DE LONGE – Alda Lara

Não chores Mãe… Faz como eu, sorri!
Transforma as elegias de um momento
em cânticos de esperança e incitamento.
Tem fé nos dias que te prometi.

E podes crer, estou sempre ao pé de ti,
quando por noites de luar, o vento,
segreda aos coqueirais o seu lamento,
compondo versos que eu nunca escrevi…

Estou junto a ti nos dias de braseiro,
no mar… na velha ponte… no Sombreiro,
em tudo quanto amei e quis pra mim…

Não chores, mãe!… A hora é de avançadas!…
Nós caminhamos certas, de mãos dadas
e havemos de atingir um dia, o fim..

Colaboração de Pedro Malta

Deixe o seu comentário

AMANTE DISSIMULADA

Gleisi finge enxergar nos quatro meses e meio do governo Bolsonaro o que viu nos cinco anos e meio do pesadelo Dilma

“Completados três anos do golpe contra ex-presidenta Dilma Rousseff, o Brasil se vê diante de uma crise financeira e econômica grave e um horizonte devastador para o futuro do país. Com a democracia em risco e ataques à liberdade de expressão e opinião, sob o governo de destruição de Jair Bolsonaro, está provado que tirar Dilma não fez o país melhorar”.

Gleisi Hoffmann, deputada federal e presidente do PT, conhecida pelo codinome Amante no Departamento de Propinas da Odebrecht, fingindo que o pesadelo criado por cinco anos e meio de Dilma Rousseff foi produzido em quatro meses e meio por Jair Bolsonaro.

Deixe o seu comentário

ORTOGRAFIA PROLETÁRIA

Esta intelequitual dos peitinhos duros aí de cima, militante petêlho-lulo-zisquerdóide, deve ser estudante de Letras da USP.

Ela com certeza está se preparando pra ser professora de Língua Portuguesa, especializada em Ortografia.

Eu queria mesmo era ver o jegue Polodoro se “mechendo” enquanto enfia a pajaraca no furico dela.

Ela iria fazer a mesma cara que está fazendo a jumenta nesta foto aí embaixo.

Polodoro enrabando uma asna petista, integrante do movimento “Lula Livre”

15 Comentários

ROGERIO ARAUJO – ITATIBA-SP

Nobre editor

Segue a foto de um docinho indigesto para a esquerda de merda do Brasil.

Abraços

R. Caro leitor, você cometeu uma tremenda duma redundância ao utilizar a expressão “esquerda de merda”.

Toda esquerda é bostosa por natureza.

Vide PT, PSOL e PCdoB, por exemplo.

Agora, aqui entre nós:

Acho que este negócio roliço com a cara do galêgo Trumpão, ao invés de “docinho”, tá parecendo mais uma mão-de-pilão, um toco de pau grosso, um cassetete de bom calibre, uma pica de jumento…

E por aí vai.

Enfim, um negócio bem grosso e comprido pra enfiar no furico dos zisquerdistas não só de Banânia mas de todo o mundo.

Nicolás Maduro iria ter orgasmos bolivarianos com esse “docinho” enterrado todinho no rabo!

1 Resposta

MASSA DE MANOBRA

“Mesmo o político ladrão, é mais digno que um funcionário público concursado”, dizeres do Lulla pouco tempo antes de ser preso. Esse mesmo quadrilheiro, chefe de bando, quando pela inocência de milhões de brasileiros que foram iludidos ocupou a presidência deste sofrido País, deixou de aplicar mais de 20 bilhões na educação e ainda promoveu corte de outros 2,7 bilhões. O seu poste sucessor, a presidente Dillma, cortou mais de 10 bilhões da educação, dinheiro que seria investido, entre outros setores, na formação profissional e técnico da área de educadores. Esses são os líderes dos “professores” que em sua maioria passaram por uma lavagem cerebral, o processo de psicopolítica russo, e são hoje os “educadores” dos jovens brasileiros que embarcaram, como massa de manobra, nessa aventura destrutiva da educação no Brasil. São esses jovens, manobrados e doutrinados pelos professores, que estão destruindo com o patrimônio educacional, físico e cultural, do Brasil. Estão alienados e dóceis aos comandos dos partidos de esquerda. A doutrinação tem métodos e ações, entre elas, a de levar ao fracasso a estrutura familiar de forma a facilitar o domínio do pensar dos jovens, o que hoje acontece na vida brasileira. Uma geração de corações e mentes perdidas, jogadas na lata de lixo.

Heraldo Perreira, âncora da Globo News, em noticiário, distorce propositadamente, – penso isso porque caso contrário seria um imbecil -, que o Ministério da Educação promoveria “corte” de 30% das verbas destinadas as universidades federais, numa flagrante indução da população ao erro. Desde o início da proposta do governo, o objetivo era, e será, contingenciar 30% sobre o montante cabível e disponível a aplicação das reitorias onde bem lhe prover, ou seja, cerca de 12% do total destinado a cada universidade, ou um total de 3,6%. Para fustigar mais ainda o entendimento da população, a grande mídia passa a infundir o tema “corte”, sendo que muitos repórteres desconhecem a diferença entre “corte” e “contingenciamento”.

Para dar mais confusão ao entendimento, a falta de conhecimento, ou de propósitos profissionais, de muitos repórteres, com anuência da redação da tv, principalmente, os levam a sempre dizer “corte” / “bloqueio” misturando os significados das palavras e do entendimento popular. É muito visível a busca da nossa imprensa do heroísmo em derrubar o presidente, seguindo o exemplo da imprensa americana que tenta a todo custo atingir o presidente americano Donald Trump, e destituí-lo, mas este continua vitorioso em suas ações e o maior exemplo é a espetacular recuperação da economia americana que está tendo como maior resultado a menor taxa de desempregos nos Estados Unidos há muitos e muitos anos. O PIB americano cresceu neste primeiro trimestre 4,0%. O povo americano recuperou o seu poder de compra.

E nós aqui no Brasil ainda continuamos nessa pobreza cultural, educacional, econômica, política e a mais grave: de informação. Quando surge um homem que se propõe a lutar contra isso e toda a corrupção, bandalheira, declínio, decadência, e por aí vai, expurgando do governo a maior quadrilha que se tem notícia no mundo, ainda existem os que colocam dúvidas em suas intenções. Querem estes que se resolva em quatro messes o que foi destruído em mais de dezesseis anos. tomam partido e dão créditos aos ardilosos veículos de comunicação, pessoas e grupos empresariais que se fartaram do dinheiro do povo, derrotadas junto com o bando que iludem com falsas e induzidas informações mentirosas, a boa fé da população. O que assistimos e temos assistidos nos últimos meses são verdadeiros conchavos na justiça e no Congresso Nacional para desestruturar um governo que vem agindo dentro da honestidade de princípios e com enorme desejo e vontade de fazer do nosso País um lugar decente para se viver.

Sabem estes malfeitores que o caminho tomado pelo governo Bolsonaro está envolto da verdade e da certeza que logo estaremos navegando em um mar de tranquilidade econômica e de muito desenvolvimento para o Brasil e sua população. Nada é divulgado do muito que já foi feito e está em execução. A tentativa de desconstruir o presidente é enorme, brutal e covarde. Flávio Bolsonaro, senador e filho do presidente, teve oitenta ex funcionários convocados pelo Ministério Público do Rio que busca pressioná-los a uma delação. O objetivo é atingir a família e por tabela acertar o presidente. Esses promotores é que vazam informações para a Globo, como foi flagrado dois deles com o Otávio Guedes, um deles o Procurador Geral, Eduardo Gussem. Todos esses grupos de empresas, estudantes e políticos mencionados, são sim, transformados pela esquerda em massa de manobra.

Deixe o seu comentário