é uma falta grave a incapacidade de ensinar. Essa é a obrigação trabalhista do professor, se não corresponder, que seja demitido por justa causa. Há muitos mecanismos para fazer uso dessa exigência, inclusive avaliação semestral dos alunos. A universidade não pode ser considerada livre de obrigações de resultados, se o professor está insatisfeito com salários, peça as contas, o que não pode é esses doutrinadores permanecerem sacrificando toda uma geração de jovens e com ela o País. Sem educação não vamos avançar no desenvolvimento. Uma instituição, tão vital para toda uma Nação, não pode ficar à mercê desses ideólogos, produtores de masturbações mentais perniciosas e desconectadas com o mundo atual. Ainda vivem no passado e se emprenham de princípios e fundamentos da época em que se amarrava cachorro com linguiça. Os resultados desses desqualificados para ensinar é o que está acontecendo todos os anos, os alunos entram e saem das universidades ao som das ferraduras.

Deixe o seu comentário

CACHORRADA SUPREMA

Em despacho assinado na última terça, o ministro Marco Aurélio Mello se declarou suspeito e rejeitou analisar um pedido que contestava decisão de Gilmar Mendes no STF.

Escreveu, com todas as letras, que tem “relação de inimizade” com Gilmar e, por isso, pediu à Secretaria Judiciária que enviasse o processo para outro ministro.

No Supremo, os dois ministros não se falam.

Em 2017, Gilmar Mendes chegou a chamar Marco Aurélio de “velhaco”.

* * *

Essa cachorrada rasteira, essa arenga de comadres de ponta-de-rua, essa briga de putas de cabaré barato, é coisa normalíssima na suprema bosta em que o órgão máximo do poder judiciário foi transformado nos últimos anos.

O fato é que quem tem relação de amizade com Gilmar é safado completo.

Como Marco Aurélio é apenas 90% safado, a relação é de inimizade.

Tá explicado.

“Marco Aurélio tem inveja da minha boca de priquito”

1 Resposta