AUGUSTO NUNES

AMANTE ESQUECIDA

Gleisi finge esquecer os casos Rosemary Noronha, Waldomiro Diniz, Orlando Silva, Pedro Novais, João Vaccari Neto e Delcídio Amaral, fora o resto

“O caso Queiroz é só o primeiro de uma série de histórias que ficam conhecidas como “Laranjal do PSL”. Familiares e aliados políticos de Bolsonaro estão envolvidos até o pescoço com o pior da velha política. #CadêOQueiroz?”.

Gleisi Hoffmann, deputada federal e presidente do PT, conhecida pelo codinome Amante no Departamento de Propinas da Odebrecht, pedindo explicações sobre o caso Queiroz no Twitter e fingindo esquecer os casos Rosemary Noronha, Waldomiro Diniz, Francenildo Costa, Orlando Silva, Pedro Novais, João Vaccari Neto, Delcídio Amaral, Mensalão, Petrolão e Pasadena, fora o resto.

JOSÉ NÊUMANNE - DIRETO AO ASSUNTO

DEU NO JORNAL

A HORA DA POESIA

O BEIJO DE JESUS – José Antônio Jacob

Eu era criança, mas já percebia,
O pouco pão que havia em nossa mesa
E a aparência acanhada da pobreza
Que tinha a nossa casa tão vazia.

De noite, antes do sono, uma certeza:
A minha mãe rezava a Ave-Maria!
E ao terminar a prece eu sempre via
No seu olhar uma esperança acesa.

Após a reza desligava a luz,
Beijava o crucifixo, e a fé era tanta,
Que adormecia perto de Jesus.

Depois que ela dormia (isso que encanta)
Nosso Senhor descia ali da cruz
Para beijar a sua face santa…

Colaboração de Pedro Malta 

MAURÍCIO ASSUERO - PARE, OLHE E ESCUTE

TERCEIRO TURNO

Em outubro de 2018 Jair Bolsonaro venceu as eleições presidenciais com 57 milhões de votos e desde então vencidos e vencedores continuam no afã de uma, aparente, disputa eleitoral. No meu entende, o que mais se sobressai é a falta de compromisso com o Brasil. A gente se convence disso diante da postura dos deputados do PT que se colocam contra qualquer coisa que venha de Bolsonaro. Se amanhã ele declarar que descobriram a cura do câncer, o PT vai dizer que se trata de uma exploração dos incautos, dos pobres e que isso só irá beneficiar a classe rica e poderosa. Nesse sentido, é extremamente cansativo ver as publicações de Haddad nas redes sociais. Não é hora para isso. O PT tem uma bancada no congresso e se tiver propostas – vejam bem: eu disse propostas – apresente, se não tiver, arrume.

Não precisa ir muito longe, pois basta lembrar o discurso de Paulinho da Força no 1º de maio. Sem esquecer que o STF abriu um inquérito para apurar a participação desse nobre deputado em desvios de recursos do BNDES; sem esquecer que o TRF-3 o condenou à perda dos direitos políticos e vai por aí. Esse honesto cidadão – porque tudo que a Polícia Federal e o Ministério Público disseram contra ele é mentira – está articulando, com o chamado Centrão, uma forma de “desidratar” a reforma da previdência, simplesmente para não capacitar Bolsonaro para uma tentativa de reeleição em 2022. Nas suas palavras: “Precisamos de uma reforma da Previdência que não garanta a reeleição do Bolsonaro”. Estamos no início do governo e o canalha pensando na eleição de 2022. Isso é que é otimismo, porque não leva em conta a probabilidade de estar preso!!!!!

Que fique claro, também, que o presidente eleito perde oportunidade de acertar ou de tratar a presidência com seriedade. Não tem cabimento ficar no twietter rebatendo declarações de adversários. O que o governo precisa é apresentar projetos. Note-se que, somente Paulo Guedes e Sérgio Moro, foram capazes de encaminhar para o congresso propostas decentes para o país. Fala-se que os ministros da área militar se destacam também nas suas expertises, mas os efeitos são ofuscados por essa mania boba de Bolsonaro em responder qualquer crítica. O que precisa ser divulgado, numa linguagem simples, são as ações que tendem a melhorar a vida das pessoas. O que for de ruim, não pode ser escondido, mas o presidente deve deixar claro o que está sendo feito para contornar.

Um exemplo que aparentemente se perdeu nas discussões menores. O governo lançou um sistema, chamado Plataforma + Brasil, totalmente informatizado que vai centralizar os tipos de transferências que são feitas, em todos os níveis. Hoje, o governo conta com um sistema, chamado Siconv, pelo qual transitam transferências de diversas naturezas, mas que registra menos de 3% do total de transferências do governo, ou seja, algo em torno de R$ 10 bilhões. O que ocorre com os outros 97%? Fica claro que esse montante é objeto de desvios, de fortalecimento de contas privadas com recursos próprios, porque não há rastreamento.

De acordo com o cronograma divulgado, o Siconv atenderá 500 mil usuários, isto é, vai crescer 270%. Os Termos de descentralização de crédito serão feitos por essa plataforma. Todas as informações estarão disponíveis para qualquer cidadão. Isso significa que a evaporação do dinheiro público tende a diminuir porque o acompanhamento da execução será melhor e ao alcance de qualquer um. Tal feito era para ser divulgado com mais ênfase. Que Bolsonaro fosse ao twietter explicar este alcance e deixasse que a população julgasse a dimensão, a funcionalidade, os efeitos. Mas, perde tempo com picuinha, com bobagem digna de quem, de fato, não sabe a extensão do cargo que ocupa.

No meu entender, esse clima de terceiro turno precisa acabar e as pessoas buscarem soluções para os problemas do país. Quem foi eleito, deve satisfações do voto recebido e seria muito bom que demonstrasse afinidade com os interesses da população. Pensar em eleição presidencial, agora, é olhar para o próprio umbigo e desprezar as necessidades da população, principalmente dessa gama de desempregados construída nos últimos governos. É acreditar que é uma pessoa insubstituível em qualquer processo e cabe lembrar que “o cemitério está cheio de insubstituíveis”. Simples assim.

A eleição acabou. Temos um presidente eleito pela maioria e temos a necessidade de fazer o Brasil voltar a crescer. O convencimento da população pode ser feito através de propostas. Então, coloque-as à mesa e vamos discutir. Propostas, discutir propostas.!!!!

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LÍVIA QUEIROZ DE MOURA – SOROCABA-SP

Sr. Editor,

Veja que coisa estranha:

Bastou Bolsonaro virar presidente que os sortudos da mega-sena misteriosamente sumiram.

Coincidentemente a mega só acumula.

Num é estranho?

R. Cara leitora, e ainda tem um detalhe sinistro: o prêmio já está acumulado pela 13ª vez!!!

13 (êpa!). Isso mesmo.

Como apostador semanal, chega se arrepiei-me todinho.

Já fiz a minha aposta de hoje. Cinco jogos simples e mais um bolão.

E isto me basta.

Se eu ganhar, vou pagar os salários atrasados de Chupicleide e montar uma estrebaria luxuosa pra Polodoro.

De fato, este acúmulo há tantos sorteios é totalmente incomum.

Será que Jair botou moral também dentro da Caixa Econômica?

Hein?

A Mega Sena de hoje vai pagar mais de 170 milhões.

É dinheiro pra ladrão nenhum conseguir roubar!!!

Nem sendo ladrão petista!

Eu se alembrei-me do falecido deputado João Alves, que passou à história como “Anão do Orçamento”, nos anos 80/90 do século passado.

Pra justificar seu enriquecimento ladroatífero com dinheiro público, ele declarou que já havia ganho mais de 200 vezes na loteria!!!

Isso mesmo: 200 vezes.

Uma cara-de-pau maior que a de Lula.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha

CHARGE DO SPONHOLZ

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

MAURO GALVÃO – FEIRA DE SANTANA-BA

Berto,

Toda palavra ruim tem PT no meio.

É impressionante!

Não é só na vida do país que o PT estraga e suja tudo.

Isto também acontece no dicionário.

Veja só:

R. Caro leitor, esta tabela que você nos mandou tem uma omissão imperdoável.

Falta uma expressão muito conhecida onde o PT está presente.

É esta aqui:

Filho de PuTa

A PALAVRA DO EDITOR

RESISTÊNCIA CUZÍSTICA

A brava militância universitária zisquerdista banânica, vanguarda da luta popular e do proletariado, continua fazendo vigorosos protestos nas faculdades brasileiras, de norte a sul, de leste a oeste do nosso país.

Protestos contra o corte de verbas que foi determinado pelo governo federal.

Verbas preciosas para pesquisas sobre xibungagens, orgias, boquetes, enrabamentos e brigas de aranhas cabeludas, entre vários outros assuntos de grande interesse científico e que servem de fundo (êpa!) para dissertações de conclusão de curso, de mestrado e de doutorado.

Um leitor me mandou a foto abaixo, na qual aparecem estudantes de Sociologia e Filosofia de uma universidade federal lavrando seu vigoroso protesto contra esta medida reacionária e direitista, que cortou drasticamente o dinheiro para as escolas superiores.

Cada aluno, futuros doutores e candidatos ao Prêmio Nobel, enfiando o dedo no cu do outro, sob os olhares de uma plateia atenta e que milita nos movimentos sociais zisquerdais acadêmicos.

O leitor que me mandou a foto só se esqueceu-se de dizer onde danado fica esta tal universidade, vanguardista e revolucionária.

Eu só sei que em Palmares não é, pois lá não temos federal.

Algum de vocês sabe onde danado aconteceu este lindo evento cívico-furical-patriótico?

AUGUSTO NUNES

NEURÔNIO AMBICIOSO

Dilma Rousseff conta que o neurônio solitário quer ser Lula quando crescer

“Lula tem uma grande capacidade de aprendizado. Ele tem pouca educação formal, mas tem capacidade de compreensão e memória fantásticas. Tudo o que ele ouve e lê submete a uma análise profunda. Sempre racionaliza as coisas. Até na prisão. Ele tem uma grande força pessoal. Mas é muito triste visitá-lo e constatar que lá se encontra, preso, o presidente do Brasil que mais contribuiu para a evolução material da população. Está limitado a um cubículo. Não deixaram sequer que ele tivesse um frigobar”. 

Dilma Rousseff, em entrevista ao jornal argentino Página12, revelando que o neurônio solitário quer ser igual a Lula quando se multiplicar e chegar a cinco.