LADRÃO CONDENADO EM 3ª INSTÂNCIA

No tempo em que vencia eleições, o PT se transformou no único partido do mundo que, além de não saber perder, tampouco sabia ganhar. Em vez de comemorar o triunfo de seus candidatos, a companheirada preferia celebrar a derrota dos outros — e substituir a festa da vitória pelo espetáculo do ressentimento, protagonizado por gente incapaz de ser feliz.

Nesta semana, a reação do PT à decisão tomada pelo Superior Tribunal de Justiça avisou que as coisas mudaram. Agora, a seita festeja derrotas do seu único Deus. Na terça-feira, o que aconteceu foi a condenação em 3ª instância do ex-presidente pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá.

Movidos pela cegueira voluntária, os devotos tentam enxergar na redução da pena a absolvição simbólica de um ladrão. Vale a pena ler a declaração de Gleisi Hoffmann, mais conhecida no Departamento de Propinas da Odebrecht pelos codinomes Amante e Coxa: “O STJ se ateve a meras formalidades para não examinar o mérito e absolver Lula, mas, pela primeira vez, uma Corte superior apontou os abusos de Moro e do TRF-4 com a redução das penas em mais de 1/3”.

Conversa de vigarista. Os quatro Juízes do STJ reiteraram que Lula é corrupto e lavador de dinheiro, mas decidiram que 8 anos e 10 meses — ou 106 meses — são castigo suficiente. A temporada na gaiola será 39 meses mais curta que a determinada pelo TRF-4, mas apenas oito meses menor que a fixada em 1ª instância por Sergio Moro. A decisão do STJ, portanto, sepultou a maluquice do “preso político” perseguido por um juiz a serviço da CIA.

Como Lula está no xilindró há 13 meses, o PT já começou a festejar a libertação do chefão em setembro, quando terá cumprido 1/6 da pena. Outra falácia. O restante do acerto de contas com a Justiça será pago em regime aberto. Mas Lula manterá o status de preso.

Para os petistas, portanto, não há motivos para celebrações, sobretudo porque vem aí o julgamento em 2ª instância da farra do sítio em Atibaia. O TRF certamente chancelará a condenação em 1ª instância. Se fizer isso depois de setembro, Lula voltará para Curitiba. Se fizer isso antes de setembro, Lula continuará em Curitiba.

Em qualquer das hipóteses, o chefão vai passar pelo menos mais um réveillon na capital paranaense. Numa cela e sem festinha.

* * *

NEURÔNIO ESPERTO

Dilma mostra que até o neurônio solitário conseguiu enxergar a derrota que os devotos da seita tentaram transformar em triunfo

“O único resultado cabível no STJ era a anulação da sentença que condenou Lula e a sua absolvição pura e simples. Inocentes não devem cumprir pena”.

Dilma Rousseff, em nota divulgada depois da decisão do STJ que confirmou a condenação de Lula, mostrando que até o neurônio solitário conseguiu enxergar a derrota que os devotos da seita tentaram transformar em triunfo.

Deixe o seu comentário

FIM DO DESERTO, INÍCIO DA PICADA

Subimos a última duna, chegamos onde o cume refresca por uma brisa vinda de longe.

Olhamos ansiosos e não era miragem: torres e mais torres de telefonia anunciando o fim do deserto e a chegada à civilização.

Mais do que de água, eu tinha sede de notícias!

Corri aos tropeços pela areia quente e parei quando meu celular deu sinal de que o wi-fi da MacDonald’s tinha entrado automaticamente!

Ah, salve a rede mundial de sandubas!

Sim, salve, apesar de ser a responsável por grande parte da mortandade de peixes, galinhas, bois e minhocas do planeta! Encontrá-la justo ao fim do deserto escaldante não poderia ser mais providencial.

Abri correndo nas notícias e… o que vejo?! O Lula semi-inocentado pelo Superior Tribunal de Justiça!

Verifico que as redes sociais gravam verdadeira batalha em torno disso:

Os que olham Lula com simpatia garantem que a diminuição da pena demonstra que as duas instâncias inferiores estavam com muito má-vontade para com o ex-presidente.

Os que o odeiam afirmam que o STJ fez foi confirmar que Lula é ladrão e lavador de dinheiro e consideram que a diminuição da pena foi mínima.

Mínima, na verdade, não foi: a pena foi reduzida em cerca de 1.170 dias! Creio que quem está preso sente com peso mais 1.170 dias… três anos e alguma coisa, de encarceramento!

Para quem está solto, três anos de cadeia é pinto…

É bem verdade que o STJ manteve as condenações por corrupção e lavagem, e isso os inimigos do Lula acentuam.

Entretanto, pode-se compreender que os exageros praticados por Moro e pelo TRF da 4ª Região reforçam a tese de animosidade contra Lula, o que é bastante grave em um julgamento de um ex-presidente da república com todas as circunstâncias políticas e sociais que o envolvem.

Os exageros que o STJ reduziu não param na redução da pena em mais de três anos, prosseguem na redução da multa que as instâncias inferiores fixaram em mais de 31 milhões de reais!

Pois, o STJ cortou uns 29 milhões dessa multa! Isso é mais do que assombroso!

A multa passou de mais de trinta e um milhões de reais para dois milhões e quatrocentos mil reais.

Se isso não é pesar a mão, me diga quem acha que não: – O que lhes significam R$ 29.000.000,00?

Vou lhes dar uma idéia: – Vinte e nove milhões de reais significam que quem tiver essa grana pode montar uma frota de uns setecentos automóveis e pôr para circularem nesses serviços de transporte por aplicativo: 700 automóveis!

O STJ tirou da pena do Lula mais de três anos e setecentos automóveis e há quem ache que Moro e a trinca do TRF/4 foram supimpas e que os apoiadores do Lula estão festejando uma derrota.

Pois sim.

É o início da picada.

Lula está com um pé fora da prisão.

E o outro em 2022.

19 Comentários

HELENA NEGROMONTE SANTOS – OLINDA-PE

Meu irmão, Roberto Negromonte Santos era fã desse jornal.

Infelizmente ele nos deixou no dia 05 de janeiro de 2018.

E agora estou vendo vocês do jornal.

Atenciosamente,

R. Meu sincero lamento pela perda do seu irmão, nosso estimado leitor Roberto Negromonte. Só agora fiquei sabendo.

Como disse Guimarães Rosa, “As pessoas não morrem: ficam encantadas“.

Roberto encantou-se mas estará sempre presente por aqui através de você.

Faça as vezes dele e continue lendo o nosso jornal.

Saiba que foi com muita satisfação que recebi sua mensagem.

Abraços e um excelente domingo.

6 Comentários

LIMITES DO AMOR – Affonso Romano de Sant’Anna

Condenado estou a te amar
nos meus limites
até que exausta e mais querendo
um amor total, livre das cercas,
te despeça de mim, sofrida,
na direção de outro amor
que pensas ser total e total será
nos seus limites da vida.

O amor não se mede
pela liberdade de se expor nas praças
e bares, sem empecilho.
É claro que isto é bom e, às vezes,
sublime.
Mas se ama também de outra forma, incerta,
e este o mistério:

– ilimitado o amor às vezes se limita,
proibido é que o amor às vezes se liberta.

Colaboração de Pedro Malta

Deixe o seu comentário