OS SAPOS – Manuel Bandeira

Enfunando os papos,
Saem da penumbra,
Aos pulos, os sapos.
A luz os deslumbra.

Em ronco que aterra,
Berra o sapo-boi:
— “Meu pai foi à guerra!”
— “Não foi!” — “Foi!” — “Não foi!”.

O sapo-tanoeiro,
Parnasiano aguado,
Diz: — “Meu cancioneiro
É bem martelado.

Vede como primo
Em comer os hiatos!
Que arte! E nunca rimo
Os termos cognatos.

O meu verso é bom
Frumento sem joio.
Faço rimas com
Consoantes de apoio.

Vai por cinquenta anos
Que lhes dei a norma:
Reduzi sem danos
A fôrmas a forma.

Clame a saparia
Em críticas céticas:
Não há mais poesia,
Mas há artes poéticas…

Colaboração de Pedro Malta

1 Resposta

OBRAS FORAM EM BENEFÍCIO DE LULA, MAS…

Comentário sobre a postagem CASAMENTO

Goiano:

Quanto à prisão de Lula, só Sponholz ainda não entendeu que ele é inocente:

“Em seu interrogatório, o ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, declarou que a empresa realizou reformas no sítio em benefício de Lula, mas negou que as obras tivessem relação com o esquema de corrupção na Petrobras…”

Veja mais clicando aqui.

* * *

M A S . . .

10 Comentários

WILSON MONTEIRO – PALMARES-PE

Estimado amigo.

Ainda extasiado de alegria pela sua oportuna visita ao nosso programa, como, um patrimônio palmarense, sinto-me agradecido pela honrosa visita, retribuindo-lhe com o carinho e fraternal amizade que sempre permearam a nossa salutar convivência, mesclada pelo respeito e admiração mútua.

Rogo ao Criador que multiplique a sua talentosa criatividade, para o bem e o enriquecimento cultural da nossa terra palmarense.

R. Meu caro, eu é que tenho de agradecer pela generosa acolhida que tive no seu programa, onde recebi um tratamento de estrela e de celebridade.

Num mereço tanto, meu querido amigo!

Brigadão mesmo.

Agora, só falta você me mandar, conforme prometido, uma cópia completa da entrevista. Que é pra eu me amostrar pros leitores desta gazeta escrota.

O programa de Wilson Monteiro, Nos Tempos do Ferroviário, é apresentado todos os sábados, a partir das 8:30 na Rádio Cultura dos Palmares, a maior audiência da Mata Sul do estado de Pernambuco.

Muito obrigado também pela camiseta que você me presenteou, além dos sete de seus discos.

Tô curtindo suas músicas e suas interpretações no rádio do meu carro. Em breve colocarei também aqui no JBF.

Um grande abraço e mais sucesso ainda, seu cabra doido!!!

Deixe o seu comentário

ULTRAJE

José Dirceu está dividindo a cela com Eduardo Cunha, segundo a Folha de S. Paulo.

E ainda há quem acuse a Lava Jato de ser partidária.

* * *

Segundo apurou a Editoria do JBF, Eduardo Cunhão se sentiu tremendamente ultrajado pelo fato de ter a Polícia Federal colocado na sua cela o corrupto que é conhecido pela alcunha de Roubalheiro do Povo Brasileiro, o grande ideólogo do Mensalão.

A direção nacional do PMDB vai expedir nota afirmando que o partido está profundamente ofendido pelo fato de ter um seu filiado ilustre encarcerado ao lado de um petista.

Segundo os dirigentes pmdebista, isto é uma tremenda sacanagem da Polícia Federal que, ao colocar os dois corruptos juntos, maculou indelevelmente a já profundamente maculada imagem do PMDB, uma imagem muito mais suja do que pau de galinheiro.

O pmdebista Eduardo Cunhão de cara amarrada e puto com a presença ultrajante do petralha cumpanhero de cela

1 Resposta

AMANTE DISSIMULADA

Gleisi volta a culpar Jair Bolsonaro pelo desastre causado por 13 anos de governo de um corrupto vocacional e um neurônio solitário

“O governo destruidor de Jair Bolsonaro está custando caro ao país. Sob a política neoliberal de Paulo Guedes, o descalabro corre a passos lagos (sic) e a sombra da recessão econômica voltou a assustar o Brasil, com o país vivendo um período de estagnação sem precedentes”.

Gleisi Hoffmann, deputada federal e presidente do PT, conhecida pelo codinome Amante no Departamento de Propinas da Odebrecht, em artigo no site do PT, voltando a culpar Jair Bolsonaro pelo que fez a dupla formada por um ex-presidente presidiário e um neurônio solitário.

2 Comentários

CÍCERO TAVARES – RECIFE-PE

Editor Berto,

Publique, por gentileza, essa lembrancinha ao nosso gigante de alma divina que hoje fica mais jovem, sábio e de bem com o mundo:

Dr. José Paulo Cavalcanti Filho:

O homem por detrás do charuto que conheci no ano de 2004 e, sem saber quem eu era, autorizou a secretária a me mandar subir até o primeiro andar do escritório de advocacia da Avenida Agamenon Magalhães, onde estava a me esperar para um bate-papo descontraído.

Um bate-papo que para mim dura até hoje, pela a atenção que me foi dispensada.

Naquele momento, ouvi-o falar pela primeira vez que estava com o projeto da biografia de Fernando Pessoa.

Chiquinho, tenho filhos maravilhosos, já plantei árvores, mas preciso escrever um livro para completar minha odisseia” – disse-me o biógrafo de Fernando Pessoa que hoje fica uma criança mais sábia, com o coração sempre aberto à simplicidade que a vida nos proporciona.

Feliz primavera, homem de Deus.

É o que te deseja este teu amigo do coração.

Chiquinho

R. Hoje pela manhã, a primeira mensagem de zap que passei, às 6:30, foi para o nosso estimado colunista fubânico, dando parabéns pelo aniversário dele.

E ele me respondeu de imediato.

José Paulo, o ilustre aniversariante do dia, é um amigo muito especial e pelo qual tenho uma grande admiração.

É um privilégio para esta gazeta escrota contar no seu quadro de colaboradores com um dos maiores juristas e intelectuais do Brasil.

O quadro abaixo reproduzido está no Blog do Nêumanne, comandado pelo grande jornalista brasileiro José Nêumanne Pinto, também colunista do JBF:

10 Comentários

SUBIU DE NÍVEL

* * *

Gostei da combinação que o prisioneiro escreveu:

“Ele solto; eu preso”.

Por que será que um tá preso e o outro tá solto?

Hein?

O fato é que Lapa de Corrupto se auto-promoveu a um grau elevadíssimo.

Um corrupto analfabeto usou como termo de comparação um ficha-limpa com diploma.

O condenado, tuitando do fundo do cárcere, subiu muitos e muito degraus na hierarquia de valores da honra e da probidade com esta inxirida comparação. 

Ceguinho Teimoso vai festejar entusiasticamente a tuitada do seu ídolo.

Aliás, em falando do luleiro Ceguinho Teimoso, esta foi a última apreciação que ele fez do governo Bolsonaro aqui no JBF:

“Um governo burro, tosco, cultural, filosófica, doutrinária e mentalmente indigente.”

Uma apreciação que nos dá uma saudade danada de um outro governo.

Um governo que foi comandado por um intelequitual que não era burro, nem tosco.

E que tinha um altíssimo nível cultural, filosófico, doutrinário e, sobretudo, era mentalmente genial.

Fora o fato de que era um exemplo para os jovens como leitor incansável de livros.

2 Comentários